quarta-feira, março 19, 2008

UNMIT – MEDIA MONITORING - Wednesday, 19 March 2008

"UNMIT assumes no responsibility for the accuracy of the articles or for the accuracy of their translations. The selection of the articles and their content do not indicate support or endorsement by UNMIT express or implied whatsoever. UNMIT shall not be responsible for any consequence resulting from the publication of, or from the reliance on, such articles and translations."

National Media Reports

TVTL News Coverage

NGOs demand Govt to stop TFC: Twenty four NGOs have sent a petition letter to the National Parliament to stop the Truth and Friendship Commission (TFC) of Indonesia/Timor-Leste because they believe it has proved ineffective in bringing the criminals to justice or for providing reparations to the victims.

The petition of the NGOs also said that the international community is aware that over 180,000 people were killed by the Indonesian army. The NGOs stated that they will not tolerate anyone who wants to eliminate justice in Timor-Leste.

“We believe that the TFC is a political tool for leaders to create impunity for the criminals,” said the petition. The NGOs are also demanding that the National Parliament and Government reject the recommendations of the TFC report as it does not reflect the judicial principles of Timor-Leste.

Govt asks President to change ‘State of Siege’: The Government has asked the Acting President of the Republic to change the ‘State of Siege’ to a ‘State of emergency’. They have asked this as Easter is approaching.

RTL News Coverage

Joint Operation to change tactics: The Commander of the F-FDTL/PNTL Joint Operation, Lieutenant Colonel Filomeno Paixão, said that Joint Operation Command is recommending the Government to change the modality and tactics of the operation. Commander Paixão said that the new modality and tactics of the operation will be used to force Salsinha and his group members to surrender. “We suggest the Government change the tactics of the operation with new tactics to be implemented in the field. This is a military activity,” said Commander Paixão on Tuesday (18/3) at a press conference held in Memorial Hall in Dili.

Commander Paixão also suggested the Government extend the ‘State of Siege’ as it has impacted positively on the security of the nation.

Print Coverage

PGR lost legitimacy in rebel case: Fretilin has strongly criticized the Prosecutor General of the Republic Longuinhos Monteiro for losing his legitimacy to bring Salsinha to court as he has violated the nation’s constitution by negotiating with Salsinha.

Fretilin member, Joaquim dos Santos, said that PGR has dishonoured the constitution through his negotiations with the rebels. Separately, Democratic Party (PSD) member of NP Adriano Nascimento said that each of competent organs in this country has its own interpretation about the current situation, and about Salsinha in particular.

“I would like to say that each organ of the country has its own concept and interpretation of how to solve the problems of Timor-Leste,” said Mr, Nascimento on Tuesday (18/3) in NP, Dili. PUN member of NP, Fernanda Borges, said that she does not know the role of the PGR and has asked him to come and give a statement to clarify this in the NP.

“I don’t know what the PGR is thinking about what to do, but as far as I know, everything has failed. Salsinha has not yet surrendered. We need to know whether he [Salsinha] wants to surrender or negotiate,” said Ms Borges. Ms Borges also said that in other nations, the Prosecutor General would not take on such a role. The PG’s role would be to deal with the suspects only when they had been submitted to the justice. (STL)

Joint Operation continues hunting Salsinha: Under the Command of F-FDTL Major Neves, the F-FDTL/PNTL Joint Operation is continuing to hunt Salsinha and his group after their escape from their stronghold in Estadu village, Ermera District.

“We will continue to chase Salsinha and his group anywhere in Timor-Leste. The best way for them is to surrender rather than suffer,” said Major Neves on Saturday (15/3) in Lete-Foho. (STL)

Govt to meet UN delegation: PM Xanana Gusmão held a meeting with the United Nations delegation from the Department of Peace Keeping Operations (DPKO) on Tuesday (18/3) in the Government Palace in Dili.

The Vice Prime Minister, José Luis Guterres, said that the meeting did not discuss the events of February 11, but focused on assessing the coordination between the UN Police (UNPol) and the National Police of Timor-Leste (PNTL).

The meeting also analysed the current situation of the police and proposed ideas and plans for the future.

“It’s time for the Timorese to take responsibility in leading their country properly,” said Mr. Guterres after the meeting.

