quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Ex-ministro da Fretilin levado pela Polícia "sem mandado"

Díli, 19 Fev (Lusa) - O ex-ministro dos Recursos Naturais e deputado da Fretilin José Teixeira disse à Lusa que agentes da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) o levaram hoje da sua residência para o quartel-general da polícia "sem nenhum mandado".

José Teixeira declarou à Lusa que elementos da Task Force, uma unidade especial da polícia timorense para o distrito de Díli, o levaram ao quartel-general da PNTL pouco depois das 19:00 (10:00 em Lisboa).

"Não tinham mandado nem conseguiram explicar, quando chegámos ao quartel-general, o que pretendiam de mim, para além de dizer que alguém precisava de me fazer umas perguntas porque eu era acusado de conspiração", explicou o ex-ministro.

O secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, afirmou à Lusa que este episódio "é uma acção de perseguição e intimidação escudada no estado de sítio", decretado na sequência do duplo ataque contra o Presidente da República, José Ramos-Horta, e o primeiro-ministro, Xanana Gusmão, dia 11 de Fevereiro.

Mari Alkatiri disse ter telefonado ao comandante interino da PNTL, Afonso de Jesus, e ao comandante operacional, Mateus Fernandes, e que "nenhum deles soube explicar a razão por que levaram o deputado José Teixeira".

"Julgo que José Teixeira teria ficado a 'dormir' na Polícia se eu não tivesse telefonado" para os comandantes, afirmou Mari Alkatiri, ex-primeiro-ministro.

Foram infrutíferas as tentativas da Lusa para obter uma explicação do incidente junto da PNTL e da Procuradoria-Geral da República.

José Teixeira tem actualmente o mandato de deputado ao Parlamento Nacional suspenso e está a ser substituído por outro parlamentar.

PRM/JCS.
Lusa/Fim

1 comentário:

h correia disse...

Como não conseguem evitar atentados nem capturar os seus autores, andam a deter deputados da Fretilin para mostrar serviço.

Estas tácticas de intimidação são do mais primário que há.

Gostava de saber o que dizem aqueles fãs incondicionais de Xanana, que acusavam a Fretilin de corrupção e abuso de poder...

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.