terça-feira, maio 13, 2008

UNMIT Daily Media Review - 12 May 2008

UNMIT-MEDIA

(International news reports and extracts from national media. UNMIT does not vouch for the accuracy of these reports)

Horta: it’s not time for ISF to return home – Diario Nacional

Regarding the security situation in Timor-Leste, the International Security Forces (ISF) are still needed to provide security for the country.

“I myself see that we still need the presence of ISF to give us security support until our forces can guarantee the security situation of the country,” said President José Ramos-Horta on Friday (9/5) at a community dialogue held in Fatuhada, Dili.

According to PR Horta, the State has an obligation to guarantee the security of the people and continues to need the presence of the international forces and police in the country.

“As the President, I do say that I am only asking the international forces and police to return [home] when we know that our forces, F-FDTL and PNTL, are 100% well functioning, that dialogue is going well, and violence has ended,” said PR Horta.

Horta: Australia’s doors opened for TL – Diario Nacional

PR Ramos-Horta said that the Australian Government has recently opened the door for Timorese people to work in Australia as temporary workers.

“For three or four years while I was the Foreign Minister of this country, I had important consultations with an Australian Minister. I lobbied frequently with Australia to open its door for Timorese to work in Australia. The Howard Government rejected this, but the recent Government has accepted it,” said PR Horta on Friday (9/5) in Fatuhada, Dili.

PR Horta said the Government of Timor-Leste and Australia had to negotiate the criteria and conditions for the Timorese workers working in Australia in order to bring the arrangement to fruition.

According to PR Horta, unemployment is one of the biggest problems facing the country and one of the causes of poverty.

Senator Mullin meets Alkatiri – Diario Nacional

The Permanent Secretary of International Development, Senator Bob Mullin met former Prime Minister [Secretary-General of Fretilin] Mari Alkatiri to talk about the recent political situation and Fretilin's demands for an early election, which being is debated publicly.

“We talked about the actual political situation and the early election,” said Secretary-General Fretilin Mari Alkatiri.

Mr. Alkatiri explained that Senator Bob Mullin is an important member of the Australian Parliament, as he follows Australia's development cooperation with other countries, including Timor-Leste. He was delegated to come to Timor-Leste to see the real situation of the country,” said Mr. Alkatiri in Farol, Dili.

“They sent him to meet me as a former Prime Minister and also as the Secretary-General of Fretilin. I welcome him gladly. I also informed him about my visit to Australia to talk about relations between Fretilin and Australia, not Timor-Leste with Australia,” added Mr. Alkatiri.

Xanana: I'm ready to give statement about weapons allegation in 2006 – Diario Nacional

Based on Fretilin's accusation about weapons in the 2006 crisis, Prime Minister Xanana Gusmão said that he is ready to give his statement to the Public Ministry. As the President at that time, he is ready to give a statement as needed.

“Sure. I will go and am ready whenever the Public Ministry needs me to go,” said PM Xanana.

The case of weapons allegation is under investigation by the International Prosecutor.

Pardon to the prisoners: Government has no comment on the President’s decision – Diario Nacional

Minister of Justice Lucia Lobato said that the Government will not comment upon the decision of President Horta to pardon 80 prisoners on May 20 The prisoneres include the former Minister of Interior who allegedly distributed weapons to civilians in 2006 crisis.

“The Government will give complete information to the President, as he is the only one to decide. It is clear that the decision of the President may have certain ramifications. From the government side, we have no comment.

The public should have known that the decision of the President was not made by the government. I think it needs to think about creating rules and establishing criteria to follow, and then see about giving pardon to prisoners,” said Minister Lobato on TVTL last few days in Dili.

About the President’s controversial decision, Ms. Lobato said that everyone has to respect the Constitution and the Constitution gives the right to the President to pardon prisoners.

Minister: It is time for Timorese people to give a hand each other – Suara Timor Lorosa'e

The Minister of Solidarity Social Maria Domingas Alves “Micato” said that there is no need for people to retaliate against each other as it is now time to give a hand to each other and develop the nation.

The community dialogue that held in Fatuhada village (Dili) aimed at opening a free dialogue among the people to disclose what they have been thinking about and what they have been expecting, as the dialogue is an opportunity for both IDPs and community to talk each other frankly and openly.

