terça-feira, fevereiro 12, 2008

FRETILIN exige investigação internacional

Diário Digital / Lusa
12-02-2008 1:05:00

A FRETILIN vai exigir hoje no parlamento uma investigação à actuação das forças internacionais em Timor-Leste e «exigir responsabilidades ao governo», disse hoje à agência Lusa o secretário-geral do partido, Mari Alkatiri.

O ex-primeiro-ministro ecoou preocupações do comandante das forças armadas timorenses, Taur Matan Ruak, que também exigiu essa investigação criticando, em declarações à Lusa, a actuação das forças internacionais no terreno.

«Hoje é dia do plenário e o tema tem que ser discutido. a Fretilin vai intervir de forma clara e dura mas com sentido de estado», disse.

Depois de, segunda-feira, «ser um momento de todos ficarem unidos», Mari Alkatiri diz que chegou a altura de perceber o que se passou, sendo por isso essencial avançar com uma investigação rapidamente.

«Temos que perceber o que falhou e porquê. Tudo tem que ser investigado. Houve tiroteio, o Alfredo Reinado foi morto no primeiro tiroteio quando o Horta estava fora mas depois é abatido e é ele próprio que avisa ao telefone que foi ferido e depois o socorro chega tarde», afirmou.

Mari Alkatiri insistiu porém que o próprio José Ramos-Horta agiu mal na forma como lidou com Reinado, continuando a apostar no diálogo e «ingerindo-se» em decisões judiciais que incluiam mandados de captura ao militar timorense.

O secretário-geral da Fretilin diz que essa é outra das questões «muito intrigantes» deste caso«, já que Reinado ataca «a única pessoa que o estava a tentar salvar».

«Aquilo que sei é que o governo já não estava a apostar no diálogo. Quem continuava a apostar no diálogo era o presidente Ramos-Horta. Esta é a parte intrigante de toda a história: como o Alfredo ataca a única pessoa que acha que a única solução era o diálogo e não a justiça», afirmou.

Questionado sobre as motivações do ataque, Alkatiri insistiu que Alfredo Reinado foi um instrumento militar de «intenções políticas» que diz serem «internas» a Timor-Leste e «externas».

Instado a elaborar, comparou a situação actual com a de 2006, referindo que depois de Reinado ter sido «usado», em Maio, para atacar as F-FDTL em Dare, depois do ataque ao quartel em Tacitolo e à residência de Taur Matan Ruak e ao confronto entre policiais, «o resultado foi pedir a intervenção das forças internacionais».

«Desta vez com presença de forças internacionais aqui, o próprio Presidente é atingido, o primeiro-ministro sai ileso também de um ataque misterioso e imediatamente o governo e o presidente interino assinam uma carta já redigida em inglês a pedir mais forças australianas», afirmou.

Instado a comentar a situação actual e o que pode acontecer com os apoiantes de Alfredo Reinado, Mari Alkatiri considerou que o militar «morreu duplamente com este ataque».

«Não é mártir nem herói porque morreu quando tentou atacar a pessoa que estava a procurar caminhos para o salvar. Penso que, por isso, também perdeu muita da sua base social de apoio, nomeadamente os jovens», afirmou.

Apesar disso manfiesta-se preocupado sobre um eventual ataque dos restantes elementos armados do grupo, em especial porque agora também eles são criminosos.

«Até aqui o Reinado era o único procurado pela justiça mas agora os outros elementos do grupo também cometeram crimes e terão agora que responder perante a justiça», afirmou.

«Não afasto hipótese de um novo ataque. Antes pelo contrario», disse.

Alkatiri manifesta-se igualmente surpreendido pelo facto de não ter havido de imediato uma operação de caça ao homem no intuito de procurar os responsáveis pelo ataque, explicando que «as FDTL quiseram actuar mas foram travados pelas forças internacionais».

Ao mesmo tempo criticou a forma com as medidas de segurança estão a ser implementadas em Díli, dando como exemplo o facto de agentes policiais nas ruas estarem a parar táxis e a obrigá-los a retirar os filtros negros de vidro que limitam a visão para o interior.

«Estes filtros custam 400 ou 500 euros e a polícia chega ali e simplesmente rasga-os. São precisas medidas de segurança mas, da forma como estão a ser implementadas, só vão criar mais problemas», afirmou.

