terça-feira, fevereiro 26, 2008

UNMIT – MEDIA MONITORING - Tuesday, 26 February 2008

"UNMIT assumes no responsibility for the accuracy of the articles or for the accuracy of their translations. The selection of the articles and their content do not indicate support or endorsement by UNMIT express or implied whatsoever. UNMIT shall not be responsible for any conseque6nce resulting from the publication of, or from the reliance on, such articles and translations."

National Media Reports

TVTL News Coverage


Joint Operation rejects exchange of fire: The Operational Commander of the Joint Operation of F-FDTL and PNTL, Lieutenant Filomeno Paixão, said that the Join Operation was conducted well with no exchange of fire between the F-FDTL/PNTL and Salsinha and his group.

“The joint operation has started from Fatuahi to Raikotu in the Dili area. The operation is aimed at bringing Salsinha and his group to submit to justice alive, not dead.” said Commander Paixão.

Lack of space as Petitioners’ numbers increase: The numbers of the petitioners gathered in Aitarak Laran, Dili has increased to more than three hundred. However, there is not enough space for all the additional petitioners. As a result, some of the petitioners are camping on the veranda of the building and some are living under the tents provided to them.

Events of February 11 reconstructed: The Prosecutor General of the Republic (PGR) Longuinhos Monteiro said that events of February 11 have been reconstructed in an attempt to uncover more details of what happened. The Prosecutor-General said that the reconstruction shows that the incident was an organized act of Alfredo and his group.

RTL News Coverage

Man who attacked Horta surrenders: SRSG Khare said that one of the members of the armed group who attacked the residence of PR Ramos-Horta had voluntarily surrendered to the United Nations Police (UNPol) in Maubisse, Ainaro district on Monday (25/2).

“I personally received the information this morning that one of the men had voluntarily submitted himself,” said SRSG Khare. The SRSG said that the man’s name was also listed in the arrest warrants. The General Prosecutor will investigate his involvement in the attacks of February 11.

Joint Operation rejects exchange of fire: The Operational Commander will use an alternative approach to bring the rebels to justice, even though the rebels’ movements have been discovered in the western part of the country.

The Operational Commander of the Joint Operation, Lieutenant Filomeno Paixão, said that the movement of Salsinha, Susar and others had been discovered, but the operation would not take any reckless action as the Joint Operation aimed at bringing Salsinha and his group to justice alive. However, he did warn that a physical confrontation would occur if the rebels did not submit themselves peacefully.

Print Coverage

UNMIT not responsible for 11 February incidents: The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) Atul Khare said that UNMIT was not responsible for the attacks against PR José Ramos-Horta and PM Xanana Gusmão on Monday (11/2).

“This is a sovereign and independent nation. As stated in its constitution, Article 115/1.c, the responsibility for the security of Timor-Leste belongs to Timor-Leste. It is not a question that the international forces are here to provide the security or not. As this is a sovereign nation, the leaders should do something,” said SRSG Khare in the UNMIT press conference on Monday (15/2) in UNMIT HQ, Dili.

SRSG said that Alfredo and his men were responsible for the incidents of February 11.

“UNPol in here to work together to maintain law and order, not pursue those who carry weapons,” said SRSG Khare

SRSG Khare also appealed to Salsinha and his group to submit themselves to justice. (STL)

SRSG: Alfredo responsible for 11 February: The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) Atul Khare, said that the attacks against PR Ramos-Horta and PM Xanana Gusmão were the responsibility of Alfredo Reinado.

“Alfredo and his men must take responsibility for what happened on February 11, 2008,” said SRSG Khare in the UNMIT press conference on Monday (15/2) in UNMIT HQ, Dili.

SRSG Khare also said that further investigations were needed to uncover all the details of the attacks.

“When I came back from New York, I asked that an investigation be conducted to see what was happening and what errors had been made in February 11 and how these can be improved,” said SRSG Khare.