“The dialogue in Fatuhada was slightly different then the previous one, as it was postponed because the situation did not permit us to carry out the dialogue in this community. But today the environment has changed. Therefore our presence here is a positive step so that we can clarify what we need to fix and improve,” said Minister of Solidarity Social Maria Domingas Alves “Micato" during a dialogue meeting with the community on Friday (09/5) at Fatuhada village in Dili.

She added that everyone, together, needs to find a solution to better their lives as most of the IDPs are trying to reintegrate themselves into the community. Therefore, the people in the community should accept one another and live peacefully together to carry out government’s program for the development of our villages and nation.

Separately, Father Agostinho Sampaio da Costa who acted as a moderator during the dialogue said that people should love each other although sometimes they didn't live up to this ideal. The people in this Fatuhada village should welcome each other and give a helping hand to each other in order to develop the nation.

Fretilin MP: some of the former IDPs present their demands at the National Parliament – Suara Timor Lorosa'e

Fretilin MP Domingos Sarmento said that some of the former IDPs from Fatumeta camp came to the National Parliament to demand what has been promised to them by the AMP government.

The presence of the former IDPs at the National Parliament concerned promises made by the Government but not yet fulfilled. The Government had promised each will receive amount of US$200.00 and 16 kg of rice. So far, the Government has not kept its promise.

“They were IDPs, but at that moment they did not receive money but the others did. So, government had promised them that they will be given money because they were livining in tents, said MP Fretilin Domingos Sarmento on (8/05) at National Parliament.

The MP added that government should not discriminate among IDPs. All IDPs have to be treated equally. So MP Fretilin said that he is going raise this issue in his 'Committee A' to discuss this policy.

Minister of Agriculture says there is a need to free people from poverty – Suara Timor Lorosa'e

The Minister of Agriculture and Fisheries Mariano Sabino Asanami said that government led by the Prime Minister Xanana Gusmão has a strong commitment to free its people from poverty.

He asked all those working in agricultural sector to join with the Prime Minister Xanana Gusmão, to continue to gradually to develop the country in order to strengthen freedom and democracy. He called on all of the farmers to work diligently.

“The freedom does not only mean to have a flag or a nation. Freedom also means to change ourselves, to free ourselves from our oppressors, to free ourselves from laziness to become diligent, to free ourselves from the mentality of handouts. Let our ten fingers develop our fertilized soils in order to promote our national production,” said Minister of Agriculture and Fisheries Mariano Sabino Asanami during his official visit to Maliana on Saturday (10/5).

He added that Timorese people should not let the earth remain uncultivated. Plantation lands should be cultivated in order to increase output, as some investors intend to invest in East Timor, in order to improve its agricultural sector.

People in Ermera district hand over weapons to the Joint Operation Command – Suara Timor Lorosa'e

People in Riheu Village, Antigo Sub district in Ermera, voluntarily handed over illegal weaponries to the Joint Operation Command on Wednesday (7/5).

The illegal weapons including 84 darts 'Ambon Arrow' or Rama Ambon, one rakitan (traditional weapon), 10 iron sticks, and one Motorola HT radio. The weapons were handed over directly to the F-FDTL Lieutenant Armindo Soares.

Lieutenant Soares said that if all the illegal weapons were handed over to the Join Operation Command, the people will be free, unified, and stabile to carry out their activities.

Riheu Village Chief, Ildefonso das Neves Soares told his people to hand over their illegal weapons as soon as possible to the Joint Operation Command, before the approaching deadline on 10 May.

Xanana: Fretilin pushing Xavier to break the AMP – Timor Post

PM Xanana Gusmão said that the Government of the Alliance of Majority in Parliament (AMP) does not accept the accord signed between Fretilin and ASDT last week as it is believes that Fretilin wanted to push President of ASDT Francisco Xavier do Amaral to break up the AMP.

In saving the AMP coalition, PM Xanana said that AMP will call ASDT Mr. Xavier do Amaral on Tuesday (13/5) to talk about how to strengthen political stability within the AMP block.

“We may be accepting the '1 May Accord,' but we will not accept the '7 May Accord.' We feel that Fretilin wants to push Uncle Xavier to break AMP.

