sexta-feira, novembro 09, 2007

O que diz Reinado sobre Xanana

Alfredo Reinado: I never surrender to anyone. The day they arrest me on the 25th of June it is because I had been authorised by the president to go down to Dili to see how to solve the crisis, because the President guarantee before that to me in writing that when I hand over my weapon maybe will guarantee to solve this crisis, even though he know that not me the one pulling the trigger to start this crisis. I go there and they arrest me one day later.

And the president didn't say anything about that. So you can see how we can trust anyone at the moment, even the leader of the nation.

In "ABC - Transcript Background Briefing Programme - 4 November 2007 "

Tradução:

Alfredo Reinado: Nunca me entregarei a ninguém. No dia em que me prenderam em 25 de Junho foi porque tinha sido autorizado pelo presidente a descer para Dili para ver como resolver a crise, porque o Presidente me garantira antes por escrito que quando entregasse as minhas armas talvez me garantisse resolver esta crise, mesmo apesar de saber que não fui em quem puxou o gatilho para começar esta crise. Fui para lá e eles prenderam-me um dia mais tarde.

E o presidente não disse nada sobre isso. Portanto podem ver como podemos confiar em alguém na altura, mesmo o líder da nação.

Em "ABC – Transcrição do Programa Background Briefing - 4 Novembro 2007"

4 comentários:

Margarida disse...

Tradução:

O que diz Reinado sobre Xanana

Alfredo Reinado: Nunca me entregarei a ninguém. No dia em que me prenderam em 25 de Junho foi porque tinha sido autorizado pelo presidente a descer para Dili para ver como resolver a crise, porque o Presidente me garantira antes por escrito que quando entregasse as minhas armas talvez me garantisse resolver esta crise, mesmo apesar de saber que não fui em quem puxou o gatilho para começar esta crise. Fui para lá e eles prenderam-me um dia mais tarde.

E o presidente não disse nada sobre isso. Portanto podem ver como podemos confiar em alguém na altura, mesmo o líder da nação.

Em "ABC – Transcrição do Programa Background Briefing - 4 Novembro 2007"

Anónimo disse...

Bravo Alfredo eu sei que tens cabessa grande nao deixas de ser usado pelos macacos velhos. Agora estao como senhores de Timor Leste. Para ti Reinado eles sao tridores

h correia disse...

Reinado foi usado. Disso não há dúvidas.

E não foi só ele.

Parece que a ordem (Hutcheson disse que recebe ordens da "liderança timorense") é mantê-lo afastado, para que ele não diga tudo o que sabe em tribunal.

Reinado sente-se traído, pois encheram-lhe a cabeça com teorias bonitas de libertação do povo, etc.

Depois, quando deixaram de precisar dele, abandonaram-no.

Não sabe o que há-de fazer nem para que serviu tudo isto. Não sabe em quem há-de confiar. Está desorientado.

O povo está na mesma, ou pior.

É compreensível a sua revolta.

Anónimo disse...

Cabecas ocas ainda nao lhes entrou nessas cabecas que nao foi o Reinado que disparou o primeiro tiro.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.