In answering a question as to why Alfredo was able to move freely without being detected by the ISF, SRSG Khare responded: “I think the question is better answered by the ISF. But I can respond. Some weeks ago, the PR himself met Alfredo. Discussions were also held between Alfredo and Minister João Gonçalves and with other MPs. I still remember when Alfredo came down and met PR Horta in Palacio das Cinzas in December. It is wrong to say that Alfredo had no license to move around. Alfredo was not forbidden to move around the country and he did so and met with the leaders of the country.” (DN)

UNMIT mandate extended for one more year: The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) Atul Khare, said that the mandate of UNMIT has been extended for one more year as proposed by the United Nations Secretary-General after meeting with the Security Council. The SRSG also said that in the Security Council meeting, members strongly supported the way the Government of Timor-Leste and the opposition had dealt with the situation. (DN)

UN believes Salsinha will submit himself: The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) Atul Khare believes that Gastão Salsinha and his group will submit themselves to justice. “I don’t know whether Salsinha is going to submit himself or not, but I hope he does because the best way is submit to justice,” said SRSG Khare on Monday (25/2) in the UNMIT press conference in UNMIT HQ Obrigado Barracks, Dili.

SRSG Khare also talked about the member of Salsinha’s group who surrendered himself to UNPol in Maubisse, Ainaro District.

“The man will now be produced before the courts,” said SRSG Khare in the UNMIT press conference on Monday (15/2) in UNMIT HQ, Dili.

“I want to emphasize the statements of the Acting President Fernando Lasama de Araujo and Prime Minister Xanana Gusmão that those who submit themselves to justice will be treated with dignity." (DN)

Man who attacked Horta surrenders himself: One of the members of the armed group who attacked the residence of PR Ramos-Horta surrendered himself to police in Maubisse sub-district, Ainaro district on Monday (25/2).

The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) Atul Khare, said that the man was part of the group who attacked the residence of PR Ramos-Horta.

“This morning I got a phone call from a man who was involved in the attack against the residence of PR Horta on February 11. The man has submitted himself to PNTL and UNPol in Maubisse,” said SRSG Khare. “I was really happy to hear this and I immediately asked the UNPol and PNTL Commander to go straight away to meet him in Maubisse and bring him to Dili.”

SRSG Khare has also appealed to Salsinha and his group to submit themselves to the State.

“I appeal to Salsinha and his group to submit themselves and cooperate with justice as this is the best way to solve the problems,” said SRSG Khare.

SRSG Khare also said that if petitioners want to come to Dili, they can ask for escorts from the UNPol and PNTL. (TP)

UNMIT mandate extended to 2009: The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) Atul Khare informed the Acting President Fernando ‘Lasama’ de Araujo that the Security Council has decided to extend the UN Mission in Timor-Leste (UNMIT) as proposed by Secretary-General Ban Ki-Moon.

SRSG Khare also said that the Security Council meeting, held on Thursday last week, went well and that SC members gave their support to the Timor-Leste Government, Parliament and the opposition party. (TP)


Tradução:

UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Terça-feira, 26 Fevereiro 2008

"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e do seus conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Cobertura de Notícias


Operação Conjunta rejeita troc de fogo: O comandante Operacional da Operação Conjunta das F-FDTL e PNTL, Tenente Filomeno Paixão, disse que a Operação Conjunta foi bem conduzida sem troca de fogo entre as F-FDTL/PNTL e Salsinha e o seu grupo.

“A operação conjunta começou de Fatuahi para Raikotu na área de Dili. A operação visa trazer Salsinha e o seu grupo para se entregarem à justiça, vivos, não mortos.” Disse o Comandante Paixão.

Falta de espaço quando aumenta o número dos peticionários: O número de peticionários que se juntaram em Aitarak Laran, Dili aumentou para mis de trezentos. Contudo, não há espaço suficiente para todos os peticionários adicionais. Resulta disso que alguns dos peticionários estão acampados na varanda do edifício e alguns vivem em tendas que lhes foram providenciadas.