We will call the ASDT President on Tuesday to try to find solutions for the political stability of the AMP,” said PM Xanana after meeting with the representatives from ASDT, PD and CNRT on Friday (9/5).

Separately, Xanana said that AMP was not concerned about the platform of ASDT-Fretilin because most of the ASDT members in the National Parliament will continue support the AMP.

In the '7 May Accord,' ASDT-Fretilin said it wanted to establish a grand inclusive government led by Fretilin, as party that received the most votes in the 2007 elections.

UNMIT MEDIA MONITORING
http://www.unmit.org/

Tradução:

UNMIT Revista Diária dos Media - 12 Maio 2008

UNMIT-MEDIA

(Relatos de notícias internacionais e extractos dos media nacionais. A UNMIT não garante a correcção destes relatos)

Horta: não é tempo da ISF voltar a casa – Diario Nacional

Em relação à situação da segurança em Timor-Leste, as Forças Internacionais de Segurança (ISF) são ainda necessárias para prestar segurança ao país.

“Eu próprio vejo que ainda precisamos da presença da ISF para dar apoio à segurança até as nossas forças poderem garantir a situação da segurança no país,” disse o Presidente José Ramos-Horta na Sexta-feira (9/5) num diálogo comunitário realizado em Fatuhada, Dili.

De acordo com o PR Horta, o Estado tem a obrigação de garantir a segurança do povo e continua a precisar da presença das forças internacionais no país.

“Como Presidente, digo que apenas vou pedir às forças internacionais e à polícia para regressarem [a casa] quando soubermos que as nossas forças, F-FDTL e PNTL, estiverem a funcionar bem a 100%, que o diálogo vai bem e que a violência acabou,” disse o PR Horta.

Horta: portas da Austrália abertas para TL – Diario Nacional

O PR Ramos-Horta disse que o Governo Australiano abriu recentemente a porta aos Timorenses para trabalharem na Austrália como trabalhadores temporários.

“Durante três ou quatro anos fui o Ministro dos Estrangeiros deste país, tive consultas importantes com um Ministro Australiano. fiz pressão frequentemente com a Austrália para abrir a sua porta aos Timorenses para trabalharem na Austrália. O Governo Howard rejeitou isso, mas o recente Governo aceitou isso,” disse o PR Horta na Sexta-feira (9/5) em Fatuhada, Dili.

O PR Horta disse que o Governo de Timor-Leste e a Austrália tinham de negociar os critérios e as condições para trabalhadores Timorenses trabalharem na Austrália de modo a concretizar o arranjo.

De acordo com o PR Horta, o desemprego é um dos maiores problemas que o país enfrenta e que causa a pobreza.

Senador Mullin encontra-se com Alkatiri – Diario Nacional

O Secretário Permanente do Desenvolvimento Internacional, Senador Bob Mullin encontrou-se com o antigo Primeiro-Ministro [Secretário-Geral da Fretilin] Mari Alkatiri para falar acerca da situação política recente e do pedido da Fretilin para eleições antecipadas, que está a ser debatido publicamente.

“Falámos sobre a situação política actual e as eleições antecipadas,” disse o Secretário-Geral da Fretilin Mari Alkatiri.

O Sr. Alkatiri explicou que o Senador Bob Mullin é um importante membro do Parlamento Australiano, dado que segue a cooperação para o desenvolvimento da Austrália com outros países, incluindo Timor-Leste. Ele foi mandatado para vir a Timor-Leste para ver a situação real do país,” disse o Sr. Alkatiri no Farol, Dili.

“Eles enviaram-no para se encontrar comigo, como antigo Primeiro-Ministro e também o Secretário-Geral da Fretilin. dei-lhe as boas vindas com satisfação. Também o informei sobre a minha visita à Austrália para falar sobre as relações entre a Fretilin e a Austrália, não Timor-Leste com a Austrália,” acrescentou o Sr. Alkatiri.

Xanana: estou pronto a prestar declarações sobre alegações de armas em 2006 – Diario Nacional

Com base na acusação da Fretilin acerca das armas na crise de 2006, o Primeiro-Ministro Xanana Gusmão disse que está pronto para prestar declarações ao Ministério Público. Como Presidente nessa altura ele está pronto para prestar as declarações necessárias.

