quarta-feira, fevereiro 27, 2008

UNMIT – MEDIA MONITORING - Wednesday, 27 February 2008

"UNMIT assumes no responsibility for the accuracy of the articles or for the accuracy of their translations. The selection of the articles and their content do not indicate support or endorsement by UNMIT express or implied whatsoever. UNMIT shall not be responsible for any conseque6nce resulting from the publication of, or from the reliance on, such articles and translations."

National Media Reports

TVTL News Coverage

MPs insist on IICI: Members’ of Parliament from Fretilin, PSD, PD and CNRT are demanding that the National Parliament establish an International Independent Commission of Inquiry (IICI) to investigate the assassination attempts on the lives of PR José Ramos-Horta and PM Xanana Gusmão. They have also asked that the United Nations be involved in this. “An IICI is needed to find out the truth,” said PSD member of NP Mario V. Carrascalão.

Alfredo’s man surrenders in Maubisse: The Special Representative of the Secretary-General Atul Khare said that one of the members of the armed group who attacked the residence of PR Ramos-Horta voluntarily surrendered himself to the United Nations Police (UNPol) in Maubisse, Ainaro district on Monday (25/2).

“I personally received the information this morning that one of the men voluntarily submitted himself. His name was listed in the arrest warrants for the previous case,” said SRSG Khare.

Govt busy with extra petitioners: The Government has been trying to cope with increasing numbers of petitioners gathered in Aitarak Lara. The Government has built an extra eight tents for the petitioners who had been camping on the veranda. The petitioners have increased to more than three hundred. During the last three days, F-FDTL assisted the petitioners by providing tents and preparing extra space for them.

Alfredo’s case put to rest: The President of the Court of Appeal, Claudio Ximenes, said that while the case of Alfredo was no longer active given his death, his followers are still subject to justice. “The cases of Alfredo and those who have died have been put to rest. But those who are still alive, their cases are still being processed,” said Mr Ximenes.

RTL News Coverage

PSD agrees to establish IICI: The Member of Parliament from PSD, Mario Viegas Carrascalão, said that he agrees with the idea to establish an International Independent Commission of Inquiry (IICI) to investigate the attacks against PR Ramos-Horta and PM Xanana Gusmão. “It needs a neutral international body, not Timorese, to investigate the case in order to discover the truth. We all should accept and respect the results of the investigation when it comes out,” said Mr Carrascalão.

Alfredo’s case put to rest: The President of the Court of Appeal, Claudio Ximenes, has briefed Acting President Fernando Lasama on the work conducted so far by the tribunal. Mr Ximenes said that the tribunal was implementing all its functions with no interference from any political body. Mr Ximenes also commented that the case of Alfredo was no longer active. “The cases of Alfredo and those who died have been put to rest. But those who are still alive, their cases are still being processed,” said Mr Ximenes.

Print Coverage

UN responsible for February 11: The MP from Kota, Manuel Tilman, has asked the UN to take responsibility for the events of February 11.

“The security of the state and the Prime Minister falls under the responsibility of the UN. The UN should be responsible for establishing an International Independent Commission of Inquiry (IICI),” said Mr. Tilman on Tuesday (26/2) in the National Parliament, Dili.

Separately, an MP from PSD, Mario Viegas Carrascalão, suggested that the nations involved in an IICI should exclude the nations whose forces are currently in Timor-Leste. (DN)

Coordination needed to arrest Salshinha: The Special Representative of the Secretary-General (SRSG) for Timor-Leste, Atul Khare, said that the plan to arrest Salsinha and his group requires good cooperation between all security forces in order to avoid unwanted problems during the arrest.

“… good coordination would make the operation stronger and more effective and would avoid other problems,” said SRSG Khare during the UNMIT press conference held on Monday (25/2) in UNMIT HQ Obrigado Barrack Caicoli, Dili. (DN)

IDS need to return home: The State Secretary for Natural Disasters, Jacinto Rigoberto, has said that IDPs at the National Hospital Guido Valadares (HNGV) camp need to return to their homes or Bairos [suburbs]. “I think the IDPs at HNGV camp need to return home. This is necessary because they said they want to go home and live like others in their Bairos,” said Mr Rigoberto. Mr. Rigoberto also said that he would help IDPs return home by coordinating with community leaders. (DN)

ETCRN: UNMIT responsible for February 11: The East Timor Crisis Reflection Network (ETCRN) is asking the United Nations Integrated Mission in Timor-Leste (UNMIT) to take responsibility for the attacks against PR Ramos-Horta and PM Xanana Gusmão.

