segunda-feira, janeiro 28, 2008

O amigo dos australianos…

Australian praise for Indonesia's Suharto - Summary

Posted : Sun, 27 Jan 2008 10:46:05 GMT
Earthtimes.org

Sydney - Australian Prime Minister Kevin Rudd commended former Indonesian strongman Suharto on Sunday, saying that he "oversaw a period of significant economic growth and modernisation at a time when Indonesia faced fundamental political, social and economic challenges."Rudd, who took office after winning the November election, comnceded the retired general was a "controversial figure in respect of human rights and East Timor, and many have disagreed with his approach."

Former Australiann foreign minister Alexander Downer said that Suharto, who died in Jakarta on Sunday aged 86, "had a very good vision for building a strong South-East Asian community and a positive view about Australia being part of that."

Suharto, who ruled Indonesia for 32 years before being ousted in 1998, only visited Australia once - and then only for a few hours.

Australia's official relations with Suharto blossomed under former prime minister Paul Keating, who visited Indonesia six times in four years.

In 1995 Keating and Suharto sealed a defence pact that was abrogated by Indonesia in 1999 when Canberra led an international force to give East Timor its independence.

Indonesia specialist Greg Fealy, from the Australian National University in Canberra, said Keating was not alone in fawning on the former general.

"For the most part, successive Australian governments were very pleased that Suharto was president of Indonesia," Fealy said.

"He had, for the most part, a pro-Western stance and ... put a great deal of emphasis on Indonesia's internal stability and that saved Australia a lot of headaches."

TRADUÇÃO:

Australianos louvam a Indonésia de Suharto - Resumo

Postado : Domingo, 27 Jan 2008 10:46:05 GMT
Earthtimes.org

Sydney – O Primeiro-Ministro Australiano Kevin Rudd elogiou o antigo homem forte Indonésio Suharto no Domingo, dizendo que ele "administrou um período de significativo crescimento económico e de modernização numa altura em que a Indonésia enfrentou desafios fundamentais políticos, económicos e sociais."Rudd, que assumiu o cargo depois de ter ganho as eleições de Novembro, concedeu que o general reformado foi "uma figura controversa no que respeita os direitos humanos e Timor-Leste e que muitos discordaram da sua abordagem."

O antigo ministro dos estrangeiros Australiano Alexander Downer disse que Suharto, que morreu em Jacarta no Domingo com 86 anos de idade, "teve uma muito boa visão para construir uma forte comunidade do Sudeste Asiático e uma visão positivo sobre a Austrália fazer parte disso."

Suharto, que governou a Indonésia durante 32 anos antes de ter sido expulso em 1998, apenas uma vez visitou a Austrália - e então apenas por algumas horas.

As relações oficiais da Austrália com Suharto floresceram sob o antigo primeiro-ministro Paul Keating, que visitou a Indonésia seis vezes em quatro anos.

Em 1995 Keating e Suharto selaram um pacto de defesa que foi suspenso pela Indonésia em 1999 quando Canberra liderou uma força internacional para dar a independência a Timor-Leste.

O especialista sobre a Indonésia Greg Fealy, da Universidade Nacional Australiana em Canberra, disse que Keating não esteve sózinho a bajular o antigo general.

"Na maioria das vezes, governos Australianos sucessivos estavam muitos satisfeitos por Suharto ser presidente da Indonésia," disse Fealy.

"Ele tinha, na maioria das vezes uma postura pró-Ocidente e ... pôs muito ênfase na estabilidade interna da Indonésia e isso salvou a Austrália de muitas dores de cabeça."

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
O amigo dos australianos…
Australianos louvam a Indonésia de Suharto - Resumo

Postado : Domingo, 27 Jan 2008 10:46:05 GMT
Earthtimes.org

Sydney – O Primeiro-Ministro Australiano Kevin Rudd elogiou o antigo homem forte Indonésio Suharto no Domingo, dizendo que ele "administrou um período de significativo crescimento económico e de modernização numa altura em que a Indonésia enfrentou desafios fundamentais políticos, económicos e sociais."Rudd, que assumiu o cargo depois de ter ganho as eleições de Novembro, concedeu que o general reformado foi "uma figura controversa no que respeita os direitos humanos e Timor-Leste e que muitos discordaram da sua abordagem."

O antigo ministro dos estrangeiros Australiano Alexander Downer disse que Suharto, que morreu em Jacarta no Domingo com 86 anos de idade, "teve uma muito boa visão para construir uma forte comunidade do Sudeste Asiático e uma visão positivo sobre a Austrália fazer parte disso."

Suharto, que governou a Indonésia durante 32 anos antes de ter sido expulso em 1998, apenas uma vez visitou a Austrália - e então apenas por algumas horas.

As relações oficiais da Austrália com Suharto floresceram sob o antigo primeiro-ministro Paul Keating, que visitou a Indonésia seis vezes em quatro anos.

Em 1995 Keating e Suharto selaram um pacto de defesa que foi suspenso pela Indonésia em 1999 quando Canberra liderou uma força internacional para dar a independência a Timor-Leste.

O especialista sobre a Indonésia Greg Fealy, da Universidade Nacional Australiana em Canberra, disse que Keating não esteve sózinho a bajular o antigo general.

"Na maioria das vezes, governos Australianos sucessivos estavam muitos satisfeitos por Suharto ser presidente da Indonésia," disse Fealy.

"Ele tinha, na maioria das vezes uma postura pró-Ocidente e ... pôs muito ênfase na estabilidade interna da Indonésia e isso salvou a Austrália de muitas dores de cabeça."

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.