“Com certeza. Irei e estou pronto se o Ministério Público precisar que vá,” disse o PM Xanana.

O caso das alegações de armas está sob investigação do Procurador Internacional.

Perdão a presos: o Governo não tem comentários sobre a decisão do Presidente – Diario Nacional

A Ministra da Justiça Lúcia Lobato disse que o Governo não comentará a decisão do Presidente Horta de perdoar a 80 presos em 20 de Maio. Os presos incluem o antigo Ministro do Interior que alegadamente distribuiu armas a civis na crise de 2006.

“O Governo dará informação completa ao Presidente, dado que ele é o única a decidir. É claro que a decisão do Presidente pode ter certas ramificações. Da parte do governo, não temos comentários.

A população deve saber que a decisão do Presidente não foi feita pelo governo. Penso que é preciso pensar sobre a criação de regras e o estabelecimento de critérios a seguir, e ver-se depois sobre dar perdões a presos,” disse a Ministra Lobato na TVTL nos últimos dias em Dili.

Sobre a decisão controversa do Presidente, a Srª. Lobato disse que todos têm de respeitar a Constituição e que a Constituição dá o direito ao Presidente para perdoar presos.

Ministta: é tempo dos Timorenses darem a mão uns aos outros – Suara Timor Lorosa'e

A Ministra da Solidariedade Social Maria Domingas Alves “Micato” disse que não há necessidade das pessoas retaliarem umas contra as outras dado que agora é altura de dar as mãos uns aos outros e desenvolver a nação.

O diálogo comunitário realizado na aldeia Fatuhada (Dili) tinhas o objectivo de abrir um diálogo aberto entre as pessoas para soltar o que têm pensado e o que esperam, dado que o diálogo é uma oportunidade para ambos deslocados e comunidade para falarem uns com os outros franca e abertamente.

“O diálogo em Fatuhada foi ligeiramente diferente do anterior, dado que foi adiado porque a situação não permitia desenvolver o diálogo nesta comunidade. Mas hoje o ambiente mudou. Por isso a nossa presença aqui é um passo positivo para podermos clarificar o que precisamos para resolver e melhorar,” disse a Ministra da Solidariedade Social Maria Domingas Alves “Micato" durante um encontro de diálogo com a comunidade na Sexta-feira (09/5) na aldeia Fatuhada em Dili.

Ela acrescentou que todos juntos, precisam de encontrar uma solução para melhorar as suas vidas dado que a maioria dos deslocados estão eles próprios a tentarem reintegrar-se na comunidade. Por isso, o povo na comunidade deve aceitar-se uns aos outros e viverem pacificamente juntos para realizar o programa do governo para o desenvolvimento das nossas aldeias e nação.

Em separado, o padre Agostinho Sampaio da Costa que actuou como moderador durante o diálogo disse que o povo deve amar-se apesar de algumas vezes não viver este ideal. O povo nesta aldeia Fatuhada deve dar as boas vindas uns aos outros e ajudar-se de modo a desenvolver a nação.

Deputado da Fretilin: alguns dos antigos deslocados apresentaram as suas queixas ao Parlamento Nacional – Suara Timor Lorosa'e

O deputado da Fretilin Domingos Sarmento disse que alguns dos antigos deslocados do campo de Fatumeta vieram ao Parlamento Nacional pedir o que lhes foi prometido pelo governo AMP.

A presença dos antigos deslocados no Parlamento Nacional diz respeito a promessas que lhes foram feitas pelo Governo mas não cumpridas. O Governo tinha prometido que cada um receberia uma quantia de US$200.00 e 16 kg de arroz. Até agora o Governo não cumpriu a promessa.

“Eles eram deslocados, mas nesta altura não receberam nenhum dinheiro mas os outros receberam. Então, o governo tinha-lhes prometido que iam receber o dinheiro porque estavam a viver em tendas, disse o deputado da Fretilin Domingos Sarmento em (8/05) no Parlamento Nacional.

O deputado acrescentou que o governo não devia fazer discriminações entre os deslocados. Todos os deslocados têm que ser tratados com igualdade. Por isso o deputado da Fretilin disse que vai levantae esta questão no 'Commité A' para discutir esta política.

