quarta-feira, novembro 14, 2007

Prémio "Areia para os olhos"

“O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, que inicia quarta-feira uma visita oficial a Portugal, considerou "completamente sem fundamento" os receios de uma perda de influência portuguesa no país.”

Estranho… Não me diga que voltaram todos e nós não sabemos?! Alfândegas, Agricultura, Justiça, Universidades, PSP, e todos aqueles que já “dispensou”…

2 comentários:

Anónimo disse...

“O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, que inicia quarta-feira uma visita oficial a Portugal, considerou "completamente sem fundamento" os receios de uma perda de influência portuguesa no país.”

REALMENTE É VERDADE PORTUGAL NÃO ESTÁ A PERDER INFLUÊNCIA, ALGUNS GOVERNANTES TIMORENSES É QUE ESTÃO A REJEITÁ-LA, MELHOR DIZENDO "A ENTREGAR O OURO AO BANDIDO"´....
Senhor Presidente porque estão a tentar "refazer a justiça", que não funciona? Para mudar o quê?
que fizeram até para por a justiça a funcionar?
Que atitudes tomou qunato às declarações, da Senhor ministra da Justiça, quando afirmou "que os juízes que não se portarem bem, mando-os embora"?
Que mal fizeram os elementos da PSP para sairem de Timor? Não nos venham dizer que foi um despacho do MAI português, que não pode ser alterado.... ou será antes uma forma "subterrânea" de trocar as chefias da UNPOL para os novos DONOS de Timor ou seus serviçais?
Porque é que tem havido uma grande redução de cooperantes portugueses em Timor? Foi a Agricultura, foi a Alfândega, foi a solidariedade, enfim, um sem fim de cooperações que se esfumaram e os respectivos projectos ficaram a meio.....
O Governo timorense vai financiar professores (30 universitários), assim sendo porque não consta no plano de Governo e Orçamento?

Senhor Presidente foi a Portugal, e para que os receios não sejam completamente sem fundamento" quanto à influência portuguesa, mesmo apoio amigo e sem qualquer objectivo interesseiro (seja económico ou político) daqui fazemos um apelo:
DEIXE PORTUGAL MOSTRAR A SUA AMIZADE POR TIMOR ACEITANDO E/OU MESMO PROPONDO MAIS COOPERAÇÃO E INFLUÊNCIA, CORRIGINDO ASSIM OS ERROS QUE SE TÊM COMETIDO DE REDUZIR A cooperação (influência) portuguesa aqui em Timor. NÓS SABEMOS QUE SE Vexa QUISER CONSEGUE ..... BASTA PEDIR

h correia disse...

Subscrevo inteiramente o comentário anterior. Portugal não quer nem deixa de querer ter "influência" em Timor.

O que Portugal quer é oferecer o pouco que tem para apoiar Timor enquanto este país precisar. Mas quem decide as políticas e o grau de envolvimento da cooperação portuguesa não é Portugal, pois em Timor mandam os timorenses (isto é, os "líderes") e eles é que têm a palavra final.

E quando, por exemplo, a Ministra da Justiça começa a ameaçar que manda embora os juízes portugueses, é lógico que Portugal tenha a iniciativa de retirá-los para evitar um conflito com Timor-Leste (pelo menos com o seu Governo) ou ser apelidado de "neocolonialista", etc.

Portanto, se RH quer sinceramente a continuação do envolvimento de Portugal em Timor, deve exprimir essa vontade ao Governo português, e não ficar-se por meros floreados para portuga ler na imprensa.

Deve igualmente dizer a certos ministros para calarem a boca, pois de cada vez que a abrem sai asneira... da grossa.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.