quinta-feira, março 27, 2008

Defence commander denies delaying East Timor president's ambulance

27 March 2008
ABC Radio

The commander of Australian defence forces in East Timor has denied claims that a road block delayed help for the wounded President last month.

It's claimed the block was manned by international stabilisation force troops who prevented an ambulance from reaching Jose Ramos Horta as he lay bleeding in front of his home after being shot by rebels.

Our reporter in Dili, Stephanie March, says East Timor's Fretilin opposition party has demanded Brigadier James Baker appear before parliament to explain why the ISF did not launch an immediate response to capture the rebels.

They have also demanded a response to allegations the ISF actively blocked an ambulance trying to reach the President's home.

Brigadier Baker has told the ABC claims the ISF blocked the ambulance are simply incorrect and in no way did the ISF provide anything other then assistance to President Horta as he was taken into the Australian Defence Force medical facility in Dili.

He says the ISF acted quickly to reports of the shooting and kept in contact with United Nations police to coordinate an appropriate response.

Brigadier Baker says the ISF are cooperating with the official investigation into the February attacks, which he says is the most appropriate way to determine exactly what happened before, during and after the incidents.

Tradução:

Comandante da Força de Defesa nega ter atrasado a ambulância do presidente de Timor-Leste

27 Março 2008
ABC Radio

O comandante das forças de defesa Australiana em Timor-Leste negou afirmações de que um posto de controlo de estada atrasou o auxílio para o Presidente ferido no mês passado.

É afirmado que o posto de controlo era mantido por tropas da força internacional de estabilização que impediram uma ambulância de chegar junto de José Ramos Horta quando ele estava deitado no chão a sangrar em frente da sua casa depois de ter sido baleado por amotinados.

O nosso repórter em Dili, Stephanie March, diz que a Fretilin, o partido de oposição de Timor-Leste pediu para o Brigadeiro James Baker aparecer perante o parlamento para explicar porque é que a ISF não lançou uma resposta imediata para capturar os amotinados.

Pediram também uma resposta a alegações de a ISF ter bloqueado activamente uma ambulância que tentava chegar à casa do Presidente.

O Brigadeiro Baker disse que as afirmações da ABC que a ISF tinha bloqueado a ambulância eram simplesmente incorrectas e que de modo algum a ISF tinha então actuado que não fosse prestar assistência ao Presidente Horta quando foi levado para a instalação médica da Força de Defesa Australiana em Dili.

Diz que a ISF actuou com rapidez com as notícias do tiroteio e que se manteve em contacto com a polícia das Nações Unidas para coordenar uma resposta adequada.

O Brigadeiro Baker diz que a ISF está a cooperar com a investigação oficial aos ataques de Fevereiro, o que diz é o modo mais correcto para determinar exactamente o que aconteceu antes, durante e depois dos incidentes.

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
Comandante da Força de Defesa nega ter atrasado a ambulância do presidente de Timor-Leste
27 Março 2008
ABC Radio

O comandante das forças de defesa Australiana em Timor-Leste negou afirmações de que um posto de controlo de estada atrasou o auxílio para o Presidente ferido no mês passado.

É afirmado que o posto de controlo era mantido por tropas da força internacional de estabilização que impediram uma ambulância de chegar junto de José Ramos Horta quando ele estava deitado no chão a sangrar em frente da sua casa depois de ter sido baleado por amotinados.

O nosso repórter em Dili, Stephanie March, diz que a Fretilin, o partido de oposição de Timor-Leste pediu para o Brigadeiro James Baker aparecer perante o parlamento para explicar porque é que a ISF não lançou uma resposta imediata para capturar os amotinados.

Pediram também uma resposta a alegações de a ISF ter bloqueado activamente uma ambulância que tentava chegar à casa do Presidente.

O Brigadeiro Baker disse que as afirmações da ABC que a ISF tinha bloqueado a ambulância eram simplesmente incorrectas e que de modo algum a ISF tinha então actuado que não fosse prestar assistência ao Presidente Horta quando foi levado para a instalação médica da Força de Defesa Australiana em Dili.

Diz que a ISF actuou com rapidez com as notícias do tiroteio e que se manteve em contacto com a polícia das Nações Unidas para coordenar uma resposta adequada.

O Brigadeiro Baker diz que a ISF está a cooperar com a investigação oficial aos ataques de Fevereiro, o que diz é o modo mais correcto para determinar exactamente o que aconteceu antes, durante e depois dos incidentes.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.