segunda-feira, março 17, 2008

Government assists 42 IDP families to return to their homes in Beto

MINISTRY OF SOCIAL SOLIDARITY
PRESS RELEASE

11 March 2008

Today, as part of the government’s Hamutuk Hari’i Futuru national recovery strategy, 42 families from the Dominican Sisters IDP camp in Beto were assisted to return to their homes in Beto, Dili.

Minister for Social Solidarity, Domingas Alves, said “the return of these families is a result of the Ministry’s ongoing hard work to help those IDPs who are willing and able to return home to do so.” Each of the families who returned today had received a recovery grant from the Ministry of Social Solidarity to help them rebuild or repair their homes. Each person, including children, also received 16 kg of rice. The families were assisted to return with transport provided by the Ministry of Social Solidarity.

Camp Manager, Antonio Soares, credited the return of these 42 families to the government’s efficient implementation of its national recovery strategy. These families are able to go home today because they have been provided with options under the government program. I will continue to work with the government to help the other families in this camp to return to their homes.”

Zelita da Sena, a resident of the camp, said that she and her family had used the cash recovery grant to fix the damage caused to their house in February 2007. “I am happy to return to my place and am grateful to the government for providing us with this assistance so we can go home.”

Amandio Amaral Freitas, General Coordinator of the Hamutuk Hari’i Futuru program anticipated that up to 94 families from Canossa Has Laran Camp would be able to return to their homes in Dili by the end of the week. A further 72 families from Liquica, Gleno and Central Pharmacy camps hope to return to their homes in Fatubessi and Urahou Ermera by the end of the week.

Staff from the Ministry of Social Solidarity are continuing to visit all IDP camps in Dili and Baucau to help people determine their options under the Hamutuk Harii Futuru program.

Tradução:

Governo assiste 42 famílias de deslocados a voltarem para as suas casas em Beto

MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE SOCIAL
COMUNICADO DE IMPRENSA

11 Março de 2008

Hoje. como parte da estratégia de recuperação nacional do governo Hamutuk Hari’i Futuru, 42 famílias do campo de deslocados das irmãs Dominicanas em Beto foram assistidas a voltar para as suas casas emBeto, Dili.

A Ministra da Solidariedade Social, Domingas Alves, disse que “o regresso dessas famílias é o resultado do trabalho duro em curso do Ministério para ajudar os deslocados que querem e podem voltar a casa a fazê-lo.” Cada uma das famílias que hoje voltou recebeu uma doação de regresso do Ministério da Solidariedade Social para as ajudar a reconstruir ou a reparar as suas casas. Cada pessoa, incluindo crianças, receberam ainda 16 kg de arroz. Às famílias que regressaram foi fornecido transporte pelo Ministério da Solidariedade Social.

António Soares, Director do Campo, creditou o regresso dessas 42 famílias à eficiente implementação pelo governo da sua estratégia de recuperação nacional. Estas famílias conseguem hoje voltar para casa porque lhes foram dadas opções sob o programa do governo. Continuarei a trabalhar com o governo para ajudar as outras famílias neste campo a voltarem para as suas casas.”

Zelita da Sena, uma residente do campo, disse que ela e a sua família tinham usado o dinheiro da recuperação para arranjar os estragos causados na sua casa em Fevereiro de 2007. “Estou contente por voltar para o meu lugar e grata ao governo por nos dar assistência e assim podermos voltar a casa.”

Amândio Amaral Freitas, Coordenador Geral do programa Hamutuk Hari’i Futuru antecipou que cerca de 94 famílias do Campo Canossa Has Laran voltarão para as suas casas em Dili até ao fim da semana. Mais 72 famílias de Liquica, Gleno e Campos da Farmácia Central esperam voltar às suas casas em Fatubessi e Urahou Ermera no fim da semana.

Pessoal do Ministério da Solidariedade Social continuam a visitar todos os campos de deslocados em Dili e Baucau para ajudar as pessoas a determinar as suas opções sob o programa Hamutuk Harii Futuru .

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
Governo assiste 42 famílias de deslocados a voltarem para as suas casas em Beto
MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE SOCIAL
COMUNICADO DE IMPRENSA

11 Março de 2008

Hoje. como parte da estratégia de recuperação nacional do governo Hamutuk Hari’i Futuru, 42 famílias do campo de deslocados das irmãs Dominicanas em Beto foram assistidas a voltar para as suas casas emBeto, Dili.

A Ministra da Solidariedade Social, Domingas Alves, disse que “o regresso dessas famílias é o resultado do trabalho duro em curso do Ministério para ajudar os deslocados que querem e podem voltar a casa a fazê-lo.” Cada uma das famílias que hoje voltou recebeu uma doação de regresso do Ministério da Solidariedade Social para as ajudar a reconstruir ou a reparar as suas casas. Cada pessoa, incluindo crianças, receberam ainda 16 kg de arroz. Às famílias que regressaram foi fornecido transporte pelo Ministério da Solidariedade Social.

António Soares, Director do Campo, creditou o regresso dessas 42 famílias à eficiente implementação pelo governo da sua estratégia de recuperação nacional. Estas famílias conseguem hoje voltar para casa porque lhes foram dadas opções sob o programa do governo. Continuarei a trabalhar com o governo para ajudar as outras famílias neste campo a voltarem para as suas casas.”

Zelita da Sena, uma residente do campo, disse que ela e a sua família tinham usado o dinheiro da recuperação para arranjar os estragos causados na sua casa em Fevereiro de 2007. “Estou contente por voltar para o meu lugar e grata ao governo por nos dar assistência e assim podermos voltar a casa.”

Amândio Amaral Freitas, Coordenador Geral do programa Hamutuk Hari’i Futuru antecipou que cerca de 94 famílias do Campo Canossa Has Laran voltarão para as suas casas em Dili até ao fim da semana. Mais 72 famílias de Liquica, Gleno e Campos da Farmácia Central esperam voltar às suas casas em Fatubessi e Urahou Ermera no fim da semana.

Pessoal do Ministério da Solidariedade Social continuam a visitar todos os campos de deslocados em Dili e Baucau para ajudar as pessoas a determinar as suas opções sob o programa Hamutuk Harii Futuru .

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.