sexta-feira, março 28, 2008

Dos leitores

H. Correia deixou um novo comentário na sua mensagem "East Timor President points finger at Reinado's Au...":

Neste depoimento, RH levanta várias questões importantes:

Em primeiro lugar, pede responsabilidades à ONU e às "ISF" pela total passividade perante um atentado à vida do PR. Antes, durante e depois.

Depois, faz uma revelação interessante:

"he then encountered the Dili manager of the ANZ bank, who was riding a bike. "He said in a casual and relaxed way that the ISF was doing an exercise near my house," Mr Ramos Horta said. "That being the case, I felt relaxed and decided to go home"

Ficámos finalmente a saber quem foi o tal estrangeiro que encontrou RH e lhe disse que havia um exercício das "ISF", atraindo-o assim (voluntária ou involuntariamente) para a sua quase morte.

Resta saber se este indivíduo está sendo investigado. É que Longuinhos Monteiro tem falado muito, mas não do que mais interessa.

Continua o PR:

"there were some elements behind him who would manipulate and influence the situation"

Seria também interessante saber quem são estes "elementos", já várias vezes referidos. Sobretudo o tal cidadão estrangeiro em casa do qual foram encontradas armas e fardamento.

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
Dos leitores
H. Correia deixou um novo comentário na sua mensagem "East Timor President points finger at Reinado's Au...":

Neste depoimento, RH levanta várias questões importantes:

Em primeiro lugar, pede responsabilidades à ONU e às "ISF" pela total passividade perante um atentado à vida do PR. Antes, durante e depois.

Depois, faz uma revelação interessante:

"Ele encontrou então o gerente em Dili do banco ANZ, que estava a andar de bicicleta. "Ele disse-me de modo casual e relaxado que a ISF estava a fazer um exercício perto da minha casa," disse o Sr Ramos Horta. "Sendo esse o caso, senti-me relaxado e decidi ir para casa"

Ficámos finalmente a saber quem foi o tal estrangeiro que encontrou RH e lhe disse que havia um exercício das "ISF", atraindo-o assim (voluntária ou involuntariamente) para a sua quase morte.

Resta saber se este indivíduo está sendo investigado. É que Longuinhos Monteiro tem falado muito, mas não do que mais interessa.

Continua o PR:

"houve alguns elementos por detrás dele que manipularam e influenciaram a situação"

Seria também interessante saber quem são estes "elementos", já várias vezes referidos. Sobretudo o tal cidadão estrangeiro em casa do qual foram encontradas armas e fardamento.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.