The Coordinator of ETCRN, José Caetano, said that the people of Timor-Leste are waiting for an explanation from UNMIT, the International Stabilization Forces (ISF) and the Government of Timor-Leste about the events of February 11 as the security of Timor-Leste was the responsibility of the United Nations Police (UNPol) and the ISF.

“We know that the events of February 11 are not only UNMIT’s fault, but UNMIT does bear responsibility for security in Timor-Leste based on Resolution 1704/2006,” said Mr. Caetano in an ETCRN press release.

“In relation to the specific crimes, I do agree with SRSG Atul Khare that the events of February 11 are the responsibility of Alfredo. However, in relation to security issues, UNMIT bears ultimate responsibility. The UN has to show its maturity in the current situation and reflect on its mandate which is to contribute to, and maintain, security in the country,” said Chiquito da Costa Guterres, one of the ETCRN members. (DN)

PSD asks for ‘State of Emergency’ rather than ‘State of Siege’: The Chief of PSD in the NP, Fernando Dias Gusmão is asking the Government to shorten the ‘State of Siege’ to a ‘State of Emergency’, arguing that the reality shows that a ‘State of Siege’ is no longer needed.

“The ‘State of Siege’ was implemented when all the State institution were not functioning.

However, the reality shows that all institutions are functioning well, so now, we only need the ‘State of Emergency,” said Mr. Gusmão.

Mr. Gusmão also suggested that before March 20, the Government and Acting President should shorten the ‘State of Siege’, as 80% of Timorese are Christian and are about to start their religious activities in time for Easter. (DN)

No amnesty for terrorists: The parties of PUN, PSD and KOTA have protested against the statement of Acting President of NP, Vicente Guterres,that amnesty will be given to Salsinha and his group when they surrender.

Mario Viegas Carrascalão of PSD said that people who intend to kill national leaders and destroy the sovereignty of a nation are considered terrorists, and terrorists do not deserve to get amnesty.

“I do not give amnesty to people who want to destroy and dissolve the independence of this nation,” said Mr. Carrascalão.

Manuel Tilman from KOTA also said: “We cannot allow killers to be granted amnesty. No democratic nation would do this.” (DN)

Petitioners increase to 456: As of yesterday afternoon, the numbers of petitioners had increased to 457 persons. According to a press release by the State Secretary of Security, the Government is now preparing health services, power, and water and sanitation in the petitioners gathering place in Aitarak Laran. The press release also stated that many petitioners had asked to be escorted to Dili by UNPol for security reasons. (DN)

Carrascalão: Joint Operation should arrest perpetrators: The PSD member of the National Parliament, Mario Viegas Carrascalão, said that the F-FDTL/PNTL Joint Operation is supposed to arrest the perpetrators of the February 11 attacks, not just go after Salsinha and his group.

“Upon what basis it the operation aimed at solely arresting Salsinha and his group?” asked Mr. Carrascalão. “For me, it is important to arrest those directly involved in the attacks of February 11. It is not true a true operation if it is only conducted to arrest Salsinha and his group.” (STL)

11 of Alfredo’s men arrested: The F-FDTL/PNTL Joint Operation arrested eleven members of Alfredo’s group in Aituri Laran-Taibisse, Dili on Tuesday (26/2).

The Spokesperson of F-FDTL/PNTL Joint Operation, Inspector Mateus Fernandes, said that eight persons out of the eleven were those who escaped with Alfredo from Becora prison in 2006. A hand grenade was also seized during the operation. The men are now detained in the detention centre of PNTL Dili District. (STL)

Japanese Ambassador: “Violence never solves problems”: The Ambassador of Japan to Timor-Leste, Kenzi Shimizu, has appealed for a non-violent approach to resolve the problems of Timor-Leste.