Reconstituídos eventos de 11 de Fevereiro: O Procurador-Geral da República (PGR) Longuinhos Monteiro disse que os eventos de 11 de Fevereiro foram reconstituídos numa tentativa para descobrir mais detalhes do que aconteceu. O Procurador-Geral disse que a reconstituição mostra que o incidente foi um acto organizado por Alfredo e o seu grupo

RTL Cobertura de Notícias

Homem que atacou Horta entrega-se: O SRSG Khare disse que um dos membros do grupo armado que atacou a residência do PR Ramos-Horta se entregou voluntariamente à Polícia da ONU (UNPol) em Maubisse, distrito de Ainaro na Segunda-feira (25/2).

“Recebi pessoalmente a informação esta manhã que um dos homens se tinha entregue voluntariamente,” disse o SRSG Khare. O SRSG disse que o nome do homem estava na lista dos mandates de prisão. O Procurador-Geral investigará o seu envolvimento nos ataques de 11 de Fevereiro.

Operação Conjunta rejeita troca de fogo: O Comandante Operacional usará uma abordagem alternativa para trazer os amotinados à justice, mesmo apesar de terem sido descobertas as movimentações dos amotinados na parte oeste do país.

O Comandante Operacional da Operação Conjunta, Tenente Filomeno Paixão, disse que as movimentações de Salsinha, Susar e outros foram descobertas, mas que a operação não tomará nenhuma acção insensata dado que a Operação Conjunta visa trazer Salsinha e o seu grupo vivos para a justiça. Contudo avisou que ocorrerá confronto físico se os amotinados não se entregarem pacificamente.

Cobertura impressa

UNMIT não foi responsável pelos incidents de 11 Fevereiro: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare disse que a UNMIT não foi responsável pelos ataques conta PR José Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão na Segunda-feira (11/2).

“Esta é uma nação soberana e independente. Conforme está na Constituição, Artigo 115/1.c, a responsabilidade da segurança de Timor-Leste pertence a Timor-Leste. Isso não é uma questão das forças internacionais estarem aqui para providenciarem a segurança ou não. Dado que esta é uma nação soberana, os líderes devem fazer alguma coisa,” disse o SRSG Khare na conferência de imprensa da UNMIT na Segunda-feira (15/2) na sede da UNMIT, Dili.

O SRSG disse que Alfredo e os seus homens foram responsáveis pelos incidentes de 11 de Fevereiro.

“A UNPol está aqui para trabalhar junta na manutenção da lei e da ordem, não para perseguir os que carregam armas,” disse o SRSG Khare

O SRSG Khare apelou também a Salsinha e ao seu grupo para se entregarem eles próprios à justiça. (STL)

SRSG: Alfredo responsável pelo 11 Fevereiro: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare, disse que os ataques contra o PR Ramos-Horta e o PM Xanana Gusmão eram da responsabilidade de Alfredo Reinado.

“Alfredo e os seus homens têm que assumir a responsabilidade do que aconteceu em11 de Fevereiro,” disse SRSG Khare na Conferência de Imprensa da UNMIT na Segunda-feira (15/2) na sede da UNMIT, Dili.

O SRSG Khare disse ainda que são necessárias mais investigações par descobrir todos os detalhes dos ataques.

“Quando voltei de Nova Iorque, pedi que fosse conduzida uma investigação par ver o que estava a acontecer e que erros tinham sido cometidos em 11 de Fevereiro e como esses podem ser melhorados,” disse o SRSG Khare.