During the meeting, the UN delegation asked and answered many questions on how to continue working with the Government of Timor-Leste and how to strengthen the institutions of the F-FDTL and PNTL. (STL)

NP questions preventive prison in Colmera: PUN member of NP, João Maia da Conceição, has questioned the legitimacy of the preventive prison in Colmera, Dili claiming that there are only three prisons in the country.

“The nation has only Becora, Gleno and Baucau prisons. Those who commit crimes are imprisoned in these, not in a secure ‘prison’ in Colmera. This has created a lot of confusion,” said Mr. da Conceição on Tuesday (18/3) in the NP, Dili.

Mr. da Conceição also questioned why Susar is the only person imprisoned in Colmera with security provided by the F-FDTL and PNTL, while Alfredo’s group members are imprisoned in Becora. According to Mr. da Conceição, the idea of a preventive prison may prevent Salsinha and his group from surrendering. (STL)

673 petitioners answer questionnaires: Six hundred and seventy three members of the petitioners gathered in Aitarak Laran have filled the questionnaires provided by the Government from 17-18 March. One of the petitioners said that some of the items of the questionnaires are concerned with learning what the petitioners have done since leaving the military. “We have to follow the content of the questionnaires,” said one of the petitioners on Tuesday (18/3) in GMT, Dili. (STL)

Nelson Correia: Joint Operation is ineffective: The Secretary General of the Progressive Democratic League (LDP), Nelson Correia, has said that he considers the F-FDTL/PNTL Joint Operation to be ineffective as they have failed to captured Salsinha and his group.

“If we are not ready to conduct a Joint Operation, then let’s try an intelligence operation. An intelligence operation would be smaller, would not create panic in the public and would be more effective. Given that this is a new nation, we must try every method,” said Mr. Correia on Monday (17/3).

Related to the statement of the Prosecutor General, Longuinhos Monteiro, that some leaders are impeding Salsinha’s surrender, Mr. Correia said that PGR should make public the names of the people he suspects are involved. (DN)

Most of the petitioners decide to return to F-FDTL: Former F-FDTL Major Augusto de Araujo Tara said that most of the 672 petitioners who have so far filled the questionnaires, have decided to return to the military. “Upon what they have said, it is clear that most of them have decided to return to the military,” said Major Tara. “TMR agrees that the petitioners can return to the military, but there will be some people who reject this.” (DN)

ISF maintains its cooperation with Joint Operation: The Commander of the International Stabilization Forces (ISF), Brigadier General James Baker, said that the ISF has maintained its relationship with the F-FDTL/PNTL Joint Operation during the operation in the districts. “ISF maintains its close relations with the F-FDTL and PNTL in the operations outside of Dili. The ISF, Joint Operation and the United Nations Police will continue to coordinate their activities to arrest those involved in February 11 as this is the objective of the Joint Operation,” said Brigadier General Baker on Tuesday (18/3),” (TP)

PGR will conclude investigations when Salsinha surrenders: The Prosecutor General Longuinhos Monteiro said that the investigations into the events of February 11 will end when Salsinha and his group surrender. PGR also said that he has held hearings for 17 suspects for February 11, including 27 eyewitnesses. “I have provided a statement to the Acting President about the progress of the investigation. We have heard from 17 suspects and 27 eye witnesses of the case of February 11,” said PGR Monteiro after briefing the Acting President of the Republic Fernando Lasama. (TP)


National News Sources:
Televizaun Timor-Leste (TVTL)
Radio Timor-Leste (RTL)
Timor Post (TP)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Nacional (DN)

Tradução:

UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA - Quarta-feira, 19 Março 2008

"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e do seus conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Cobertura de Notícias

ONGs pedem ao Governo para parar CVA: Vinte e quatro ONG's mandaram uma carta-petição a pedir ao Parlamento Nacional para parar a Comissão da Verdade e Amizade (CVA) da Indonésia/Timor-Leste porque acreditam que se verificou ser ineficaz para levar à justiça os criminosos e para garantir reparações às vítimas.

A petição das ONGs disse ainda que a comunidade internacional sabe que mais de 180,000 pessoas foram mortas pelos militares da Indonésia. As ONG's afirmam que não vão tolerar ninguém que queira eliminar a justiça em Timor-Leste.

“Acreditamos que a CVA é um instrumento político dos líderes para criar impunidade para os criminosos,” disse a petição. As ONG's estão ainda a pedir que o Parlamento Nacional e o Governo rejeitem as recomendações do relatório da CVA dado que não reflectem os princípios jurídicos de Timor-Leste.