The Ambassador made these comments during a meeting with the Acting President of the Republic, Fernando ‘Lasama’ de Araujo. “My purpose in this meeting is to pass on the sympathies of the Government and people of Japan to PR Ramos-Horta and PM Xanana Gusmão,” said the Ambassador.

“My Government strongly condemns the acts against these two leaders. We believe that violence never solves problems and only serves to kill the efforts made towards building stability and development,” said Ambassador Shimizu on Tuesday (26/2) in Palacio das Cinzas Caicoli, Dili. (TP)


Tradução:

UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Quarta-feira, 27 Fevereiro 2008

"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e dos seus conteúdos não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Cobertura de Notícias

Deputados insistem na CIII: Deputados da Fretilin, PSD, PD and CNRT estão a exigir que o Parlamento Nacional estabeleça uma Comissão Internacional Independente de Inquérito (CIII) para investigar as tentativas de assassínio às vidas do PR José Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão. Pediram também que as Nações Unidas sejam envolvidas nisto. “Uma CIII é precisa para descobrir a verdade,” disse o deputado do PSD Mário V. Carrascalão.

Homem de Alfredo entrega-se em Maubisse: O Representante Especial do Secretário-Geral Atul Khare disse que um dos membros do grupo armado que atacou a residência do PR Ramos-Horta entregou-se voluntariamente à Polícia da ONU (UNPol) em Maubisse, distrito de Ainaro na Segunda-feira Monday (25/2).

“Recebi pessoalmente a informação esta manhã que um dos homens se tinha entregado voluntariamente. O seu nome estava na lista dos que tinham mandatos de captura do caso anterior,” disse o SRSG Khare.

Governo ocupado com peticionários extra: O Governo tem estado a tentar lidar com o crescente número de peticionários reunidos em Aitarak Lara. O Governo montou oito tendas extras para os peticionários que têm estado a acampar na varanda. Os peticionários ultrapassaram os trezentos. Durante os últimos três dias, a F-FDTL assistiu os peticionários providenciando tendas e preparando espaço extra para eles.

Caso de Alfredo arquivado: O Presidente do Tribunal de Recurso, Cláudio Ximenes, disse que por estar morto o caso de Alfredo deixou de estar no activo, os seus seguidores estão ainda sujeitos à justiça. “Os casos e Alfredo e dos que morreram foram arquivados. Mas os que estão vivos, os seus casos estão a ser processados,” disse o Sr Ximenes.

RTL Cobertura de notícas

PSD concorda em estabelecer CIII: O deputado do PSD, Mário Viegas Carrascalão, disse que concorda com a ideia de estabelecer uma Comissão Internacional Independente de Inquérito (CIII) para investigar os ataques contra PR Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão. “É preciso um órgão neutro internacional, não Timorense, para investigar o caso de modo a descobrir a verdade. Todos devíamos aceitar e respeitar os resultados da investigação quando sair,” disse o Sr Carrascalão.

Caso de Alfredo arquivado: O Presidente do Tribunal de Recuso, Cláudio Ximenes, informou o Presidente interino Fernando Lasama sobre o trabalho conduzido até agora pelo tribunal. O Sr Ximenes disse que o tribunal estava a implementar todas as sus funções sem interferência de qualquer órgãopolítico. O Sr Ximenes comentou ainda que o caso de Alfredo já não estava activo. “Os casos de Alfredo e dos que morreram foram arquivados. Mas os que estão vivos os casos estão a ser processados,” disse o Sr Ximenes.

Cobertura impressa

ONU responsável pelo 11 de Fevereiro: O deputado do Kota, Manuel Tilman, pediu à ONU para assumir a responsabilidade dos eventos de 11 Fevereiro.

“A segurança do Estado e do Primeiro-Ministro é da responsabilidade da ONU. A ONU deve ser responsabilizada por criar uma Comissão Internacional Independente de Inquérito (CIII),” disse o Sr. Tilman na Terça-feira (26/2) no Parlamento Nacional, Dili.

Em separado, o deputado do PSD, Mário Viegas Carrascalão, sugeriu que as nações envolvidas numa CIII devem excluir as nações cujas forças estão correntemente em Timor-Leste. (DN)

Coordenação é precisa para prender Salshinha: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) para Timor-Leste, Atul Khare, disse que o plano para prender Salsinha e o seu grupo requer boa cooperação entre todas as forças de segurança de modo a evitar problemas indesejados durante a prisão.

