sexta-feira, março 14, 2008

Uma história mal contada

H. Correia deixou um novo comentário na sua mensagem "Timor PM's wife tells of terror ordeal":

"Telefonei a Xanana nessa altura para lhe dizer que estávamos em grande perigo, e nesse mesmo momento o carro de Xanana estava a ser emboscado"

Continua a história mal contada: em primeiro lugar, o motorista já disse que Xanana não tinha levado telemóvel e o seu não tinha carga na bateria. Como é que ela telefonou a Xanana?

Em segundo lugar, Kirsty diz que "nesse mesmo momento" ocorriam ambos os ataques, à caravana de Xanana e à sua casa. Mas não é isso que dizem os seguranças. Segundo estes, só depois da emboscada a Xanana é que os atacantes foram para a casa dele.

Alguém continua a mentir no meio desta história toda. Mas parece que ninguém está preocupado em descobrir quem.

6 comentários:

Anónimo disse...

Se tivesse acompanhado as informacoes teria descoberto que Kirsty telefonou para o telemovel do condutor uma vez que o telemovel de Xanana nao estava disponivel.

Segundo, ninguem disse que a casa de Xanana ainda nao estava cercada quando o ataque a caravana de Xanana aconteceu.

Segundo alguns testemunhos ds segurancas, os homens de Salsinha tinham ido a casa de Xanana primeiro e disseram aos segurancas que eles estavam la para levar o PM e que nao queriam problemas. Quando lhes foi dito que Xanana ja tinha saido um deles disparou para o ar para avisar os outros que estavam colocados em emboscada pela estrada abaixo.

Portanto nao ha qualquer discrepancia naquilo que Kisrty Gusmao disse.

O H. Correia e' que nao sabe ler ou nao sabe acompanhar os acontcimentos.

Anónimo disse...

Alo Dili

Estao a espera do FBI,CIA e o ASIO a fazerem a investigacao.Voces ja viram os golpistas a investigar os mesmos golpistas.Ninguem esta interessado se o procurador Longuinhos esta metido neste engrelhada e os autores estao agora no poleiro.
O Timor Leste a caminho do abismo

Adeus

De Aikurus

Anónimo disse...

Há muitas histórias mal contadas no nosso país. Tem que haver uma investigação profunda e independente sobre tudo e todos. Esta investigação não deve envolver americanos nem australianos, pois estes só vão complicar mais a situação. O xanana tem que aceitar uma comissão internacional de investigação porposta pela Fretilin. Se ele não aceita sabe-se que ele tem ligação com o ataque.
Tem que haver justiça.......

Anónimo disse...

ENTAO NAO SABEM QUE O CARRO TEM CB RADIO?

ESTAMOS NO SECULO XXI.

UM ABRACO

ESPIAO MAU DICK

Margarida disse...

1 – Conforme (The Australian de 21/02) o motorista do Xanana, Adolfo Suarez dos Santos, “por volta das 6.15 am na última Segunda-feira, um dos conselheiros do Primeiro-Ministro, Joaquim Fonseca, lhe ligou a dizer que o complexo do Presidente José Ramos Horta estava sob ataque”. Veja aqui:
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/gusmao-driver-tells-of-headlong-flight.html

2 - Mas a Kirsty Sword-Gusmão (Lusa de 15/02) disse que a “notícia do ataque contra o Presidente foi dado ao casal Gusmão por um condutor do primeiro-ministro, "cerca das 07:30 da manhã", quando "estava a vestir as crianças para a escola”. "Claro que, quando ouviu do ataque e dos rumores de que o Presidente estava ferido, o meu marido vestiu-se muito à pressa, para sair.” Veja aqui:
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/o-dia-mais-perigoso-da-minha-vida-diz.html

3 – Agora explica a mesma Kirsty (The Age, 13/03) "Por volta das 7.30 da manhã, o motorista de Xanana veio e alertou-nos que tinha havido um incidente envolvendo José Ramos Horta e que havia notícias não confirmadas que tinha ficado ferido num ataque de tiros. Fomos aconselhados pelo Secretário de Estado para a Defesa que devíamos ficar na nossa casa até haver mais notícias," ."Contudo Xanana, estando extremamente preocupado com as notícias da situação presente, prosseguiu para Dili imediatamente”. Veja aqui:
http://timor-online.blogspot.com/2008/03/timor-pms-wife-tells-of-terror-ordeal.html

4 - E no (smh.com.au de 18/02) lê-se que “ O Sr Fonseca disse que chamou o oficial de ligação civil da força de estabilização, Dillon Walsh, na linha directa por volta das 7.50 am na Segunda-feira (...) O Sr Fonseca disse que tinha acabado de falar com o Sr Gusmão no seu esconderijo”. Veja aqui:
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/call-for-rescue-helicopter-ignored.html

Segundo a Kirsty e o Joaquim Fonseca entre as 7.30 e antes das 7.50 – isto é em menos de 20 minutos! - o Xanana:

