sábado, abril 05, 2008

Another US Ambassador to Timor-Leste Indiscrete

Comentário na sua mensagem "UNMIT – MEDIA MONITORING - Friday, 04 April 2008":

Hens Klemm asks Salsinha to surrender:
American Ambassador to Timor-Leste, Hens Klemm, said that Salsinha and his men have to surrender in order to appear as witnesses for the February 11 attacks. (STL)


The above quote from Suara Timor Lorosae, a Dili based newspaper owned by Salvador Ximenes, a former por integration and por-autonomy leader with Indonesia reported what can only be regarded as yet another act of extreme indiscretion if not highly suspicious interference with Timor-Leste domestic issues. Some would argue a level of interference, precedented only by the former US ambassador Rees, that should lead one to ask; why does the US government represented by its ambassador have such an interest in Mr Salsinha?

It surely is not only about peace and stability for Timor-Leste or they would have already done it before when Reinado was on the run or when the gangs were running amock in 2006 and seriously disturbing the stability of the nation and its citizens.

It is well known in Dili that there are more than passing suggestions of direct US involvement in the "petitioners movement" and the support Reinado and his men received including military uniforms and other logistics. Reinado and his men were wearing US Marine Corps standard issue fatigues (seen only in Afghanistan) when they attacked Ramos-Horta.

Many in Dili should ask this question openly in light of this repeated indiscretion by the US and its ambassadors: is the US calling off its dog (Salsinha) and saying "its time to come home? We will look after you?"

Lets not forget that the former US ambassador Grover Joseph Rees III was also criticised for interfering when he appeared at the church sponsored demonstration in 2005, in an act that could only have been interpreted as being in support of it against the government of Timor-Leste.

No other nation's ambassador has been so brazen in their interference, and this could only be interpreted as its latest act.

Is Timor-Leste entering a new phase in the campign by the US and its allies in ensuring Timor-Leste becomes a truley failed state? Be vigilent Xanana and Timor, they are after you too....they are after anyone who does not toe their line.

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:

Um outro Embaixador dos USA em Timor-Leste descarado
Comentário na sua mensagem "UNMIT – MEDIA MONITORING - Friday, 04 April 2008":

Hens Klemm pede a Salsinha para se render:
O Embaixador Americano em Timor-Leste, Hens Klemm, disse que Salsinha e os seus homens devem render-se de modo a aparecer como testemunha dos ataques de 11 de Fevereiro. (STL)

A citação acima do Suara Timor Lorosae, um jornal com base em Dili de propriedade de Salvador Ximenes, um antigo líder pró-integração e pró-autonomia com a Indonésia reportou o que apenas pode ser visto como um outro acto de extremo descaramento se não de interferência altamente suspeita nos assuntos internos de Timor-Leste. Alguns argumentarão que o nível da interferência, ultrapassado apenas pelo antigo embaixador dos USA Rees, deveria levar a perguntar; porque é que o governo dos USA representado pelo seu embaixador tem um tal interesse no Sr Salsinha?

Certamente não é apenas com a paz e estabilidade para Timor-Leste ou já o teriam feito antes quando Reinado andava em fuga e quando os gangues corriam enlouquecidos em 2006 e a perturbar seriamente a estabilidade da nação e dos seus cidadãos.

É bem conhecido em Dili que há mais do que sugestões passageiras de envolvimento directo dos USA no "movimento dos peticionários" e no apoio que Reinado e os seus homens receberam incluindo uniformes militares e outra logística. Reinado e os seus homens vestiam fardamentos normais dos US Marine Corps (vistos apenas no Afeganistão) quando atacaram Ramos-Horta.

Muitos em Dili deveriam colocar abertamente esta questão à luz dos repetidos descaramentos dos USA e dos seus embaixadores: estão os USA a chamar o seu cachorro (Salsinha) e a dizer "é tempo de vires para casa? Cuidaremos de ti?"

Não esqueçamos que o antigo embaixador dos USA Grover Joseph Rees III foi também criticado por interferir quando apareceu na manifestação organizada pela igreja em 2005, num acto que apenas podia ser interpretado como sendo de apoio a essa manifestação contra o governo de Timor-Leste.

Nenhum embaixador doutra nação tem sido tão descarado na sua interferência, e isto apenas pode ser a interpretação do seu último acto.

Está Timor-Leste a entrar numa nova fase na campanha dos USA e seus aliados para garantir que Timor-Leste se torne verdadeiramente um Estado falhado? Estejam vigilantes Xanana e Timor, eles vão atrás de vocês também....eles vão atrás de todos que não sigam a linha deles.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.