“… boa coordenação tornará a operação mais forte e mais eficaz e evitará outros problemas,” disse SRSG Khare durante a conferência de imprensa da UNMIT realizada naSegunda-feira (25/2) na sede da UNMIT Obrigado Barrack Caicoli, Dili. (DN)

Deslocados têm que voltar para casa: O Secretário de Estado para os Desastres Naturais, Jacinto Rigoberto, disse que os deslocados que estão acampados no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) precisam de voltar para as suas casas ou Bairros. “Penso que os deslocados no campo do HNGV precisam de voltar a casa. Isto é necessário porque eles disseram que querem ir para casa como outros nos seus Bairros,” disse o Sr Rigoberto. O Sr. Rigoberto disse também que ajudará os deslocados a voltarem para casa coordenando com os líderes da comunidade. (DN)

ETCRN: UNMIT responsável pelo 11 Fevereiro: A East Timor Crisis Reflection Network (ETCRN) está a pedir à Missão Integrada da ONU em Timor-Leste (UNMIT) para assumir a responsabilidade pelos ataques contra PR Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão.

O Coordenador da ETCRN, José Caetano, disse que o povo de Timor-Leste está à espera duma explicação da UNMIT, da Força Internacional de Estabilização (ISF) e do Governo de Timor-Leste acerca os eventos de 11 Fevereiro dado que a segurança de Timor-Leste era da responsabilidade da Polícia da ONU (UNPol) e da ISF.

“Sabemos que os eventos de 11 de Fevereiro não são apenas culpa da UNMIT, mas a UNMIT tem a responsabilidade da segurança em Timor-Leste com base na Resolução 1704/2006,” disse o Sr. Caetano num comunicado de imprensa da ETCRN.

“Em relação específicamente aos crimes, concordo com o SRSG Atul Khare que os eventos de 11 de Fevereiro são da responsabilidade de Alfredo. Contudo, em relação com as questões da segurança, a UNMIT tem a responsabilidade final. A ONU tem de mostrar a sua maturidade na situação corrente e reflectir no seu mandato que é contribuir para e manter a segurança no país,” disse Chiquito da Costa Guterres, um dos membros do ETCRN. (DN)

PSD pede ‘Estado de Emergência’ em vez de ‘Estado de Sítio’: O Chefe do PSD no PN, Fernando Dias Gusmão está a pedir ao Governo para encurtar o ‘Estado de Sítio’ para um ‘Estado de Emergência’, argumentando que a realidade mostra que o ‘Estado de Sítio’ já não é necessário.

“O ‘Estado de Sítio’ foi implementado quando as instituições do Estado não estavam a funcionar.

Contudo, a realidade mostra que todas as instituições estão a funcionar bem, por isso, agora só precisamos de um ‘Estado de Emergência,” disse o Sr. Gusmão.

O Sr. Gusmão sugeriu também que antes de 20 de Março, o Governo e o Presidente inerino devem encurtar o ‘Estado de Sítio’, dado que 80% dos Timorenses são cristãos e estão prestes a começar as actividades religiosas na altura da Páscoa. (DN)

Não amnistia para terroristas: Os partidos PUN, PSD e KOTA protestaram contra a declaração do Presidente interino do PN, Vicente Guterres, que será dada uma amnistia a Salsinha e ao seu grupo quando se entregarem.

Mário Viegas Carrascalão do PSD disse que pessoas que tinham a intenção de matar líderes nacionais e destruir a soberania duma nação são consideradas terroristas, e terroristas não merecem obter uma amnistia.

“Eu não dou nenhuma amnistia a pessoas que querem destruir e dissolver a independência desta nação,” disse o Sr. Carrascalão.

