quinta-feira, abril 24, 2008

Horta hunting for 'rebel Darwin slush-fund'

NT News

MATT CUNNINGHAM

23Apr08

SLAIN East Timor rebel leader Alfredo Reinado's lover, Angelita Pires, has denied the existence of a Darwin Commonwealth Bank account said to hold $800,000.

Ms Pires has told family she has no knowledge of the account, claimed to be held by her and Reinado.

Antonio Pires said he spoke to his sister early yesterday after she was interrogated by police for 12 hours about her alleged involvement in the February 11 assassination attempt on East Timor President Jose Ramos-Horta.

"She was adamant to me that (the account) is not there,'' he said.

Mr Ramos-Horta has alleged Ms Pires and Reinado had deposited almost $1 million in the Darwin bank account.
About $200,000 had been withdrawn.

The President said yesterday he wanted to find out the source of the large sum.

"I have given a deadline to the AFP, I want this resolved very, very quickly, otherwise I will take the matter to the United Nations Security Council,'' he said.

But Foreign Minister Stephen Smith said he had no knowledge of the account's existence. He said East Timor needed to seek information through the proper channels.

"From the middle of March the relevant Australian authorities have made it clear to East Timor that if they require information for the purposes of their investigations, whether that information is telephone records or financial transactions, all they have to do is follow the well-designated appropriate procedure and that information will be made available to them,'' he said.

Ms Pires, who was raised in Darwin, has had tighter restrictions placed on her -- including a requirement to report regularly to police -- since her arrest on Monday, but is still yet to be charged.

Mr Pires said the constant public accusations being made against his sister were absurd.

''If it wasn't serious you would have to think this is a B-grade movie, badly produced,'' he said.

Tradução:

Horta à caça do 'fundo de luxo do amotinado em Darwin'

NT News

MATT CUNNINGHAM

23Abr08

A amante do líder amotinado de Timor-Leste Alfredo, Angelita Pires, negou a existência duma conta no Darwin Commonwealth Bank que é suposta ter $800,000.

A Srª Pires disse à família que não tem nenhum conhecimento da conta, que é dito ser dela e de Reinado.

António Pires disse que falou ontem de manhã com a irmã depois de ter sido interrogada pela polícia durante 12 horas acerca do seu alegado envolvimento na tentativa de assassínio em 11 de Fevereiro ao Presidente de Timor-Leste José Ramos-Horta.

"Ele foi determinada comigo que isso (a conta) não está lá,'' disse ele.

O Sr Ramos-Horta tem alegado que a Srª Pires ed Reinado tinham depositado quase $1 milhão na conta do banco de Darwin.
Cerca de $200,000 tinham sido levantados.

O Presidente disse ontem que queria encontrar a fonte da grande quantia.

"Deu uma data limite à AFP, quero isto resolvido muito, muito rapidamente, de outro modo levarei a questão ao Conselho de Segurança da ONU,'' disse ele.

Mas o Ministro dos Estrangeiros Stephen Smith disse que não tinha qualquer conhecimento da existência da conta. Disse que Timor-Leste precisava de procurar a informação através dos canais adequados.

"Desde meados de Março que as autoridades relevantes Australianas deixaram claro a Timor-Leste que se precisam de informação para o propósito das suas investigações, se essa informação for gravações telefónicas ou transacções financeiras, tudo o que têm de fazer é seguirem os procedimentos adequados bem delineados e que essa informação lhes será disponibilizada,'' disse ele.

A Srª Pires, que cresceu em Darwin, teve restrições mais apertadas -- incluindo a obrigação de comparecer regularmente na polícia – desde a sua prisão na Segunda-feira, mas não foi ainda acusada.

O Sr Pires disse que as constantes acusações públicas contra a sua irmã eram absurdas.

''Se isto não fosse grave podia-se pensar que era como um filme de categoria B, mau produzido,'' disse ele.

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
Horta à caça do 'fundo de luxo do amotinado em Darwin'
NT News

MATT CUNNINGHAM

23Abr08

A amante do líder amotinado de Timor-Leste Alfredo, Angelita Pires, negou a existência duma conta no Darwin Commonwealth Bank que é suposta ter $800,000.

A Srª Pires disse à família que não tem nenhum conhecimento da conta, que é dito ser dela e de Reinado.

António Pires disse que falou ontem de manhã com a irmã depois de ter sido interrogada pela polícia durante 12 horas acerca do seu alegado envolvimento na tentativa de assassínio em 11 de Fevereiro ao Presidente de Timor-Leste José Ramos-Horta.

"Ele foi determinada comigo que isso (a conta) não está lá,'' disse ele.

O Sr Ramos-Horta tem alegado que a Srª Pires ed Reinado tinham depositado quase $1 milhão na conta do banco de Darwin.
Cerca de $200,000 tinham sido levantados.

O Presidente disse ontem que queria encontrar a fonte da grande quantia.

"Deu uma data limite à AFP, quero isto resolvido muito, muito rapidamente, de outro modo levarei a questão ao Conselho de Segurança da ONU,'' disse ele.

Mas o Ministro dos Estrangeiros Stephen Smith disse que não tinha qualquer conhecimento da existência da conta. Disse que Timor-Leste precisava de procurar a informação através dos canais adequados.

"Desde meados de Março que as autoridades relevantes Australianas deixaram claro a Timor-Leste que se precisam de informação para o propósito das suas investigações, se essa informação for gravações telefónicas ou transacções financeiras, tudo o que têm de fazer é seguirem os procedimentos adequados bem delineados e que essa informação lhes será disponibilizada,'' disse ele.

A Srª Pires, que cresceu em Darwin, teve restrições mais apertadas -- incluindo a obrigação de comparecer regularmente na polícia – desde a sua prisão na Segunda-feira, mas não foi ainda acusada.

O Sr Pires disse que as constantes acusações públicas contra a sua irmã eram absurdas.

''Se isto não fosse grave podia-se pensar que era como um filme de categoria B, mau produzido,'' disse ele.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.