Governo pede ao Presidente para modificar o ‘Estado de Sítio’: O Governo pediu ao Presidente da República interino para modificar o ‘Estado de Sítio’ para ‘Estado de emergência’. Pediram isto quando se aproxima a Páscoa.

RTL Cobertura de Notícias

Operação Conjunta muda de tácticas: O Comandante da Operação Conjunta F-FDTL/PNTL , Tenente Coronel Filomeno Paixão, disse que o Comando da Operação Conjunta recomendou ao Governo para mudar a modalidade e as tácticas da operação. O Comandante Paixão disse que a nova modalidade e tácticas da operação serão usados para forçar Salsinha e o seu grupo a render-se. “Sugerimos ao Governo mudar as tácticas da operação com novas tácticas a serem implementadas no terreno. Esta é uma actividade militar,” disse o Comandante Paixão na Terça-feira (18/3) numa conferência de imprensa no Memorial Hall em Dili.

O Comandante Paixão sugeriu também que o Governo prolongue o ‘Estado de Sítio’ dado que isso teve impacto positivo na segurança da nação.

Cobertura Impressa

PGR perdeu legitimidade no caso dos amotinados: A Fretilin criticou fortemente o Procurador-Geral da República Longuinhos Monteiro por derder a legitimidade para levar Salsinha ao tribunal dado que violou a constituição da nação negociando com Salsinha.

O membro da Fretilin, Joaquim dos Santos, disse que o PGR tinha desonrado a constituição através das suas negociações com os amotinados. Em separado, o deputado do PSD Adriano Nascimento disse que cada órgão competente no país tem a sua própria interpretação sobre a situação corrente, e acerca de Salsinha em particular.

“Quero dizer que cada órgão do país tem o seu próprio conceito e interpretação de como resolver os problemas de Timor-Leste,” disse o Sr, Nascimento na Terça-feira (18/3) no PN, Dili. A deputada do PUN Fernanda Borges, disse que não sabe qual é o papel do PGR e que lhe pediu para ele vir dar uma declaração para clarificar isso no PN.

“Não sei o que é que o PGR pensa sobre o que fazer mas tanto quanto sei, tudo falhou. Salsinha não se rendeu ainda. Precisamos de saber se ele [Salsinha] quer render-se ou negociar,” disse a Srª Borges. A Srª Borges disse também que noutras nações, o Procurador-Geral não faria tais papéis. O papel do PG é de lidar com os suspeitos apenas quando eles se submeteram à justiça. (STL)

Operação Conjunta continua a caça a Salsinha: Sob o Comando do Major Neves das F-FDTL, A Operação Conjunta F-FDTL/PNTL continua a caça a Salsinha e ao seu grupo depois de escaparem da sua praça forte na aldeia Estadu, Distrito de Ermera.

“Vamos continuar a perseguir Salsinha e o seu grupo por todo o lado em Timor-Leste. O melhor para eles é renderem-se en vez de sofrer,” disse o Major Neves no Sábado (15/3) em Lete-Foho. (STL)

Governo encontrou-se com delegação da ONU: O PM Xanana Gusmão teve um encontro com a delegação da ONU do Departamento das Operações de Manutenção da Paz (DPKO) na Terça-feira (18/3) no Palácio do Governo em Dili.

O Vice-Primeiro-Ministro, José Luis Guterres, disse que no encontro não discutiram os eventos de 11 de Fevereiro, mas que se focaram na avaliação da coordenação entre a UNPol e a PNTL.

No encontro analisaram ainda a situação corrente da polícia e ideias e planos propostos para o futuro.

“É tempo dos Timorenses assumirem a responsabilidade de conduzirem o país correctamente,” disse o Sr. Guterres depois do encontro.

Durante o encontro, a delegação da ONU perguntou e respondeu a muitas questões sobre como continuar a trabalhar com o Governo de Timor-Leste e como reforçar as instituições F-FDTL e PNTL. (STL)

PN questiona prisão preventiva em Colmera: O deputado do PUN João Maia da Conceição, questionou a legitimidade da prisão preventiva em Colmera, Dili afirmando que há apenas três prisões no país.

“A nação apenas tem as prisões de Becora, Gleno e Baucau. Quem comete crimes está detido nestas, não numa ‘prisão’ segura em Colmera. Isto tem criado muita confusão,” disse o Sr. da Conceição na Terça-feira (18/3) no PN, Dili.

