quinta-feira, outubro 04, 2007

UNMIT – MEDIA MONITORING - Thursday, 04 October 2007

"UNMIT assumes no responsibility for the accuracy of the articles or for the accuracy of their translations. The selection of the articles and their content do not indicate support or endorsement by UNMIT express or implied whatsoever. UNMIT shall not be responsible for any consequence resulting from the publication of, or from the reliance on, such articles and translations."

National Media Reports

GNR and ISF to capture Railos

The GNR and International Security Forces (ISF) captured Mr. Vicente da Conceicao alias ‘Railos’ on Tuesday in Liquica district. Mr. Railos is alleged to have led armed civilians in an attack on the F-FDTL in Tasi Tolu during last year’s military and political crisis.

Mr. Railos is now in the preventive prison of Dili district with other five young men.

Longuinhos Monteiro, the Attorney General reportedly said that the arrest made by ISF and GNR based on evidence relating to the alleged trading of illegal weapons during last year;s crisis.
“The process of justice will be executed quickly” said Mr. Monteiro. (DN and STL)

MR. Railos was arrested pursuant to an arrest warrant issued on September 13, 2007 for his alleged role in the events of the 24th and 25th of May last year in Tasi Tolu.

UN, considers Railos arrest has legal base

The United Nations Integrated Mission in Timor-Leste (UNMIT) has confirmed that Vicente do Conceicao, alias “Railos” was arrested early this morning at his residence near Liquiça.

He was arrested pursuant to an arrest warrant issued on September 13, 2007 for his alleged role in the events of the 24th and 25th of May last year.

Railos has been charged for violating Articles 338 and 55 of the Penal Code, related to homicide, and are expected to appear in Court in Dili later today.

The Special Representative of the Secretary-General for Timor-Leste, Mr Atul Khare, welcomed the arrest as a continued sign of the continued strong commitment of the authorities of Timor-Leste to implement recommendations of the UN Special Commission of Inquiry Report issued in October last year.

UN police officers, assisted by the National Police of Timor-Leste (PNTL) and the International Security Forces (ISF) have been positioned in sensitive locations to maintain a calm situation. (DN)

Benevides: withdrawal of mandate to capture of Alfredo does not mean Alfredo will not submit himself to the justice

The Lawyer for Alfredo Reinado, Benevides Correia Barros said on Wednesday that the declaration of the president of the Court of Appeal, Claudio Ximenes calling upon all authorities to obey the law regarding to the mandate of capturing Alfredo Reinado, is incorrect.

According to Mr. Barros Mr Ximenes has misunderstood the situation because the withdrawal of the arrest warrant for Reinado does not mean that Reinado will not submit himself to the justice.

President José Ramos-Horta has stated that to solve the Reinado problem, military operations should be halted and the arrest warrant should be withdrawn. (TP)

International Media Reports

EAST TIMOR: Arrest of Railos welcomed by UN - 04/10/2007
04 Oct. 07Radio ABC News

Another high profile arrest has been made in East Timor in relation to violence which tore the small nation apart last year. "Railos" or Vicente da Conceicao is alleged to have led armed civilians in attacks against East Timor's military personnel. The clashes began within East Timor's fractious security forces, and spread to the broader community, resulting in 38 deaths and the displacement of more than 100,000 people. The crisis saw a renewed United Nations security presence and contributed to the downfall of the government of Mari Alkatiri. The latest arrest comes a year after evidence implicating Railos and others came to light.

There's been another high profile arrest made in relation to last year's deadly riots. "Railos" or Vicente da Conceicao is alleged to have led armed civilians in attacks against East Timor's military personnel in May. The crisis saw a renewed United Nations security presence and contributed to the downfall of the Government of Mari Alkatiri.
Presenter - Karon Snowdon

Karon Snowdon Speaker - Alison Cooper, spokeswoman for the UN mission in East Timor

Alison Cooper the spokeswoman for the UN mission in East Timor

SNOWDON: Railos has finally been arrested for his alleged role in the events of the 24th and 25th of May last year. Two months of mayhem starting in April erupted after 600 disgruntled soldiers were sacked by the government. Those two days alone in May saw 19 people killed including members of the army, the police force and civilians -some of them children - as attacks on the army were then followed by apparent reprisals. Railos, a former army recruit, is accused of leading a group of civilians armed with military weapons supplied by former Interior Minister Rogerio Lobato who is now serving a gaol sentence for his role. In evidence given to the UN commission of inquiry, Railos claimed then Prime Minister Mari Alkatiri was present at the meeting where the distribution of the weapons was discussed. Dr Alkatiri has denied the allegations or that he ordered the elimination of political opponents as was also claimed by Railos. I spoke to UN spokeswoman Alison Cooper after the arrest was made.

COOPER: The special representative of the Secretary General has welcomed the arrest. He sees it as a continued sign of the strong commitment of authorities in Timor Leste to making sure this judicial process, and especially a process that follows the recommendations of the UN special commission of inquiry report, which was issued in October last year.

SNOWDON: Yes it was October last year, so a lot of time has passed for these issues to finally be brought to book as it were. Is it disappointing it's taken so long?