Manuel Tilman do KOTA disse também: “Não podemos permitir dar uma amnistia a assassinos. Nenhuma nação democrática faria isso.” (DN)

Peticonários aumentam para 456: Até ontem à tarde, os números de peticionários aumentaram para 457 pessoas. De acordo com um comunicado de imprensa do Secretário de Estado da Segurança,o Governo está agora a preparar serviços de saúde, energia e água e sanidade para os peticionários juntos em Aitarak Laran. O comunicado de imprensa dizia ainda que muitos peticionários tinham pedido para serem escoltados para Dili pela UNPol por razões de segurança. (DN)

Carrascalão: Operação Conjunta deve prender perpetradores: O deputado do PSD, Mário Viegas Carrascalão, disse que a Operação Conjunta da F-FDTL/PNTL é suposto prender os perpetradores dos atqusde 11 de Fevereiro e não apenas ir atrás do Salsinha edo seu grupo.

“Sob que base é que a operação visa apenas prender Salsinha e o seu grupo?” perguntou o Sr. Carrascalão. “Para mim, é importante prender os directamente envolvidos nos ataques de 11 de Fevereiro. Não será uma operação verdadeira se for apenas conduzida para prender Salsinha e o seu grupo.” (STL)

11 dos homens de Alfredo presos: A Operação Conjunta F-FDTL/PNTL prendeu onze dos membros do grupo de Alfredo em Aituri Laran-Taibisse, Dili na Terça-feira (26/2).

O porta-voz da Operação Conjunta F-FDTL/PNTL, Inspector Mateus Fernandes, disse que oito desses onze eram os que tinham escapado com Alfredo da prisão de Becora em 2006. Durante a operação foi ainda apanhada uma Granada de mão. Os homens estão agora detidos no centro de detenção da PNTL do Distrito de Dili. (STL)

Embaixdos Japonês: “Violência nunca resolve problemas”: O embaixador do Japão em Timor-Leste, Kenzi Shimizu, apelou a uma abordagem não violenta para resolver os problemas de Timor-Leste.

O embaixador fez estes comentários durante um encontro com o Presidente da República interino, Fernando ‘Lasama’ de Araujo. “O meu propósito neste encontro é transmitir as simpatias do Governo e o povo do Japão ao PR Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão,” disse o embaixador.

“O meu Governo condena fortemente os actos contra estes dois líderes. Acreditamos que a violência nunca resolve problemas e que apenas servem para matar os esforços feitos para construir estabilidade e desenvolvimento,” disse o embaixador Shimizu na Terça-feira (26/2) em Palácio das Cinzas Caicoli, Dili. (TP)

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Quarta-feira, 27 Fevereiro 2008
"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e dos seus conteúdos não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Cobertura de Notícias

Deputados insistem na CIII: Deputados da Fretilin, PSD, PD and CNRT estão a exigir que o Parlamento Nacional estabeleça uma Comissão Internacional Independente de Inquérito (CIII) para investigar as tentativas de assassínio às vidas do PR José Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão. Pediram também que as Nações Unidas sejam envolvidas nisto. “Uma CIII é precisa para descobrir a verdade,” disse o deputado do PSD Mário V. Carrascalão.

Homem de Alfredo entrega-se em Maubisse: O Representante Especial do Secretário-Geral Atul Khare disse que um dos membros do grupo armado que atacou a residência do PR Ramos-Horta entregou-se voluntariamente à Polícia da ONU (UNPol) em Maubisse, distrito de Ainaro na Segunda-feira Monday (25/2).

“Recebi pessoalmente a informação esta manhã que um dos homens se tinha entregado voluntariamente. O seu nome estava na lista dos que tinham mandatos de captura do caso anterior,” disse o SRSG Khare.

Governo ocupado com peticionários extra: O Governo tem estado a tentar lidar com o crescente número de peticionários reunidos em Aitarak Lara. O Governo montou oito tendas extras para os peticionários que têm estado a acampar na varanda. Os peticionários ultrapassaram os trezentos. Durante os últimos três dias, a F-FDTL assistiu os peticionários providenciando tendas e preparando espaço extra para eles.

Caso de Alfredo arquivado: O Presidente do Tribunal de Recurso, Cláudio Ximenes, disse que por estar morto o caso de Alfredo deixou de estar no activo, os seus seguidores estão ainda sujeitos à justiça. “Os casos e Alfredo e dos que morreram foram arquivados. Mas os que estão vivos, os seus casos estão a ser processados,” disse o Sr Ximenes.