O Sr. da Conceição também questionou porque é que Susar é a única pessoa presa em Colmera com segurança feita pela F-FDTL e PNTL, enquanto os membros do grupo de Alfredo estão presos em Becora. De acordo com o Sr. da Conceição, a ideia duma prisão preventiva pode evitar que o grupo de Salsinha se entregue. (STL)

673 peticionários respondem a questionários: Seiscentos e setenta e três membros dos peticionários que se juntaram em Aitarak Laran preencheram os questionários dados pelo Governo de 17-18 Março. Um dos peticionários disse que alguns dos itens do questionário diz respeito ao que é que os peticionários fizeram desde que sairam da força militar. “Temos de seguir o conteúdo dos questionário,” disse um dos peticionários na Terça-feira (18/3) em GMT, Dili. (STL)

Nelson Correia: Operação Conjunta é ineficaz: O Secretário-Geral da Liga Progressiva Democrática (LDP), Nelson Correia, disse que considera que a Operação Conjunta F-FDTL/PNTL é ineficaz dado que falharam em capturar Salsinha e o seu grupo.

“Se não estamos prontos para conduzir uma Operação Conjunta então tentemos uma operação de informações. Uma operação de informações seria mais pequena, não criaria pânico na população e seria mais eficaz. Dado que esta é umas nova nação, devemos tentar todos os métodos,” disse o Sr. Correia na Segunda-feira (17/3).

Em relação à declaração do Procurador-Geral, Longuinhos Monteiro, que alguns líderes estão a impedir a rendição de Salsinha, o Sr. Correia disse que o PGR deve tornar públicos os nomes das pessoas que ele suspeita estarem envolvidas. (DN)

Maioria dos peticionários decidem voltar para as F-FDTL: o antigo Major das F-FDTL Augusto de Araújo Tara disse que a maioria dos 672 peticionários que até agora já preencheram os questionários tinham decidido regressar à força militar. “Sobre o que disseram, é claro que a maioria deles decidiu regressar à força militar,” disse o Major Tara. “TMR concorda que os peticionários podem voltar à força militar, mas houve algumas pessoas que rejeitam isso.” (DN)

ISF matém a cooperação com a Operação Conjunta: O Comandante da Força Internacional de Estabilização (ISF), Brigadeiro General James Baker, disse que a ISF tem mantido a sua relação com a Operação Conjunta F-FDTL/PNTL durante a operação nos distritos. “A ISF matém a sua estreita relação com as F-FDTL e PNTL nas operações fora de Dili. A ISF, Operação Conjunta e UNPOL continuarão a coordenar as suas actividades para prender os envolvidos no 11 de Fevereiro dado que é este o objectivo da Operação Conjunta,” disse o Brigadeiro General Baker na Terça-feira (18/3),” (TP)

PGR concluirá as investigações quando Salsinha se render: O Procurador-Geral Longuinhos Monteiro disse que as investigações aos eventos de 11 de Fevereiro acabarão quando Salsinha e o seu grupo se entregarem. O PGR disse também que fez audiências com 17 suspeitos do 11 de Fevereiro, incluindo 27 testemunhas oculares. “Fiz uma declaração para o Presidente interino acerca do progresso da investigação. Ouvimos 17 suspeitos e 27 testemunhas oculares do caso 11 de Fevereiro,” disse o PGR Monteiro depois de informar o Presidente da República interino Fernando Lasama. (TP)


Fontes de Notícias Nacionais:
Televizaun Timor-Leste (TVTL)
Radio Timor-Leste (RTL)
Timor Post (TP)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Nacional (DN)

2 comentários:

Margarida disse...

Tradução:
UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA - Quarta-feira, 19 Março 2008
"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e do seus conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Cobertura de Notícias

ONGs pedem ao Governo para parar CVA: Vinte e quatro ONG's mandaram uma carta-petição a pedir ao Parlamento Nacional para parar a Comissão da Verdade e Amizade (CVA) da Indonésia/Timor-Leste porque acreditam que se verificou ser ineficaz para levar à justiça os criminosos e para garantir reparações às vítimas.

A petição das ONGs disse ainda que a comunidade internacional sabe que mais de 180,000 pessoas foram mortas pelos militares da Indonésia. As ONG's afirmam que não vão tolerar ninguém que queira eliminar a justiça em Timor-Leste.

