segunda-feira, janeiro 28, 2008

Suharto: Ana Gomes diz que morte é «momento de libertação»

Diário Digital / Lusa
27-01-2008 6:42:00

A eurodeputada socialista e ex-embaixadora de Portugal em Jacarta Ana Gomes disse à Agência Lusa que a morte do antigo ditador indonésio pode «encerrar um capítulo» da história do país e é um «momento de libertação» nacional.

«Até que enfim», foi a primeira reacção de Ana Gomes, em jeito de desabafo, para acrescentar, em declarações à Agência Lusa, que «vão ficar sequelas por muitos anos, tal como nós ainda temos sequelas do Salazarismo».

«Penso que a morte dele vai pôr o Estado indonésio em muito melhores condições para fazer justiça onde esta necessita de ser feita», disse também, lembrando «os que foram mortos e os que foram postos na prisão e que ainda hoje não viram compensação da parte do Estado».

«É um momento de libertação para todos os indonésios que sofreram a repressão de Suharto e para os que ainda hoje sofrem as consequências desse regime», nomeadamente com «práticas corruptas» que se mantêm até hoje, salientou.

«Quando cheguei à Indonésia, no dia 30 de Janeiro de 1999, ele já tinha caído do poder há uns meses», em Maio de 1998, após 32 anos no poder, tendo sido responsável pela invasão de Timor-Leste, em 1975.

Aliás, recordou a diplomata, foi o afastamento do ditador que permitiu a abertura das relações diplomáticas com Portugal.

«Não me admiro que pessoas como o actual presidente (Susilo Bambang Yudhoyono), de quem eu gosto muito, um antigo militar e homem inteligente - foi dos primeiros a achar que Timor tinha que ter uma solução - procurem pôr numa perspectiva positiva a figura de Suharto para deixar para trás essa era», adiantou.

A ex-embaixadora de Portugal em Jacarta lembrou também que «não foram só os timorenses» que sofreram às mãos de Suharto: «calcula-se que, nos anos 1960, meio milhão de indonésios tenham sido exterminados».

Ana Gomes considerou que «este é um momento bom para a Indonésia», esperando que o país «olhe para a frente».

2 comentários:

Maubere disse...

Donzela Ana Gomes acordou tardiamente e a suas reacções e comentários a morte do ditador Suharto não passam mais de uma mera cosmética para fazer agradar seus apaixonantes Horta e Xanana e depois o trio conduz o destino do Povo Maubere para sistema que Suharto herdou quase mais de três décadas de governação da RI. Horta e Xanana enviaram as suas privadas condolências a famelga do Suharto, nao so como tambem o Xanana esteve presente pessoalmente no funeral do seu pai Suharto, porque talvez Xanana ja tem outra ideia de largar o Chris Swort e tem ja o seu secreto jogo de amor com a filha do Suharto de nome Siti Rugkman alias a amante de nome Mbak Tutut, tal que tu também facas o mesmo como seus bons cavalheiros. Que vergonha que vocês têm na cara para fazer humilhar o Povos oprimidos do Sudoeste Asiático não só como também vocês cagaram na ancestral história destes povos herdeiros dos seus próprios destinos e principalmente dos Timorenses.

Maubere disse...

Donzela Ana Gomes acordou tardiamente e a suas reacções e comentários a morte do ditador Suharto não passam mais de uma mera cosmética para fazer agradar seus apaixonantes Horta e Xanana e depois o trio conduz o destino do Povo Maubere para sistema que Suharto herdou quase mais de três décadas de governação da RI. Horta e Xanana enviaram as suas privadas condolências a famelga do Suharto, nao so como tambem o Xanana esteve presente pessoalmente no funeral do seu pai Suharto, porque talvez Xanana ja tem outra ideia de largar o Chris Swort e tem ja o seu secreto jogo de amor com a filha do Suharto de nome Siti Rugkman alias a amante de nome Mbak Tutut, tal que tu também facas o mesmo como seus bons cavalheiros. Que vergonha que vocês têm na cara para fazer humilhar o Povos oprimidos do Sudoeste Asiático não só como também vocês cagaram na ancestral história destes povos herdeiros dos seus próprios destinos e principalmente dos Timorenses.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.