sexta-feira, janeiro 18, 2008

Prosecutor General Does not Want to Intervene with the Case Involving the CD by Alfredo

Timor Post, Dili, 17 January 2008

FRETILIN: We will continue to bring this up

Dili – Prosecutor General of the Republic (PGR) Longuinhos Monteiro said that he had received the letter from FRETILIN President Francisco Guterres “Lu-Olo” regarding the case of a CD video of Major Alfredo where he accuses Ex President of the Republic Xanana Gusmão as being the intellectual author of the 2006 crisis in this country.

However, Longuinhos said that the Prosecutor General’s Office will not intervene with this case because its contents are too political.

Despite this being the case, Longuinhos said that the Prosecutor General’s Office will await to see exactly how this process goes in the future.

The Prosecutor General said that he will need to hear what the President’s thinking is thinking regarding this case itself.

Because of this the Prosecutor General’s Office cannot yet say anything regarding this case without hearing from the other constitutionally mandated institutions of state, Longuinhos said.

Because also he said that he had only recently received FRETILIN’s letter last month.

“We will not intervene because this problems contents are too political. Otherwise people may attribute wrongdoing to us. Consequently we have to be careful whenever divulging contents such as these,” he said to journalists in his office on Wednesday (16/01).

(Report goes on remainder untranslated)

Tradução:

Procurador-Geral não quer intervir no caso do CD de Alfredo

Timor Post, Dili, 17 Janeiro 2008

FRETILIN: Continuaremos a trazer isto para a agenda

Dili – O Procurador-Geral da República (PGR) Longuinhos Monteiro disse que tinha recebido a carta do Presidente da FRETILIN Francisco Guterres “Lu-Olo” relativa ao caso do CD video do Major Alfredo onde ele acusa o Ex-Presidente da República Xanana Gusmão de ser o autor intelectual da crise de 2006 neste país.

Contudo, Longuinhos disse que o Gabinete do Procurador-Geral não intervirá neste caso porque o seu conteúdo é demasiado político.

Apesar de ser este o caso, Longuinhos disse que o Gabinete do Procurador-Geral esperará para ver exactamente como decorrerá este processo no futuro.

O Procurador-Geral disse que precisará de ouvir qual é o pensamento do Presidente em relação a este próprio caso.

Por causa disso, o Gabinete do Procurador-Geral não pode dizer ainda nada em relação a este caso sem consultar primeiro as outras instituições do Estado constitucionalmente mandatadas, disse Longuinhos.

Também porque, disse ele, apenas recentemente recebeu a carta da FRETILIN do mês passado.
“Não interviremos porque os conteúdos destes problemas são demasiadamente políticos. Doutro modo as pessoas podiam atribuir-nos os delitos. Consequentemente temos de ter muito cuidado em divulgar conteúdos como estes,” disse aos jornalistas no seu gabinete na Quarta-feira (16/01).

(O resto do relato não está traduzido)

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
Procurador-Geral não quer intervir no caso do CD de Alfredo
Timor Post, Dili, 17 Janeiro 2008

FRETILIN: Continuaremos a trazer isto para a agenda

Dili – O Procurador-Geral da República (PGR) Longuinhos Monteiro disse que tinha recebido a carta do Presidente da FRETILIN Francisco Guterres “Lu-Olo” relativa ao caso do CD video do Major Alfredo onde ele acusa o Ex-Presidente da República Xanana Gusmão de ser o autor intelectual da crise de 2006 neste país.

Contudo, Longuinhos disse que o Gabinete do Procurador-Geral não intervirá neste caso porque o seu conteúdo é demasiado político.

Apesar de ser este o caso, Longuinhos disse que o Gabinete do Procurador-Geral esperará para ver exactamente como decorrerá este processo no futuro.

O Procurador-Geral disse que precisará de ouvir qual é o pensamento do Presidente em relação a este próprio caso.

Por causa disso, o Gabinete do Procurador-Geral não pode dizer ainda nada em relação a este caso sem consultar primeiro as outras instituições do Estado constitucionalmente mandatadas, disse Longuinhos.

Também porque, disse ele, apenas recentemente recebeu a carta da FRETILIN do mês passado.

“Não interviremos porque os conteúdos destes problemas são demasiadamente políticos. Doutro modo as pessoas podiam atribuir-nos os delitos. Consequentemente temos de ter muito cuidado em divulgar conteúdos como estes,” disse aos jornalistas no seu gabinete na Quarta-feira (16/01).

(O resto do relato não está traduzido)

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.