quarta-feira, março 19, 2008

Gastão Salsinha vivo ou morto?

Blog Alto Hama
Terça-feira, Março 18, 2008

A bancada parlamentar da Fretilin quer saber (mas não há quem a esclareça) quem é que está a boicotar a eventual rendição de Gastão Salsinha, anunciada e adiada por várias vezes.

O procurador-geral, Longuinhos Monteiro, disse que há sectores a impedir os rebeldes de se entregarem. Será verdade? Ou, pelo contrário, mais uma vez se verifica que Monteiro não sabe o que diz, nem diz o que sabe?

E se, com Salsinha ainda vivo, toda a história do ataque a Ramos Horta e a Xanana Gusmão está muito mal contada, o que acontecerá se o rebelde for “suicidado”?

Continuaremos sem saber a verdadeira história. Mas não será isso que muitos dos principais protagonistas querem? Cá para mim o actual poder em Timor-Leste prefere que Salsinha seja um herói morto do que um rebelde vivo. Isto porque, digo eu, as explicações da Salsinha podem fazer ruir como um castelo de cartas as teorias oficiais.

Consta, aliás, que pelo menos um jornalista australiano já terá recolhido junto de Gastão Salsinha a sua versão dos acontecimentos, aguardando apenas o desfecho do litígio para publicar, ou não, o depoimento.

Ou seja, se Salsinha não for morto caber-lhe-á contar (se assim entender) o que se passou. Se for morto, o jornalista australiano avançará com a história que, dizem-me, está documentada inclusive com uma gravação vídeo.

Que a coisa promete, lá isso promete. Aguardemos. Sentados de preferência.
Publicada por Orlando Castro

6 comentários:

Margarida disse...

Emergência em Timor-Leste vai prolongar-se até 22 de Abril

Público, 19.03.2008

O Governo timorense resolveu ontem, em reunião extraordinária, propor ao Presidente interino, Fernando Lasama de Araújo, a prorrogação do estado de excepção por 30 dias, passando a chamar-lhe estado de emergência e mantendo-o em vigor até às 24h00 de 22 de Abril, com recolher obrigatório das 23h00 às cinco da manhã.
O Conselho de Ministros entendeu que só com restrição do direito de livre circulação e do direito à inviolabilidade do domicílio é que será possível esclarecer muitas das incógnitas que ainda existem quanto aos incidentes de 11 de Fevereiro, nos quais o Presidente José Ramos-Horta ficou gravemente ferido a tiro.
Segundo o Executivo, as ameaças à estabilidade de Timor-Leste não se dissiparam ainda. Continua em fuga um grupo de homens fortemente armados, aparentemente chefiados pelo antigo porta-voz dos militares que foram saneados, o ex-tenente Gastão Salsinha.
Ramos-Horta passa hoje do Hospital Particular de Darwin para um apartamento da mesma cidade australiana, devendo regressar a Díli "de preferência na segunda semana de Abril".
Isto enquanto a imprensa da Austrália diz que 30.000 dólares (19.000 euros) teriam sido encontrados nas roupas do major rebelde Alfredo Reinado, que a 11 de Fevereiro foi morto à porta do Presidente da República, ainda antes dos tiros disparados contra este. Aquela quantia seria em notas de 100 dólares, segundo uma fonte governamental timorense citada pelo jornal The Australian; esse pormenor reatou as especulações de que Reinado teria poderosos protectores, e que não agiu a título individual.
Já o advogado do major, Benny Benevides, suspeita de que alguém lhe teria colocado o dinheiro nos bolsos depois de ele haver sido abatido na residência de Ramos-Horta, no Boulevard John F. Kennedy. E a última pessoa a haver estado com ele, na noite anterior, a sua amiga Angelita Pires, de dupla nacionalidade timorense e australiana, negou ter-lhe dado dinheiro. Apenas lhe teria oferecido um telemóvel, porque se estava a aproximar o Dia dos Namorados.
Enquanto isto, o representante especial da ONU em Díli, Atul Khare, agradeceu publicamente à Comissão Europeia o apoio dado ao manter em Timor-Leste, nestes últimos 11 meses, a fim de o aconselhar, Sónia Neto, uma conselheira da presidência de Durão Barroso. De 2001 a 2006, ela fora chefe de gabinete de Ramos-Horta, quando este era ministro dos Negócios Estrangeiros.
Ramos-Horta deseja regressar a Díli "o mais depressa possível, de preferência na segunda semana de Abril"

Margarida disse...