“Acreditamos que a CVA é um instrumento político dos líderes para criar impunidade para os criminosos,” disse a petição. As ONG's estão ainda a pedir que o Parlamento Nacional e o Governo rejeitem as recomendações do relatório da CVA dado que não reflectem os princípios jurídicos de Timor-Leste.

Governo pede ao Presidente para modificar o ‘Estado de Sítio’: O Governo pediu ao Presidente da República interino para modificar o ‘Estado de Sítio’ para ‘Estado de emergência’. Pediram isto quando se aproxima a Páscoa.

RTL Cobertura de Notícias

Operação Conjunta muda de tácticas: O Comandante da Operação Conjunta F-FDTL/PNTL , Tenente Coronel Filomeno Paixão, disse que o Comando da Operação Conjunta recomendou ao Governo para mudar a modalidade e as tácticas da operação. O Comandante Paixão disse que a nova modalidade e tácticas da operação serão usados para forçar Salsinha e o seu grupo a render-se. “Sugerimos ao Governo mudar as tácticas da operação com novas tácticas a serem implementadas no terreno. Esta é uma actividade militar,” disse o Comandante Paixão na Terça-feira (18/3) numa conferência de imprensa no Memorial Hall em Dili.

O Comandante Paixão sugeriu também que o Governo prolongue o ‘Estado de Sítio’ dado que isso teve impacto positivo na segurança da nação.

Cobertura Impressa

PGR perdeu legitimidade no caso dos amotinados: A Fretilin criticou fortemente o Procurador-Geral da República Longuinhos Monteiro por derder a legitimidade para levar Salsinha ao tribunal dado que violou a constituição da nação negociando com Salsinha.

O membro da Fretilin, Joaquim dos Santos, disse que o PGR tinha desonrado a constituição através das suas negociações com os amotinados. Em separado, o deputado do PSD Adriano Nascimento disse que cada órgão competente no país tem a sua própria interpretação sobre a situação corrente, e acerca de Salsinha em particular.

“Quero dizer que cada órgão do país tem o seu próprio conceito e interpretação de como resolver os problemas de Timor-Leste,” disse o Sr, Nascimento na Terça-feira (18/3) no PN, Dili. A deputada do PUN Fernanda Borges, disse que não sabe qual é o papel do PGR e que lhe pediu para ele vir dar uma declaração para clarificar isso no PN.

“Não sei o que é que o PGR pensa sobre o que fazer mas tanto quanto sei, tudo falhou. Salsinha não se rendeu ainda. Precisamos de saber se ele [Salsinha] quer render-se ou negociar,” disse a Srª Borges. A Srª Borges disse também que noutras nações, o Procurador-Geral não faria tais papéis. O papel do PG é de lidar com os suspeitos apenas quando eles se submeteram à justiça. (STL)

Operação Conjunta continua a caça a Salsinha: Sob o Comando do Major Neves das F-FDTL, A Operação Conjunta F-FDTL/PNTL continua a caça a Salsinha e ao seu grupo depois de escaparem da sua praça forte na aldeia Estadu, Distrito de Ermera.

“Vamos continuar a perseguir Salsinha e o seu grupo por todo o lado em Timor-Leste. O melhor para eles é renderem-se en vez de sofrer,” disse o Major Neves no Sábado (15/3) em Lete-Foho. (STL)

Governo encontrou-se com delegação da ONU: O PM Xanana Gusmão teve um encontro com a delegação da ONU do Departamento das Operações de Manutenção da Paz (DPKO) na Terça-feira (18/3) no Palácio do Governo em Dili.

O Vice-Primeiro-Ministro, José Luis Guterres, disse que no encontro não discutiram os eventos de 11 de Fevereiro, mas que se focaram na avaliação da coordenação entre a UNPol e a PNTL.

No encontro analisaram ainda a situação corrente da polícia e ideias e planos propostos para o futuro.

“É tempo dos Timorenses assumirem a responsabilidade de conduzirem o país correctamente,” disse o Sr. Guterres depois do encontro.

Durante o encontro, a delegação da ONU perguntou e respondeu a muitas questões sobre como continuar a trabalhar com o Governo de Timor-Leste e como reforçar as instituições F-FDTL e PNTL. (STL)

PN questiona prisão preventiva em Colmera: O deputado do PUN João Maia da Conceição, questionou a legitimidade da prisão preventiva em Colmera, Dili afirmando que há apenas três prisões no país.