Ao responder à pergunto sobre como é que Alfredo conseguiu movimentar-se livremente sem ter sido detectado pela ISF, o SRSG Khare respondeu: “Penso que a ISF responderá melhor à pergunta. Mas posso responder. Há algumas semanas atrás, o próprio PR encontrou-se com Alfredo. Ocorreram também discussões entre Alfredo e o Ministro João Gonçalves e com outros deputados. Eu ainda me lembro quando Alfredo cá veio e se encontrou com o PR Horta no Palácio das Cinzas em Dezembro. É errado dizerem que o Alfredo não tinha licença para andar por aí. O Alfredo não estava proibido de andar pelo país e ele andou e encontrou-se com os líderes do país.” (DN)

Mandato da UNMIT prolongado mais um ano: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare, disse que o mandato da UNMIT foi prolongado por mais u ano conforme proposta do Secretário-Geral da ONU depois do encontro com o Conselho de Segurança. O SRSG disse ainda que os membros do Conselho de Segurança apoiam fortemente a maneira como o Governo e a oposição de Timor-Leste lidaram com a situação. (DN)

ONU acredita que Salsinha se entregará: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare acredita que Gastão Salsinha e o seu grupo se entregarão eles próprios à justiça. “Não sei se Salsinha se vai entregar ou não mas espero que o faça porque o melhor caminho é entregar-se à justiça,” disse o SRSG Khare na Segunda-feira (25/2) na conferência de imprensa da UNMIT na sede da UNMIT Obrigado Barracks, Dili.

O SRSG Khare falou ainda do homem do grupo de Salsinha que se entregou à UNPol em Maubisse, Distrito de Ainaro.

“O homem será agora levado ao tribunal,” disse o SRSG Khare na conferência de imprensa da UNMIT na Segunda-feira (15/2) na sede da UNMIT, Dili.

“Quero enfatizar as declarações do Presidente interino Fernando Lasama de Araujo e do Primeiro-Ministro Xanana Gusmão que os que se entregarem à justiça serão tratados com dignidade." (DN)

Homem que atacou Horta entregou-se: Um dos membros do grupo armado que atacou a residência do PR Ramos-Horta entregou-se à polícia no sub-distrito de Maubisse, distrito de Ainaro na Segunda-feira (25/2).

O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare, disse que o homem fazia parted um grupo que atacou a residência do PR Ramos-Horta.

“Esta manhã recebi uma chamada dum homem que esteva envolvido no ataque contra a residência do PR Horta em 11 de Fevereiro. O homem entregou.-se à PNTL e UNPol em Maubisse,” disse o SRSG Khare. “Fiquei muito feliz ao ouvir isto e pedi imediatamente aos Comandantes da UNPol e PNTL para irem direitos a Maubisse para se encontrarem com ele e trazê-lo pata Dili.”

O SRSG Khare pediu também a Salsinha e ao seu grupo para se entregarem ao Estado.

“Peço a Salsinha e ao seu grupo para se entregarem e cooperarem com a justiça dado que este é o melhor caminho para resolver os problemas,” disse o SRSG Khare.

O SRSG Khare disse ainda que se os peticionários quiserem vir para Dili, podem pedir escolta à UNPol e PNTL. (TP)

Mandato da UNMIT prolongado até 2009: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare informou o Presidente interino Fernando ‘Lasama’ de Araujo que o Conselho de Segurança decidiu prolongar a Missão da ONU em Timor-Leste (UNMIT) como foi proposto pelo Secretário-Geral Ban Ki-Moon.

O SRSG Khare disse ainda que o encontro do Conselho de Segurança, realizado na Quinta-feira da semana passada, correu bem e que os membros do CS deram o seu apoio ao Governo, Parlamento e partido da oposição de Timor-Leste. (TP)

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Terça-feira, 26 Fevereiro 2008

"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e do seus conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Cobertura de Notícias


Operação Conjunta rejeita troc de fogo: O comandante Operacional da Operação Conjunta das F-FDTL e PNTL, Tenente Filomeno Paixão, disse que a Operação Conjunta foi bem conduzida sem troca de fogo entre as F-FDTL/PNTL e Salsinha e o seu grupo.