RTL Cobertura de notícas

PSD concorda em estabelecer CIII: O deputado do PSD, Mário Viegas Carrascalão, disse que concorda com a ideia de estabelecer uma Comissão Internacional Independente de Inquérito (CIII) para investigar os ataques contra PR Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão. “É preciso um órgão neutro internacional, não Timorense, para investigar o caso de modo a descobrir a verdade. Todos devíamos aceitar e respeitar os resultados da investigação quando sair,” disse o Sr Carrascalão.

Caso de Alfredo arquivado: O Presidente do Tribunal de Recuso, Cláudio Ximenes, informou o Presidente interino Fernando Lasama sobre o trabalho conduzido até agora pelo tribunal. O Sr Ximenes disse que o tribunal estava a implementar todas as sus funções sem interferência de qualquer órgãopolítico. O Sr Ximenes comentou ainda que o caso de Alfredo já não estava activo. “Os casos de Alfredo e dos que morreram foram arquivados. Mas os que estão vivos os casos estão a ser processados,” disse o Sr Ximenes.

Cobertura impressa

ONU responsável pelo 11 de Fevereiro: O deputado do Kota, Manuel Tilman, pediu à ONU para assumir a responsabilidade dos eventos de 11 Fevereiro.

“A segurança do Estado e do Primeiro-Ministro é da responsabilidade da ONU. A ONU deve ser responsabilizada por criar uma Comissão Internacional Independente de Inquérito (CIII),” disse o Sr. Tilman na Terça-feira (26/2) no Parlamento Nacional, Dili.

Em separado, o deputado do PSD, Mário Viegas Carrascalão, sugeriu que as nações envolvidas numa CIII devem excluir as nações cujas forças estão correntemente em Timor-Leste. (DN)

Coordenação é precisa para prender Salshinha: O Representante Especial do Secretário-Geral (SRSG) para Timor-Leste, Atul Khare, disse que o plano para prender Salsinha e o seu grupo requer boa cooperação entre todas as forças de segurança de modo a evitar problemas indesejados durante a prisão.

“… boa coordenação tornará a operação mais forte e mais eficaz e evitará outros problemas,” disse SRSG Khare durante a conferência de imprensa da UNMIT realizada naSegunda-feira (25/2) na sede da UNMIT Obrigado Barrack Caicoli, Dili. (DN)

Deslocados têm que voltar para casa: O Secretário de Estado para os Desastres Naturais, Jacinto Rigoberto, disse que os deslocados que estão acampados no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) precisam de voltar para as suas casas ou Bairros. “Penso que os deslocados no campo do HNGV precisam de voltar a casa. Isto é necessário porque eles disseram que querem ir para casa como outros nos seus Bairros,” disse o Sr Rigoberto. O Sr. Rigoberto disse também que ajudará os deslocados a voltarem para casa coordenando com os líderes da comunidade. (DN)

ETCRN: UNMIT responsável pelo 11 Fevereiro: A East Timor Crisis Reflection Network (ETCRN) está a pedir à Missão Integrada da ONU em Timor-Leste (UNMIT) para assumir a responsabilidade pelos ataques contra PR Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão.

O Coordenador da ETCRN, José Caetano, disse que o povo de Timor-Leste está à espera duma explicação da UNMIT, da Força Internacional de Estabilização (ISF) e do Governo de Timor-Leste acerca os eventos de 11 Fevereiro dado que a segurança de Timor-Leste era da responsabilidade da Polícia da ONU (UNPol) e da ISF.

“Sabemos que os eventos de 11 de Fevereiro não são apenas culpa da UNMIT, mas a UNMIT tem a responsabilidade da segurança em Timor-Leste com base na Resolução 1704/2006,” disse o Sr. Caetano num comunicado de imprensa da ETCRN.

“Em relação específicamente aos crimes, concordo com o SRSG Atul Khare que os eventos de 11 de Fevereiro são da responsabilidade de Alfredo. Contudo, em relação com as questões da segurança, a UNMIT tem a responsabilidade final. A ONU tem de mostrar a sua maturidade na situação corrente e reflectir no seu mandato que é contribuir para e manter a segurança no país,” disse Chiquito da Costa Guterres, um dos membros do ETCRN. (DN)

PSD pede ‘Estado de Emergência’ em vez de ‘Estado de Sítio’: O Chefe do PSD no PN, Fernando Dias Gusmão está a pedir ao Governo para encurtar o ‘Estado de Sítio’ para um ‘Estado de Emergência’, argumentando que a realidade mostra que o ‘Estado de Sítio’ já não é necessário.