“A nação apenas tem as prisões de Becora, Gleno e Baucau. Quem comete crimes está detido nestas, não numa ‘prisão’ segura em Colmera. Isto tem criado muita confusão,” disse o Sr. da Conceição na Terça-feira (18/3) no PN, Dili.

O Sr. da Conceição também questionou porque é que Susar é a única pessoa presa em Colmera com segurança feita pela F-FDTL e PNTL, enquanto os membros do grupo de Alfredo estão presos em Becora. De acordo com o Sr. da Conceição, a ideia duma prisão preventiva pode evitar que o grupo de Salsinha se entregue. (STL)

673 peticionários respondem a questionários: Seiscentos e setenta e três membros dos peticionários que se juntaram em Aitarak Laran preencheram os questionários dados pelo Governo de 17-18 Março. Um dos peticionários disse que alguns dos itens do questionário diz respeito ao que é que os peticionários fizeram desde que sairam da força militar. “Temos de seguir o conteúdo dos questionário,” disse um dos peticionários na Terça-feira (18/3) em GMT, Dili. (STL)

Nelson Correia: Operação Conjunta é ineficaz: O Secretário-Geral da Liga Progressiva Democrática (LDP), Nelson Correia, disse que considera que a Operação Conjunta F-FDTL/PNTL é ineficaz dado que falharam em capturar Salsinha e o seu grupo.

“Se não estamos prontos para conduzir uma Operação Conjunta então tentemos uma operação de informações. Uma operação de informações seria mais pequena, não criaria pânico na população e seria mais eficaz. Dado que esta é umas nova nação, devemos tentar todos os métodos,” disse o Sr. Correia na Segunda-feira (17/3).

Em relação à declaração do Procurador-Geral, Longuinhos Monteiro, que alguns líderes estão a impedir a rendição de Salsinha, o Sr. Correia disse que o PGR deve tornar públicos os nomes das pessoas que ele suspeita estarem envolvidas. (DN)

Maioria dos peticionários decidem voltar para as F-FDTL: o antigo Major das F-FDTL Augusto de Araújo Tara disse que a maioria dos 672 peticionários que até agora já preencheram os questionários tinham decidido regressar à força militar. “Sobre o que disseram, é claro que a maioria deles decidiu regressar à força militar,” disse o Major Tara. “TMR concorda que os peticionários podem voltar à força militar, mas houve algumas pessoas que rejeitam isso.” (DN)

ISF matém a cooperação com a Operação Conjunta: O Comandante da Força Internacional de Estabilização (ISF), Brigadeiro General James Baker, disse que a ISF tem mantido a sua relação com a Operação Conjunta F-FDTL/PNTL durante a operação nos distritos. “A ISF matém a sua estreita relação com as F-FDTL e PNTL nas operações fora de Dili. A ISF, Operação Conjunta e UNPOL continuarão a coordenar as suas actividades para prender os envolvidos no 11 de Fevereiro dado que é este o objectivo da Operação Conjunta,” disse o Brigadeiro General Baker na Terça-feira (18/3),” (TP)

PGR concluirá as investigações quando Salsinha se render: O Procurador-Geral Longuinhos Monteiro disse que as investigações aos eventos de 11 de Fevereiro acabarão quando Salsinha e o seu grupo se entregarem. O PGR disse também que fez audiências com 17 suspeitos do 11 de Fevereiro, incluindo 27 testemunhas oculares. “Fiz uma declaração para o Presidente interino acerca do progresso da investigação. Ouvimos 17 suspeitos e 27 testemunhas oculares do caso 11 de Fevereiro,” disse o PGR Monteiro depois de informar o Presidente da República interino Fernando Lasama. (TP)


Fontes de Notícias Nacionais:
Televizaun Timor-Leste (TVTL)
Radio Timor-Leste (RTL)
Timor Post (TP)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Nacional (DN)

Anónimo disse...

Alo Dili

"ISF maintains its cooperation with Joint Operation"

E MELHOR SAIREM ESTAO HA MAIS ESTAO A DAR DORES DE CABECA.Estavam a brincar com Alfredo por dois anos agora estamos a fazer o trabalho porque estao la? Estao ilegais nao e uma vergonha estar nas casas dos outros sem ninguem convidar QUE LATA.

Adeus

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.