“A operação conjunta começou de Fatuahi para Raikotu na área de Dili. A operação visa trazer Salsinha e o seu grupo para se entregarem à justiça, vivos, não mortos.” Disse o Comandante Paixão.

Falta de espaço quando aumenta o número dos peticionários: O número de peticionários que se juntaram em Aitarak Laran, Dili aumentou para mis de trezentos. Contudo, não há espaço suficiente para todos os peticionários adicionais. Resulta disso que alguns dos peticionários estão acampados na varanda do edifício e alguns vivem em tendas que lhes foram providenciadas.

Reconstituídos eventos de 11 de Fevereiro: O Procurador-Geral da República (PGR) Longuinhos Monteiro disse que os eventos de 11 de Fevereiro foram reconstituídos numa tentativa para descobrir mais detalhes do que aconteceu. O Procurador-Geral disse que a reconstituição mostra que o incidente foi um acto organizado por Alfredo e o seu grupo

RTL Cobertura de Notícias

Homem que atacou Horta entrega-se: O SRSG Khare disse que um dos membros do grupo armado que atacou a residência do PR Ramos-Horta se entregou voluntariamente à Polícia da ONU (UNPol) em Maubisse, distrito de Ainaro na Segunda-feira (25/2).

“Recebi pessoalmente a informação esta manhã que um dos homens se tinha entregue voluntariamente,” disse o SRSG Khare. O SRSG disse que o nome do homem estava na lista dos mandates de prisão. O Procurador-Geral investigará o seu envolvimento nos ataques de 11 de Fevereiro.

Operação Conjunta rejeita troca de fogo: O Comandante Operacional usará uma abordagem alternativa para trazer os amotinados à justice, mesmo apesar de terem sido descobertas as movimentações dos amotinados na parte oeste do país.

O Comandante Operacional da Operação Conjunta, Tenente Filomeno Paixão, disse que as movimentações de Salsinha, Susar e outros foram descobertas, mas que a operação não tomará nenhuma acção insensata dado que a Operação Conjunta visa trazer Salsinha e o seu grupo vivos para a justiça. Contudo avisou que ocorrerá confronto físico se os amotinados não se entregarem pacificamente.

Cobertura impressa

UNMIT não foi responsável pelos incidents de 11 Fevereiro: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare disse que a UNMIT não foi responsável pelos ataques conta PR José Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão na Segunda-feira (11/2).

“Esta é uma nação soberana e independente. Conforme está na Constituição, Artigo 115/1.c, a responsabilidade da segurança de Timor-Leste pertence a Timor-Leste. Isso não é uma questão das forças internacionais estarem aqui para providenciarem a segurança ou não. Dado que esta é uma nação soberana, os líderes devem fazer alguma coisa,” disse o SRSG Khare na conferência de imprensa da UNMIT na Segunda-feira (15/2) na sede da UNMIT, Dili.

O SRSG disse que Alfredo e os seus homens foram responsáveis pelos incidentes de 11 de Fevereiro.

“A UNPol está aqui para trabalhar junta na manutenção da lei e da ordem, não para perseguir os que carregam armas,” disse o SRSG Khare

O SRSG Khare apelou também a Salsinha e ao seu grupo para se entregarem eles próprios à justiça. (STL)

SRSG: Alfredo responsável pelo 11 Fevereiro: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare, disse que os ataques contra o PR Ramos-Horta e o PM Xanana Gusmão eram da responsabilidade de Alfredo Reinado.

“Alfredo e os seus homens têm que assumir a responsabilidade do que aconteceu em11 de Fevereiro,” disse SRSG Khare na Conferência de Imprensa da UNMIT na Segunda-feira (15/2) na sede da UNMIT, Dili.

O SRSG Khare disse ainda que são necessárias mais investigações par descobrir todos os detalhes dos ataques.

“Quando voltei de Nova Iorque, pedi que fosse conduzida uma investigação par ver o que estava a acontecer e que erros tinham sido cometidos em 11 de Fevereiro e como esses podem ser melhorados,” disse o SRSG Khare.

