terça-feira, fevereiro 26, 2008

Onde andam eles? Hellooooooo...

Comentário na sua mensagem "Timor journo 'beaten' by police":


Journalists beaten for breaching a curfew and being intimidated. At least these persons have voices that can project the injustice to them.

What of the countless of Timorese whose homes, with the little they have, are smashed up daily and trashed, and people who are beaten and taken into custidy for no reason? They have no voice. Where are the human rights lawyers?

Where are the NGOs who were so great in the last years fighting for Timorese rights?

Nowhere!!! They are either complicitous (because they are working with the government now) or too frightened to speak out.

What a real tragedy these brutal acts to an already brutalised people are being allowed to go on without check.


Tradução:

Jornalistas agredidos por violarem um recolher obrigatório e a serem intimidados. Pelo menos estas pessoas têm vozes que podem projector as injustiças que sofreram.

Mas o que dizer dos Timorenses sem conta cujas casas, com o que pouco lá têm, são diariamente arrebentadas e desarrumadas e das pessoas que são agredidas e presas sem razão nenhuma? Estes não têm voz. Onde é que estão os defensores dos direitos humanos?

Onde é que estão as ONG’s que eram tão grandes nos últimos anos na lutar pelos direitos dos Timorenses?

Em sítio nenhum!!! Das duas uma, ou são cúmplices (porque agora estão a trabalhar com o governo) ou estão demasiadamente aterrorizadas para falarem.

Como é real a tragédia desses actos brutais contra gente já massacrada ser permitida sem ninguém controlar.

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:

Onde andam eles? Hellooooooo...
Comentário na sua mensagem "Timor journo 'beaten' by police":


Jornalistas agredidos por violarem um recolher obrigatório e a serem intimidados. Pelo menos estas pessoas têm vozes que podem projector as injustiças que sofreram.

Mas o que dizer dos Timorenses sem conta cujas casas, com o que pouco lá têm, são diariamente arrebentadas e desarrumadas e das pessoas que são agredidas e presas sem razão nenhuma? Estes não têm voz. Onde é que estão os defensores dos direitos humanos?

Onde é que estão as ONG’s que eram tão grandes nos últimos anos na lutar pelos direitos dos Timorenses?

Em sítio nenhum!!! Das duas uma, ou são cúmplices (porque agora estão a trabalhar com o governo) ou estão demasiadamente aterrorizadas para falarem.

Como é real a tragédia desses actos brutais contra gente já massacrada ser permitida sem ninguém controlar.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.