sexta-feira, janeiro 16, 2009

Governo vai analisar rapidamente Plano Estratégico da CPLP de apoio ao desenvolvimento

Lisboa, 15 Jan (Lusa) - O Governo timorense prometeu hoje analisar "rapidamente" o Plano Estratégico da CPLP para apoiar o desenvolvimento de Timor-Leste, bem como criar as condições para abrir, até ao fim deste ano, uma representação diplomática da organização lusófona em Díli.

As garantias foram avançadas pelo ministro dos Negócios Estrangeiros timorense, Zacarias da Costa, aos embaixadores e representantes diplomáticos dos oito Estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que se reuniram em sessão extraordinária em Lisboa, no quadro do Comité de Concertação Permanente (CCP) da organização.

Em declarações aos jornalistas, Zacarias da Costa, lembrando que o plano estratégico da CPLP foi elaborado já em Novembro de 2008, adiantou que Díli vai analisar com o secretariado executivo dos "oito" os moldes da aplicação do projecto, não adiantando, porém, qualquer data para a entrada em execução.

O plano, segundo o secretário executivo da CPLP, Domingos Simões Pereira, visa, por um lado, promover a Língua Portuguesa no país e, por outro, apoiar projectos de desenvolvimento e de reformas em várias áreas, nomeadamente as da Justiça, Administração Pública e Educação, não estando ainda quantificado um montante global.

Em relação à abertura de uma missão diplomática da CPLP em Díli, Zacarias da Costa garantiu que, até ao fim deste ano, o Governo timorense disponibilizará um edifício na capital que, depois de devidamente restaurado, servirá para albergar a embaixada.

Zacarias da Costa adiantou ser possível que, na próxima reunião do Conselho de Ministros da CPLP, prevista para Junho ou Julho na Praia (Cabo Verde), fique então definido se a missão será permanente ou apenas uma delegação.

"O mais importante é termos a bandeira da CPLP em Timor-Leste e isso contribuirá para aproximar a CPLP de Timor-Leste", frisou.

"Os assuntos vão agora correr com maior celeridade", referiu Zacarias da Costa, recordando que Timor-Leste destacou oficialmente um embaixador junto da CPLP, José Barreto Martins, cujas cartas credenciais foram entregues terça-feira a Domingos Simões Pereira.

A este propósito, Simões Pereira elogiou a forma como Timor-Leste tem trabalhado no quadro da CPLP, salientando haver agora um "interlocutor ainda mais válido" para colaborar com a organização.

"Timor-Leste tem estado à altura das grandes questões. No quadro da CPLP, estamos motivados e vamos desenvolver essas e outras acções para melhorar os países com maiores dificuldades", afirmou.

Simões Pereira lembrou que a Guiné-Bissau tem um plano parecido ao de Timor-Leste e cujos moldes serão apresentados ao Governo guineense a 28 deste mês, quando o presidente do Conselho de Ministros da comunidade lusófona e também chefe da diplomacia portuguesa, Luís Amado, se deslocar a Bissau.



JSD.

Lusa/Fim

1 comentário:

h correia disse...

Não vale a pena apoiar a Justiça, pois esta só existe no papel. Pelo menos enquanto Xanana for o PM...

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.