Ao responder à pergunto sobre como é que Alfredo conseguiu movimentar-se livremente sem ter sido detectado pela ISF, o SRSG Khare respondeu: “Penso que a ISF responderá melhor à pergunta. Mas posso responder. Há algumas semanas atrás, o próprio PR encontrou-se com Alfredo. Ocorreram também discussões entre Alfredo e o Ministro João Gonçalves e com outros deputados. Eu ainda me lembro quando Alfredo cá veio e se encontrou com o PR Horta no Palácio das Cinzas em Dezembro. É errado dizerem que o Alfredo não tinha licença para andar por aí. O Alfredo não estava proibido de andar pelo país e ele andou e encontrou-se com os líderes do país.” (DN)

Mandato da UNMIT prolongado mais um ano: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare, disse que o mandato da UNMIT foi prolongado por mais u ano conforme proposta do Secretário-Geral da ONU depois do encontro com o Conselho de Segurança. O SRSG disse ainda que os membros do Conselho de Segurança apoiam fortemente a maneira como o Governo e a oposição de Timor-Leste lidaram com a situação. (DN)

ONU acredita que Salsinha se entregará: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare acredita que Gastão Salsinha e o seu grupo se entregarão eles próprios à justiça. “Não sei se Salsinha se vai entregar ou não mas espero que o faça porque o melhor caminho é entregar-se à justiça,” disse o SRSG Khare na Segunda-feira (25/2) na conferência de imprensa da UNMIT na sede da UNMIT Obrigado Barracks, Dili.

O SRSG Khare falou ainda do homem do grupo de Salsinha que se entregou à UNPol em Maubisse, Distrito de Ainaro.

“O homem será agora levado ao tribunal,” disse o SRSG Khare na conferência de imprensa da UNMIT na Segunda-feira (15/2) na sede da UNMIT, Dili.

“Quero enfatizar as declarações do Presidente interino Fernando Lasama de Araujo e do Primeiro-Ministro Xanana Gusmão que os que se entregarem à justiça serão tratados com dignidade." (DN)

Homem que atacou Horta entregou-se: Um dos membros do grupo armado que atacou a residência do PR Ramos-Horta entregou-se à polícia no sub-distrito de Maubisse, distrito de Ainaro na Segunda-feira (25/2).

O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare, disse que o homem fazia parted um grupo que atacou a residência do PR Ramos-Horta.

“Esta manhã recebi uma chamada dum homem que esteva envolvido no ataque contra a residência do PR Horta em 11 de Fevereiro. O homem entregou.-se à PNTL e UNPol em Maubisse,” disse o SRSG Khare. “Fiquei muito feliz ao ouvir isto e pedi imediatamente aos Comandantes da UNPol e PNTL para irem direitos a Maubisse para se encontrarem com ele e trazê-lo pata Dili.”

O SRSG Khare pediu também a Salsinha e ao seu grupo para se entregarem ao Estado.

“Peço a Salsinha e ao seu grupo para se entregarem e cooperarem com a justiça dado que este é o melhor caminho para resolver os problemas,” disse o SRSG Khare.

O SRSG Khare disse ainda que se os peticionários quiserem vir para Dili, podem pedir escolta à UNPol e PNTL. (TP)

Mandato da UNMIT prolongado até 2009: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) Atul Khare informou o Presidente interino Fernando ‘Lasama’ de Araujo que o Conselho de Segurança decidiu prolongar a Missão da ONU em Timor-Leste (UNMIT) como foi proposto pelo Secretário-Geral Ban Ki-Moon.

O SRSG Khare disse ainda que o encontro do Conselho de Segurança, realizado na Quinta-feira da semana passada, correu bem e que os membros do CS deram o seu apoio ao Governo, Parlamento e partido da oposição de Timor-Leste. (TP)

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.