terça-feira, fevereiro 12, 2008

East Timor and Indonesia Action Network on attacks on the President and Prime Minister of Timor-Leste

ETAN
11.02.2008

The East Timor and Indonesia Action Network (ETAN) condemns Monday's violent attacks on the President and Prime Minister of Timor-Leste. We wish President Ramos-Horta a speedy and full recovery from his wounds and a quick return to the duties he was elected to carry out.

We deeply regret the loss of life. The people of Timor-Leste have experienced far too much violence throughout their history. The pursuit of political goals through violence is unacceptable and must be rejected. We urge that all reactions to these events be peaceful.

We regret that Major Alfredo Reinado and his followers were allowed to remain free for so long. It is puzzling to us that some in Timor-Leste view him as a heroic figure. His use of force during the crisis in May 2006 and subsequent threats to use force should have been condemned and rejected by all. These threats were carried out Monday morning with tragic consequences.
Justice and accountability are lacking for far too many recent and past crimes in East Timor.

Yesterday's events occurred, in part, because the rule of law remains weak. Major Reinado, who was indicted for murder for his actions in 2006, should have been brought to justice long before this attack. Too many in today's Timor-Leste operate with a sense of impunity, believing that they will not be held accountable for violent crimes which destabilize and further traumatize the country's population. This sense of impunity is only reinforced by the failure of the UN, U.S., Indonesia, Timor Leste and the rest of the international community to achieve accountability for crimes against humanity committed in East Timor between 1975 and 1999.

etanetanetanetanetanetanetanetanetanetanetanetan

John M. Miller Internet: etan@igc.orgNational Coordinator

Tradução:

East Timor and Indonesia Action Network sobre ataques ao Presidente e Primeiro-Ministro de Timor-Leste

ETAN
11.02.2008

A East Timor and Indonesia Action Network (ETAN) condena os ataques violentos de Segunda-feira sobre o Presidente e Primeiro-Ministro de Timor-Leste. Desejamos uma rápida e total recuperação ao Presidente Ramos-Horta pelos seus ferimentos e um rápido regresso às funções para que foi eleito.

Lamentamos profundamente a perda de vidas. O povo de Timor-Leste experimentou demasiada violência através da sua história. É inaceitável a procura de objectivos políticos através da violência e isso deve ser rejeitado. Urgimos que todas as reacções a estes eventos sejam pacíficas.

Lamentamos que o Major Alfredo Reinado e os seus seguidores tenham sido autorizados a permanecerem livres por tanto tempo. É surpreendente para nós que alguns em Timor-Leste o vissem como uma figura heróica. O uso dele pela força durante a crise em Maio de 2006 e as ameaças subsequentes de usar força deviam ter sido condenados e rejeitados por todos. Essas ameaças foram realizadas na Segunda-feira de manhã com consequências trágicas.
Justiça e responsabilização estiveram em falta para demasiadamente tantos crimes recentes e passados em Timor-Leste.

Ocorreram eventos ontem, em parte, porque a aplicação da lei se mantém fraca. O Major Reinado, que estava indiciado por homicídio pelas suas acções em2006, devia ter sido levado perante a justiça muito antes deste ataque. Demasiados operam no Timos-Leste de hoje com um sentido de impunidade, acreditando que não serão responsabilizados por crimes violentes que desestabilizam e traumatizam mais a população do país. Este sentimento de impunidade é apenas reforçado pelo falhanço da ONU, USA, Indonésia, Timor-Leste e o resto da comunidade internacional para alcançar responsabilização pelos crimes contra a humanidade cometidos em Timor-Leste entre 1975 e 1999.

etanetanetanetanetanetanetanetanetanetanetanetan

John M. Miller Internet: etan@igc.org Coordenador Nacional

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
East Timor and Indonesia Action Network sobre ataques ao Presidente e Primeiro-Ministro de Timor-Leste
ETAN
11.02.2008

A East Timor and Indonesia Action Network (ETAN) condena os ataques violentos de Segunda-feira sobre o Presidente e Primeiro-Ministro de Timor-Leste. Desejamos uma rápida e total recuperação ao Presidente Ramos-Horta pelos seus ferimentos e um rápido regresso às funções para que foi eleito.

Lamentamos profundamente a perda de vidas. O povo de Timor-Leste experimentou demasiada violência através da sua história. É inaceitável a procura de objectivos políticos através da violência e isso deve ser rejeitado. Urgimos que todas as reacções a estes eventos sejam pacíficas.

Lamentamos que o Major Alfredo Reinado e os seus seguidores tenham sido autorizados a permanecerem livres por tanto tempo. É surpreendente para nós que alguns em Timor-Leste o vissem como uma figura heróica. O uso dele pela força durante a crise em Maio de 2006 e as ameaças subsequentes de usar força deviam ter sido condenados e rejeitados por todos. Essas ameaças foram realizadas na Segunda-feira de manhã com consequências trágicas.
Justiça e responsabilização estiveram em falta para demasiadamente tantos crimes recentes e passados em Timor-Leste.

Ocorreram eventos ontem, em parte, porque a aplicação da lei se mantém fraca. O Major Reinado, que estava indiciado por homicídio pelas suas acções em2006, devia ter sido levado perante a justiça muito antes deste ataque. Demasiados operam no Timos-Leste de hoje com um sentido de impunidade, acreditando que não serão responsabilizados por crimes violentes que desestabilizam e traumatizam mais a população do país. Este sentimento de impunidade é apenas reforçado pelo falhanço da ONU, USA, Indonésia, Timor-Leste e o resto da comunidade internacional para alcançar responsabilização pelos crimes contra a humanidade cometidos em Timor-Leste entre 1975 e 1999.

etanetanetanetanetanetanetanetanetanetanetanetan

John M. Miller Internet: etan@igc.org Coordenador Nacional

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.