terça-feira, novembro 13, 2007

Misrepresentation of East Timor Truth Commission Report

Press Release from the POST-CAVR TECHNICAL SECRETARIAT in Dili

by John M. Miller

Following UNMIT's release of its human rights report last week, some Australian journalists have mistakenly labelled the Timor-Leste truth commission report a UN report.

The report in question - Chega! The Final Report of the Commission for Reception, Truth and Reconciliation (or CAVR, to use its Portuguese acronym) - is not a UN report. Chega! is the work of an East Timorese institution and its seven Timorese Commissioners.

The misunderstanding is possibly due to the fact that CAVR was signed into law by the UNTAET transitional administration in 2001, but, like other initiatives at that time, this did not make it a UN institution. CAVR's origins derive from the Resistance umbrella organization CNRT whose Congress in 2000 debated and endorsed the idea. Its seven Commissioners and most of its staff were East Timorese and it employed a uniquely Timorese community reconciliation process to deal with crimes committed in 1999.

CAVR presented its report to then President Xanana Gusmao in October 2005 who in turn presented it to the Parliament of Timor-Leste the following month. After dissolving CAVR in December 2005, President Gusmao established the Post-CAVR Technical Secretariat to disseminate the Report. The Secretariat is engaged in distributing and workshopping the Report throughout Timor-Leste and has conducted seminars on the Report in Indonesia and Australia.

The National Parliament of Timor-Leste is expected to debate the Report in 2008.

The full Report and information on other publications and activities can be found on the CAVR website in 4 languages: http://www.cavr-timorleste.org/

You can contact the secretariat at Ex Balide Comarca, Rua de Balide, Dili, Timor-Leste Tel (+670) 331263Website: http://www.cavr-timorleste.org/.or via Pat Walsh, Senior Adviser. (+670) 726 8423 padiwalsh@gmail.com 12.11.2007

Tradução:

Apresentação inapropriada do Relatório da Comissão da Verdade de Timor-Leste


Comunicado de Imprensa do Secretariado Técnico da PÓS-CAVR em Dili

por John M. Miller

Após a saída do relatório dos direitos humanos da UNMIT na semana passada, alguns jornalistas Australianos rotularam por engano o relatório da comissão da verdade de Timor-Leste como relatório da ONU.

O relatório em questão - Chega! O Relatório Final da Comissão para Abertura, Verdade e Reconciliação (ou CAVR, para usar a sigla Portuguesa – não um relatório da ONU. Chega! É o trabalho duma instituição Timorense e dos seus sete Comissários Timorenses.

A apresentação inapropriada é possívelmente devido ao facto da CAVR ter sido nomeada pela UNTAET administração transitória em 2001, mas, como outras iniciativas desse tempo, esta não era uma instituição da ONU. As origens da CAVR derivam da organização chapéu da Resistência, o CNRT, cujo Congresso em 2000 debateu e endossou a ideia. Os seus sete Comissários e a maior parte dos seus empregados eram Timorenses e empregou unicamente uma comunidade Timorense para o processo de reconciliação para lidar com os crimes cometidos em 1999.

A CAVR apresentou o seu relatório ao então Presidente Xanana Gusmão em Outubro de 2005 que por sua vez o apresentou ao Parlamento de Timor-Leste no mês seguinte. Depois de dissolver a CAVR em Dezembro de 2005, o Presidente Gusmão criou o Secretariado Técnico Pós-CAVR para disseminar o Relatório. O Secretariado está engajado em distribuir e fazer workshops sobre o relatório através de Timor-Leste e conduziu seminários sobre o Relatório na Indonésia e Austrália.

É esperado que o Parlamento Nacional de Timor-Leste debata o Relatório em 2008.

O Relatório completo e informações sobre outras publicações e actividades podem ser encontradas no CAVR website em 4 línguas: www.cavr-timorleste.org

Pode contactar o secretariado na Ex Balide Comarca, Rua de Balide, Dili, Timor-Leste Tel (+670) 331263Website: www.cavr-timorleste.org.or via Pat Walsh, Conselheira Senior . (+670) 726 8423
padiwalsh@gmail.com
12.11.2007

3 comentários:

John disse...

Credit where credit is due. The above is a press release from the POST-CAVR TECHNICAL SECRETARIAT in Dili. Why NewsBlaze stripped this out is beyond me.

You can contact the secretariat at Ex Balide Comarca, Rua de Balide, Dili, Timor-Leste Tel (+670) 331263
Website: www.cavr-timorleste.org.

or via Pat Walsh, Senior Adviser. (+670) 726 8423 padiwalsh@gmail.com

Margarida disse...

Tradução:

Apresentação inapropriada do Relatório da Comissão da Verdade de Timor-Leste
Comunicado de Imprensa do Secretariado Técnico da PÓS-CAVR em Dili

por John M. Miller

Após a saída do relatório dos direitos humanos da UNMIT na semana passada, alguns jornalistas Australianos rotularam por engano o relatório da comissão da verdade de Timor-Leste como relatório da ONU.

O relatório em questão - Chega! O Relatório Final da Comissão para Abertura, Verdade e Reconciliação (ou CAVR, para usar a sigla Portuguesa – não um relatório da ONU. Chega! É o trabalho duma instituição Timorense e dos seus sete Comissários Timorenses.

A apresentação inapropriada é possívelmente devido ao facto da CAVR ter sido nomeada pela UNTAET administração transitória em 2001, mas, como outras iniciativas desse tempo, esta não era uma instituição da ONU. As origens da CAVR derivam da organização chapéu da Resistência, o CNRT, cujo Congresso em 2000 debateu e endossou a ideia. Os seus sete Comissários e a maior parte dos seus empregados eram Timorenses e empregou unicamente uma comunidade Timorense para o processo de reconciliação para lidar com os crimes cometidos em 1999.

A CAVR apresentou o seu relatório ao então Presidente Xanana Gusmão em Outubro de 2005 que por sua vez o apresentou ao Parlamento de Timor-Leste no mês seguinte. Depois de dissolver a CAVR em Dezembro de 2005, o Presidente Gusmão criou o Secretariado Técnico Pós-CAVR para disseminar o Relatório. O Secretariado está engajado em distribuir e fazer workshops sobre o relatório através de Timor-Leste e conduziu seminários sobre o Relatório na Indonésia e Austrália.

É esperado que o Parlamento Nacional de Timor-Leste debata o Relatório em 2008.

O Relatório completo e informações sobre outras publicações e actividades podem ser encontradas no CAVR website em 4 línguas: www.cavr-timorleste.org

Pode contactar o secretariado na Ex Balide Comarca, Rua de Balide, Dili, Timor-Leste Tel (+670) 331263Website: www.cavr-timorleste.org.or via Pat Walsh, Conselheira Senior . (+670) 726 8423 padiwalsh@gmail.com 12.11.2007

Anónimo disse...

Who is this Pat Walsh? is he another Australian trying to be someone in East Timor?

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.