Recolher obrigatório aligeirado
Ramos-Horta tem hoje alta

JN; 19/03/08

O recolher obrigatório em vigor em Timor-Leste, país esmagadoramente católico, vai ser aligeirado durante a Páscoa, anunciou o presidente da República interino, Fernando de Araújo "Lasama".

Entretanto, o Governo anunciou que vai propor ao presidente de República interino a prorrogação do estado de excepção, passando de estado de sítio a estado de emergência, por um período de 30 dias.

A proposta do executivo de Xanana Gusmão prevê que a restrição do direito de livre circulação inclua o recolher obrigatório entre as 23 horas e as 5 horas.

Entretanto, o presidente terá hoje alta hospitalar e irá para uma residência particular em Darwin, Austrália, onde descansará alguns dias, segundo a chefe de gabinete de José Ramos-Horta e o médico Rui Araújo. Rui Araújo, o médico timorense que acompanha Ramos-Horta em Darwin, admitiu o regresso do chefe de Estado a Díli "talvez dentro de duas a três semanas".

Anónimo disse...

Malae Azul, creio que tu fazes parte do grupo intelectual dos maputos. Pois bem arranjaste o Australiano para bem pago fazer a contra informacao como tem vindo a fazer durante todo este tempo. Mas nao te esquecas que O salsinha ja tinha descartado ao Publico que ele montou mesmo uma cilada o PM e atiraram como aviso. Por tanto este e a informacao da primeira mao e na primeira instancia. Nao vais agora tentar envenenar porque Timorenses ja estao mais que experientes. Esperas que vais ser tambem um dos reus.

Cavalo Bravo

Anónimo disse...

Os senhores que outrora vociferam aos quadros ventos sobre a democracia e liberdade, cujos objectivos bem definidos nos seus conteúdos que deram a audácia e valentia aos nossos guerrilheiros da libertação nacional de TL, hoje em dia, estes senhores tornaram-se em notáveis e repugnantes lideres que sobressaíram tão vil e vergonhosamente agindo duma forma mais astúcia e amesquinha em favor dos senhores poderosos e mais abastados da nossa sociedade timorense e estrangeiros. Como tal estes liderzecos esqueceram por completo os princípios fundamentais que outrora de ombro ombro defendíamos com sangue e alma no campo de batalha para e na libertação do Povo oprimido e explorado Maubere sob o jugo colonial forasteiro.

Obviamente todo este processo era, e e considerado um fenómeno de multi-aspectos que não podemos ignorar e como tal também não e nada de estranha para todos nos que conhecemos bem as verdadeiras historias de lutas de libertação nacional nos cinco continentes levados ao cabo pelos movimentos da libertação nacional de cada continente deste Globo.

Anónimo disse...

Os senhores que outrora vociferam aos quadros ventos sobre a democracia e liberdade, cujos objectivos bem definidos nos seus conteúdos que deram a audácia e valentia aos nossos guerrilheiros da libertação nacional de TL, hoje em dia, estes senhores tornaram-se em notáveis e repugnantes lideres que sobressaíram tão vil e vergonhosamente agindo duma forma mais astúcia e amesquinha em favor dos senhores poderosos e mais abastados da nossa sociedade timorense e estrangeiros. Como tal estes liderzecos esqueceram por completo os princípios fundamentais que outrora de ombro ombro defendíamos com sangue e alma no campo de batalha para e na libertação do Povo oprimido e explorado Maubere sob o jugo colonial forasteiro.

Obviamente todo este processo era, e e considerado um fenómeno de multi-aspectos que não podemos ignorar e como tal também não e nada de estranha para todos nos que conhecemos bem as verdadeiras historias de lutas de libertação nacional nos cinco continentes levados ao cabo pelos movimentos da libertação nacional de cada continente deste Globo.

Anónimo disse...

Alo Dili

"o actual poder em Timor-Leste prefere que Salsinha seja um herói morto do que um rebelde vivo."O que esperas vai ser como Alfredo. Porque o Longuinhos e o Lasama nao libertaram os nomes que estao impedir a rendicao do Salsinha e do seu grupo. Ele disse que nao era da Oposicao logo os politicos que fazem parte do AMP.Maioria dos peticionarios querem regressar a vida militar so os inocentes mas nao os autores da crise principalmente os oficiais.


Adeus

De Aikurus

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.