COOPER: No I mean that's really something that the Office of the Prosecutor General would need to discuss.

SNOWDON: Phone calls to the prosecutors’ office were unsuccessful. Over the past months, various accounts of Railos had him either on the run or openly operating in his home town of Liquica for the past year. Given his role in accusations against former Prime Minister Mari Alkatiri he has become enemy no 1 of Alkatiri's Fretilin Party. Fretilin claimed Railos was actively campaigning on behalf of the opposition groups supporting Xanana Gusmao during this year's elections. Gusmao was ultimately elected and appointed Prime Minister. Yet East Timor remains in the grip of last year's crisis. International Security forces are on alert.

COOPER: Well the events over the past 18 months have shown that there is a volatility to the security situation in this country. There are security forces stationed across the country today, aware of the arrest that's gone on, and we believe that they will maintain calm.

SNOWDON: Many thousands of people remain in refugee camps, some have no homes to return to, others seem almost habituated to camp life. Last month the trial began in Dili of 12 defendents, mostly members of the army, charged over the shooting of unarmed police on the 25th of May last year in one of the most serious crimes during the crisis. And the other high profile fugitive, Alfredo Reinado - the former head of military police implicated in an attack in which five died - remains at large.

COOPER: There are still other cases within the report that the UN would like to see followed up. We're confident that they will be followed up. So today's arrest is significant and it's very much welcomed.


NATIONAL NEWS SOURCES:
Timor Post (TP)
Radio Timor-Leste (RTL)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Tempo (DT)
Diario Nacional (DN)
Semanario
Televisaun Timor-Leste (TVTL)

2 comentários:

Margarida disse...

Tradução:
UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Quinta-feira, 04 Outubro 2007
"A UNMIT não assume nenhuma responsabilidade pela correcção dos artidos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e o seu conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT expresso ou de qualquer forma implícito. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência que resulte da publicação da ou do confiar em tais artigos ou traduções."
Relatos Media Nacionais

GNR e ISF capturaram Railos

A GNR e a ISF capturaram o Sr. Vicente da Conceição alias ‘Railos’ na Terça-feira no distrito de Liquica. O Sr. Railos é alegado ter armado civis num ataque contra as F-FDTL em Tasi Tolu durante a crise política e militar do ano passado.

O Sr. Railos está agora em prisão preventiva no distrito de Dili com outros cinco jovens.

Longuinhos Monteiro, o Procurador-Geral disse que a detenção feita pela ISF e GNR foi com base em evidência relacionada com o tráfico ilegal de armas durante a a crise do ano passado.
“O processo da justice será executado rapidamente” disse o Sr. Monteiro. (DN e STL)

O SR. Railos foi preso no cumprimento de um mandato da captura emitido em 13 de Setembro de 2007 pelo seu alegado papel nos eventos de 24 e 25 de Maio do ano passado em Tasi Tolu.

ONU considera que a prisão de Railos tem base legal

A Missão Integrada da ONU em Timor-Leste (UNMIT) confirmou que Vicente da Conceição, alias “Railos” foi preso ao princípio desta manhã na sua residência perto de Liquiça.

Foi preso no cumprimento de um mandato de captura emitido em 13 de Setembro, 2007 pelo seu alegado papel nos eventos de 24 e 25 de Maio do ano passado.

Railos foi acusado de ter violado os Artigos 338 e 55 do Código Penal, relativos a homicídio e é esperado que compareça hoje mais tarde no Tribunal de Dil.

O Representante Especial do Secretário-Geral da ONU em Timor-Leste, Sr Atul Khare, saudou a prisão como um sinal continuado do forte compromisso das autoridades de Timor-Leste para implementarem recomendações do Relatório da Comissão Especial da ONU emitido em Outubro do ano passado.

Oficiais da polícia da ONU, assistidos pela PNTL e ISF têm estado posicionados el locais sensíveis para manter a situação calma. (DN)

Benevides: retirada do mandato para captura de Alfredo não significa que Alfredo não se entregue ele próprio à justiça

O advogado de Alfredo Reinado, Benevides Correia Barros disse na Quarta-feira que a declaração do presidente do Tribunal de Recurso, Claudio Ximenes apelando a todas as autoridades para obedecer à lei em relação ao mandato para capturar Alfredo Reinado, é incorrecto.

De acordo com o Sr. Barros o Sr Ximenes baralhou as situações porque a retirada do mandato de captura para Reinado não significa que Reinado não se entregue ele próprio à justiça.

O Presidente José Ramos-Horta afirmou que para resolver o problema de Reinado, devem ser paradas as operações militares e que deve ser retirado o mandato de captura. (TP)

Relatos dos Media Internacionais

EAST TIMOR: Prisão de Railos saudada pela ONU - 04/10/2007
04 Oct. 07Radio ABC News

Foi feita em Timor-Leste uma outra prisão de alto perfil em relação com a violência que rompeu a pequena nação no ano passado. "Railos" ou Vicente da Conceição é alegado ter armado civis em ataques contra o pessoal das forças militares de Timor-Leste. Os confrontos começaram no seio das fracções das forças de segurança de Timor-Leste e espalharam para a comunidade mais alargada, resultando em 38 mortes e a deslocalização de mais de 100,000 pessoas. A crise levou a uma presença renovada das Nações Unidas e contribuiu para a queda do governo de Mari Alkatiri. A última detenção chega um ano depois de ter vindo à luz a evidência que implicava Railos e outros.

