domingo, abril 20, 2008

Reinado had $800,000 in Australia

The Herald
April 19, 2008


DILI: Investigators have found that Alfredo Reinado, the rebel leader who was killed while leading the attacks on East Timor's top two political leaders, has an account at the Commonwealth Bank in Darwin containing more than $800,000.

The account is also in the name of Timorese-born Australian woman Angelita Pires, East Timor's President, Jose Ramos-Horta, said yesterday.

About $200,000 had been withdrawn from the account, Mr Ramos-Horta said in Dili, adding: "We will find out who gave the money."

Reinado was found to have $US30,000 ($32,000) in new notes in his pockets when he was shot dead at Mr Ramos-Horta's house after he had led rebels there on February 11.

Ms Pires, who grew up in Darwin, was Reinado's lover while he was being hunted in East Timor's mountains to face charges of murder and rebellion.

She has admitted giving Reinado a mobile telephone hours before the attacks but denied any having knowledge of the rebel's plans.

Since returning to Dili from Australia, where he spent nine weeks recovering from serious gunshot wounds, Mr Ramos-Horta has insisted he wants Reinado's supporters punished.

"I will not rest until the truth is totally uncovered," he said.

Investigators in Dili have asked the Rudd Government to provide the details of 47 telephone calls Reinado made to and received from Australia in the hours before the attacks.

Meanwhile, three rebels involved in the attacks have fled to Indonesian West Timor, sources close to the investigation have told The Herald.

Lindsay Murdoch


This story was found at: http://www.smh.com.au/articles/2008/04/19/1208025490899.html

Tradução:

Reinado tinha $800,000 na Austrália The HeraldAbril 19, 2008

DILI: Investigadores descobriram que Alfredo Reinado,o líder amotinado que foi morto quando liderava os ataques contra os dois políticos de topo em Timor-Leste, tem uma conta no Commonwealth Bank em Darwin contendo mais de $800,000.

A conta está também no nome da mulher Australiana nascida em Timor-Leste Angelita Pires, disse ontem o Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta.

Cerca de $200,000 foram retirados da conta, disse o Sr Ramos-Horta em Dili, acrescentando: "Descobriremos quem deu o dinheiro."

Foi descoberto que Reinado tinha $US30,000 ($32,000) em notas novas nas algibeiras quando foi morto a tiro na casa do Sr Ramos-Horta depois de ter liderado os amotinados até lá em 11 de Fevereiro.

A Srª Pires, que cresceu em Darwin, foi amante de Reinado quando andava a ser procurado nas montanhas de Timor-Leste para enfrentar acusações de homicídio e rebelião.

Ela tem admitido ter dado um telemóvel a Reinado horas antes dos ataques mas negou ter tido quaçquer conhecimento dos planos dos amotinados.

Desde que voltou a Dili da Austrália, onde passou nove semanas a recuperar de ferimentos graves por balas, o Sr Ramos-Horta tem insistido que quer que os apoiantes de Reinado sejam punidos.

"Não descansarei enquanto não se descobrir toda a verdade," disse ele.

Investigadores em Dili pediram ao Governo Rudd para dar detalhes de 47 chamadas telefónicas que Reinado fez e recebeu da Austrália nas horas antes dos ataques.

Entretanto, três amotinados envolvidos nos ataques fugiram para o Oeste de Timor Indonésio, disseram fontes próximas da investigação ao The Herald.

Lindsay Murdoch

Esta história foi encontrada em: http://www.smh.com.au/articles/2008/04/19/1208025490899.html

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
Reinado tinha $800,000 na Austrália
The Herald
Abril 19, 2008


DILI: Investigadores descobriram que Alfredo Reinado,o líder amotinado que foi morto quando liderava os ataques contra os dois políticos de topo em Timor-Leste, tem uma conta no Commonwealth Bank em Darwin contendo mais de $800,000.

A conta está também no nome da mulher Australiana nascida em Timor-Leste Angelita Pires, disse ontem o Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta.

Cerca de $200,000 foram retirados da conta, disse o Sr Ramos-Horta em Dili, acrescentando: "Descobriremos quem deu o dinheiro."

Foi descoberto que Reinado tinha $US30,000 ($32,000) em notas novas nas algibeiras quando foi morto a tiro na casa do Sr Ramos-Horta depois de ter liderado os amotinados até lá em 11 de Fevereiro.

A Srª Pires, que cresceu em Darwin, foi amante de Reinado quando andava a ser procurado nas montanhas de Timor-Leste para enfrentar acusações de homicídio e rebelião.

Ela tem admitido ter dado um telemóvel a Reinado horas antes dos ataques mas negou ter tido quaçquer conhecimento dos planos dos amotinados.

Desde que voltou a Dili da Austrália, onde passou nove semanas a recuperar de ferimentos graves por balas, o Sr Ramos-Horta tem insistido que quer que os apoiantes de Reinado sejam punidos.

"Não descansarei enquanto não se descobrir toda a verdade," disse ele.

Investigadores em Dili pediram ao Governo Rudd para dar detalhes de 47 chamadas telefónicas que Reinado fez e recebeu da Austrália nas horas antes dos ataques.

Entretanto, três amotinados envolvidos nos ataques fugiram para o Oeste de Timor Indonésio, disseram fontes próximas da investigação ao The Herald.

Lindsay Murdoch


Esta história foi encontrada emt: http://www.smh.com.au/articles/2008/04/19/1208025490899.html

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.