“O ‘Estado de Sítio’ foi implementado quando as instituições do Estado não estavam a funcionar.

Contudo, a realidade mostra que todas as instituições estão a funcionar bem, por isso, agora só precisamos de um ‘Estado de Emergência,” disse o Sr. Gusmão.

O Sr. Gusmão sugeriu também que antes de 20 de Março, o Governo e o Presidente inerino devem encurtar o ‘Estado de Sítio’, dado que 80% dos Timorenses são cristãos e estão prestes a começar as actividades religiosas na altura da Páscoa. (DN)

Não amnistia para terroristas: Os partidos PUN, PSD e KOTA protestaram contra a declaração do Presidente interino do PN, Vicente Guterres, que será dada uma amnistia a Salsinha e ao seu grupo quando se entregarem.

Mário Viegas Carrascalão do PSD disse que pessoas que tinham a intenção de matar líderes nacionais e destruir a soberania duma nação são consideradas terroristas, e terroristas não merecem obter uma amnistia.

“Eu não dou nenhuma amnistia a pessoas que querem destruir e dissolver a independência desta nação,” disse o Sr. Carrascalão.

Manuel Tilman do KOTA disse também: “Não podemos permitir dar uma amnistia a assassinos. Nenhuma nação democrática faria isso.” (DN)

Peticonários aumentam para 456: Até ontem à tarde, os números de peticionários aumentaram para 457 pessoas. De acordo com um comunicado de imprensa do Secretário de Estado da Segurança,o Governo está agora a preparar serviços de saúde, energia e água e sanidade para os peticionários juntos em Aitarak Laran. O comunicado de imprensa dizia ainda que muitos peticionários tinham pedido para serem escoltados para Dili pela UNPol por razões de segurança. (DN)

Carrascalão: Operação Conjunta deve prender perpetradores: O deputado do PSD, Mário Viegas Carrascalão, disse que a Operação Conjunta da F-FDTL/PNTL é suposto prender os perpetradores dos atqusde 11 de Fevereiro e não apenas ir atrás do Salsinha edo seu grupo.

“Sob que base é que a operação visa apenas prender Salsinha e o seu grupo?” perguntou o Sr. Carrascalão. “Para mim, é importante prender os directamente envolvidos nos ataques de 11 de Fevereiro. Não será uma operação verdadeira se for apenas conduzida para prender Salsinha e o seu grupo.” (STL)

11 dos homens de Alfredo presos: A Operação Conjunta F-FDTL/PNTL prendeu onze dos membros do grupo de Alfredo em Aituri Laran-Taibisse, Dili na Terça-feira (26/2).

O porta-voz da Operação Conjunta F-FDTL/PNTL, Inspector Mateus Fernandes, disse que oito desses onze eram os que tinham escapado com Alfredo da prisão de Becora em 2006. Durante a operação foi ainda apanhada uma Granada de mão. Os homens estão agora detidos no centro de detenção da PNTL do Distrito de Dili. (STL)

Embaixdos Japonês: “Violência nunca resolve problemas”: O embaixador do Japão em Timor-Leste, Kenzi Shimizu, apelou a uma abordagem não violenta para resolver os problemas de Timor-Leste.

O embaixador fez estes comentários durante um encontro com o Presidente da República interino, Fernando ‘Lasama’ de Araujo. “O meu propósito neste encontro é transmitir as simpatias do Governo e o povo do Japão ao PR Ramos-Horta e PM Xanana Gusmão,” disse o embaixador.

“O meu Governo condena fortemente os actos contra estes dois líderes. Acreditamos que a violência nunca resolve problemas e que apenas servem para matar os esforços feitos para construir estabilidade e desenvolvimento,” disse o embaixador Shimizu na Terça-feira (26/2) em Palácio das Cinzas Caicoli, Dili. (TP)

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.