1 comentário:

Dr. Kolimau 2000 disse...

Kota : Jakarta
Negara : Republik Maluku Selatan.

Komentar : Kawan sejati Alfredo, engkau telah meninggalkan dunia ini dg jiwa dan ragamu gara2 kecuranan dan tidak keadilan yg engkau telah mengetahui di dlm institusi FDTL maupun di dlm puncak kepimpinan negara RDTL pd saat2 terakhir ini. Semua orang yg bertidak menungkai engkau telah melongtorkan kata2 yg sangat tidak bermoril sama sekali dg apa yg kamu telah berjuangan demi kejujuran dan keadilan. Namun di dl kelompokmu yg kamu telah menpimpinai ada yg telah penghinat engkau seperti kelompoknya si tuleh major Tara. Tara dan kelompoknya adalah kaki tangannya sih para lider psykopatha seperti Xanana dan Horta Csnya. Oleh karena itu pd saat2 terakhir ini engkau telah menjadi "kambing hitam" utk mengadu domba bagi kepentingan mereka di Tanah Air Rakyat miskin dan kecil dari seluruh Timor Timur. Dan kemudian pd titik terakhirnya yg akan selalu menulis di sejarah berdarah yg telah ber-registrasi pd hari ini di Tanah Air yg memillik engkau dan sekawan2nya, tetapi bukan dari orang2 yg saleh itu seperti Xanana, Horta dan Cs. Engkau telah tiada tetapi jiwamu akan menginsaf semua pahlawan2 yg pengikutmu dan mereka akan tetap berani utk menperjuangan s/d kejujuran dan keadilan akan berkibar benderanya di bumi Timor Loro Sae. Ukt hal itu kami mengimbau sekawan perjuangan Salsinha Gastao, agar tidak bisa menyerahkan diri kpd siapa2pun di bumi Timor Loro Sae dan tetap berkok dg se-spirit sephalawan utk perjuangkan s/d merebut kembali haknya Rakyat kecil dan miskin yg telah di tindas oleh kelompok2 yg menjadi kaki tangan penjajahanya asing yg sedang dg aparat militernya tetap berkuasa di seluruh bumi Timor Loro Sae. Kematian engkau adalah pahlawan demi kejujuran dan keadilan, oleh karena itu isu2 lainnya yg telah menyatakan bahwa engkau adalah pasukan pembrontakan dan itu anhya demi kepentingan dikau sendiri, itu sama sekali tidak ada pernah tertulis di buku bagi kita orang2 sejati yg telah dan sedangkan perjuangan demi kepengtinan rakyat kecil dan miskin di seluruh dunia dan khususnya bagi Indonesia dan Timor Loro sae.

Ai semua pemuda dan pemudi dari seluruh Timor Loro Sae, bangkitlah dan marilah kita bersama sama berteguh di dlm prinsip2 kita yg jujur dan adil utk tetap mewarisan kultura dan tradisi dari nenek moyang kita sampai kita sendiri yg menentukan nasibnya sendiri dari pd kita akan tetap tunduk kpd sih tulen2 kaki tanganya penjajahan itu.

Rakyat Timor Loro sae yg mencintai sang kawan sejati Alfredo dan Cs, kematian Alfredo akan menjadi sebuah inspirasi bagi kalian dan kalian akan semua banga berdiri dan bahu menbahu memakai senjata kalian dan sambil melawan sih kolonialisme dan neo-kolonialisme dan keparat2nya di Tanah Air Timor Loro Sae supaya kita berbumi bisa menyentukan nasibnya kita sendiri di bumi kita.


Utk kata terakhir bagi digkau, kawan sejati Alfredo, engkau di hadapan mata TME, engkau akan di terima di dlm kerajaan Allah yg kita semua umat manusia menembahaannya.

Goodbye my friend, your blood with your death will be honor by your people and your fellows till we should get our total and complete freedom in our Homeland. We do swear our compromise than we will never to surrender to the puppets leadership of the DRET as they are most monsters immoral and butcheries in the East Timor society.

So long Alfredo your soul will be happy to be glorified in the Kingdom of our Almighty Lord and God, Holy Trinity.

Dari kawan sejati, Dr. Kolimau 2000.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.