Houve outra detenção de alto perfil feita em relação com as desordens mortais do ano passado. "Railos" ou Vicente da Conceição é alegado ter liderado civis armadas em ataques contra pessoal militar de Timor-Leste em Maio. A crise viu uma presença renovada da segurança da ONU e contribuiu para a queda do Governo de Mari Alkatiri.

Apresentador - Karon Snowdon

Entrevistado de Karon Snowdon - Alison Cooper, porta-voz da missão da ONU em Timor-Leste

Alison Cooper a porta-voz da missão da ONU em Timor-Leste

SNOWDON: Railos foi finalmente preso pelo seu alegado papel nos eventos de 24 e 25 de Maio do ano passado. Dois meses de desordens que começaram em Abril e que irromperam depois de 600 soldados amotinados terem sido despedidos pelo governo. Esses dois dias em Maio viram 19 pessoas a serem mortas incluindo membros das forças armadas, da força da polícia e civis –alguns dos quais crianças – bem como ataques contra as forças armadas que foram depois seguidos por aparente retaliação. Railos, um antigo recruta das forças armadas, é acusado de liderar um grupo de civis armadas com armas militares fornecidas pelo antigo Ministro doInterior Rogério Lobato que agora está a cumprir uma sentença de prisão pelo seu papel. Em evidência dada à comissão de inquérito da ONU, Railos afirmou que o então Primeiro-Ministro Mari Alkatiri esteve presente numa reunião quando foi discutida a distribuição de armas. O Dr Alkatiri tem negado as alegações ou que tenha ordenado a eliminação de opositores políticos como foi afirmado por Railos. Falei com a porta-voz da ONU Alison Cooper depois de ter sido feita a prisão.

COOPER: O representante especial do Secretário-Geral saudou a prisão. Vê isto como um sinal continuado do compromisso forte das autoridades em Timor Leste para tornar efectivo este processo judicial, e especialmente um processo que segue as recomendações do relatório da comissão especial de inquérito da ONU, que foi emitido em Outubro do ano passado.

SNOWDON: Sim foi em Outubro do ano passado, então passou muito tempo para essas questões serem finalmente trazidas em registo como se passaram. É desanimador demorar tanto tempo?

COOPER: Não. Quero dizer, isso é algo que o Gabinete do Procurador-Geral tem de discutir.

SNOWDON: Telefonemas para o Gabinete do Procurador não tiveram sucesso. Nos meses passados, vários relatos diziam que Railos ou andava em fuga ou que estava a operar abertamente na sua cidade natal de Liquica desde o ano passado. Dado o papel que teve nas acusações contra o antigo Primeiro-Ministro Mari Alkatiri ele tornou-se o inimigo nº 1 da Fetilin de Alkatiri. A Fretilin afirmou que estava a fazer campanha activa a favor dos grupos da oposição que apoiaram Xanana Gusmão durante as eleições deste ano. Gusmão acabou por ser eleito e foi nomeado Primeiro-Ministro. Contudo Timor-Leste continua sob efeito da crise do ano passado. As forças Internacionais de Segurança estão em alerta.

COOPER: Bem os eventos dos últimos 18 meses têm mostrado que a situação de segurança é volátil no país. Hoje há forças de segurança estacionadas em todo o país, cientes da detenção em curso, e axcreditamos que se mantenham calmos.

SNOWDON: Muitos milhares de pessoas permanecem em campos de deslocados, alguns não têm casas para onde regressar, outros parecem quase habituados à vida nos campos. No mês passado começou o julgamento em Dili de 12 réus, a maioria membros das forças armadas, acusados de dispararem contra polícias desarmados em 25 de Maio do ano passado num dos crimes mais sérios durante a crise. E o outro fugitivo de alto nívele, Alfredo Reinado – o antigo responsável da polícia militar implicado num ataque onde morreram cinco – mantém-se ao largo.

COOPER: Há ainda outros casos mencionados no relatório que a ONU gostaria de terem seguimento. Confiamos que terão seguimento. Por isso tem significado a detenção de hoje e é muito saudada.


FONTES NACIONAIS DE NOTÍCIAS:
Timor Post (TP)
Radio Timor-Leste (RTL)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Tempo (DT)
Diario Nacional (DN)
Semanario
Televisaun Timor-Leste (TVTL)

h correia disse...

"Mr Atul Khare, welcomed the arrest as a continued sign of the continued strong commitment of the authorities of Timor-Leste"

Só pode ser ironia fina do Sr. Khare, para a gente se rir um pouco. Então ele tem o descaramento de dizer isto, depois de ver o Railós à solta durante mais de um ano, tendo inclusive participado nas campanhas de Ramos Horta e Xanana?

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.