- Soube pelo motorista, dos ataques e dos rumores de que o PR estava ferido;

- Foi aconselhado pelo Secretário de Estado para a Defesa a ficar em casa;

- Vestiu-se e prosseguiu para Dili;

- Foi emboscado;

- Foi para o mato e do esconderijo telefonou para o Joaquim Fonseca;

Mas contudo, o mais extraordinário deste filme nem é tanto a velocidade dos eventos, nem o facto do Xanana não ter telemóvel (e o telemóvel do motorista ter a bateria descarregada). O mais extraordinário é que apenas foi feita às “06:59 – A Primeira chamada para o Centro Nacional de Operações, devido ao tiroteio”...contra o PR Ramos-Horta conforme a “Cronologia dos acontecimentos de 11 de Fevereiro relatados pela investigação das Nações Unidas” (Lusa de 20/02 ), Veja aqui:
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/cronologia-dos-acontecimentos-de-11-de.html

Resumindo: de cada vez que a mulher, o motorista e o conselheiro abrem a boca, mais pregos vão sendo espetados no caixão da credibilidade do Xanana.

h correia disse...

Ao Anónimo das 14:08:

Se conhecer outras "informações", agradeço-lhe que indique quais e de que fontes. As "informações" de que disponho (e que ainda sei ler) demonstram que há três versões do telefonema e outras tantas da ordem cronológica entre a emboscada e o cerco à casa.

Como só uma delas é a verdadeira, conclui-se que as outras são falsas. Ou seja, alguém anda a mentir.

No primeiro caso, o motorista nunca refere ter atendido qualquer chamada telefónica. Nem ele nem Xanana. Pelo contrário, diz que Xanana nunca andava com telemóvel e o dele (motorista) não tinha carga suficente para fazer chamadas. Nem seria possível atender o telemóvel, conduzindo o carro e tentando escapar com vida de uma emboscada. Tudo ao mesmo tempo. Já imaginou? La hetan, boy!

Repare que no 2º caso as três versões pertencem à mesma pessoa: Kirsty. Portanto, aqui não há dúvidas quanto a quem está mentindo. No dia 12 de Fevereiro afirmou que a casa foi atacada antes da emboscada; no dia 13, já dizia que foi "at that very moment", ou seja, ao mesmo tempo; no dia 15 já dizia que Salsinha falou com os guardas da casa e pediu armas depois da emboscada.


SOBRE O “TELEFONEMA” DE KIRSTY A XANANA (três versões):

- VERSÃO DO MOTORISTA:

The Australian - Thursday, February 21, 2008
Paul Toohey
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/gusmao-driver-tells-of-headlong-flight.html
“He [o motorista Adolfo Soares dos Santos] said MR GUSMAO ALSO NEVER CARRIED A TELEPHONE. HIS OWN PHONE BATTERY WAS TOO LOW TO CALL OUT”

- 2 VERSÕES DE KIRSTY:

PRIMEIRA VERSÃO:
Sydney, Austrália, 12 Fev (Lusa)
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/foram-momentos-de-pnico-e-confuso.html
"TENTEI TELEFONAR PARA O XANANA nessa altura. FALEI COM O CONDUTOR NO MOMENTO EXACTO EM QUE ESTAVAM A SER EMBOSCADOS”

SEGUNDA VERSÃO:
Díli, 15 Fev (Lusa)
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/o-dia-mais-perigoso-da-minha-vida-diz.html
“Quando LIGOU A XANANA GUSMÃO E OBTEVE FINALMENTE RESPOSTA PELO TELEMÓVEL, Kirsty Sword-Gusmão percebeu que o marido estava a ser atacado.
"Só OUVI O XANANA A GRITAR E DISPAROS"


SOBRE A “SIMULTANEIDADE” DOS ATAQUES (três versões):

PRIMEIRA VERSÃO:
Sydney, Austrália, 12 Fev (Lusa)
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/foram-momentos-de-pnico-e-confuso.html
Na entrevista, Kirsty Sword disse que A CASA FOI ATACADA [...] pouco tempo ANTES DA EMBOSCADA À COLUNA EM QUE SEGUIA O SEU MARIDO, Xanana Gusmão.

SEGUNDA VERSÃO:
Díli, 15 Fev (Lusa)
http://timor-online.blogspot.com/2008/02/o-dia-mais-perigoso-da-minha-vida-diz.html
“O tenente Gastão Salsinha liderou o ataque contra a caravana do primeiro-ministro, disse Kirsty Sword-Gusmão, porque DEPOIS DA EMBOSCADA falou com os guardas da casa, "pedindo armas".”

TERCEIRA VERSÃO:
The Age Wednesday, 13 February 2008
http://timor-online.blogspot.com/2008/03/timor-pms-wife-tells-of-terror-ordeal.html
"I RANG XANANA at that point [momento em que soube que a casa estava a ser atacada] to tell him that we were at great risk, AND AT THAT VERY MOMENT XANANA'S CAR WAS BEING AMBUSHED"

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.