Ministro da Agricultura diz que há uma necessidade de libertar o povo da pobreza – Suara Timor Lorosa'e

O Ministro da Agricultura e Pescas Mariano Sabino Asanami disse que o governo liderado pelo Primeiro-Ministro Xanana Gusmão tem um forte compromisso para libertar o povo da pobreza.

Ele pediu a todos os que trabalham no sector agrícola para se juntarem ao Primeiro-Ministro Xanana Gusmão, para continuar a desenvolver gradualmente o país de modo a reforçar a liberdade e a democracia. Pediu a todos os agricultores para trabalharem diligentemente.

“A liberdade não significa apenas que temos uma bandeira ou uma nação. A liberdade significa também mudarmos nós próprios, libertarmos nós próprios dos nossos opressores, libertarmos nós próprios da preguiça e sermos diligentes, libertarmos nós próprios da mentalidade de ofertas. Deixemos os nossos dez dedos desenvolver o nosso solo fértil de modo a promover a nossa produção nacional,” disse o Ministro da Agricultura e Pescas Mariano Sabino Asanami durante a sua visita oficial a Maliana no Sábado (10/5).

Acrescentou que os Timorenses não devem deixar a terra por cultivar. As terras de plantações devem ser cultivadas de modo a aumentar a produção, dado que alguns investidores têm a intenção de investir em Timor-Leste, de modo a melhorar o seu sector agrícola.

Pessoas no distrito de Ermera entregaram armas ao Comando da Operação Conjunta – Suara Timor Lorosa'e

Pessoas na aldeia Riheu, Antigo Sub distrito em Ermera, entregaram voluntariamente armas ilegais ao Comando da Operação Conjunta na Quarta-feira (7/5).

As armas ilegais incluiam 84 setas 'Ambon Arrow' ou Rama Ambon, um rakitan (arma tradicional ), 10 barras de ferro, e uma rádio Motorola HT. As armas foram entregues directamente ao Tenente Armindo Soares das F-FDTL.

O Tenente Soares disse que se todas as armas ilegais forem entregues ao Comando da Operação Conjunta, as pessoas estarão livres, unidas e estáveis para desenvolverem as suas actividades.

O Chefe da aldeia Riheu, Ildefonso das Neves Soares disse ao povo para entregar as armas ilegais logo que possível ao Comando da Operação Conjunto, antes da data limite que se aproxima de 10 de Maio.

Xanana: Fretilin empurra Xavier para romper com a AMP – Timor Post

O PM Xanana Gusmão disse que o Governo da Aliança da Maioria no Parlamento (AMP) não aceita o acordo assinado entre a Fretilin e a ASDT na semana passada porque pensa que a Fretilin queria empurrar o Presidente da ASDT Francisco Xavier do Amaral para romper com a AMP.

Para salvar a coligação da AMP, o PM Xanana disse que a AMP chamará o Sr. Xavier do Amaral da ASDT na Terça-feira (13/5) para falar sobre como reforçar a estabilidade política no interior do bloco da AMP.

“Podemos aceitar o 'Acordo de 1 de Maio', mas não aceitaremos o 'Acordo de 7 de Maio'. Sentimos que a Fretilin quer empurrar o Tio Xavier para romper a AMP.

Chamaremos o Presidente da ASDT na Terça-feira para tentar encontrar soluções para a estabilidade política da AMP,” disse o PM Xanana depois de se encontrar com representantes da ASDT, PD e CNRT na Sexta-feira (9/5).

Em separado, Xanana disse que a AMP não estava preocupada com a plataforma da ASDT-Fretilin porque a maioria dos membros da ASDT no Parlamento Nacional continuarão a apoiar a AMP.

No 'Acordo de 7 de Maio', ASDT-Fretilin disseram que querem estabelecer um grande governo inclusivo liderado pela Fretilin, dado que foi o partido que recebeu a maioria dos votos nas eleições de 2007.

UNMIT MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA
www.unmit.org

3 comentários:

h correia disse...

"Xanana Gusmão [...] does not accept the accord signed between Fretilin and ASDT"

Xanana deve julgar que é o Big Brother. Depois da intromissão na vida interna da Fretilin quando quis impedir neste partido a votação de braço no ar, agora pretende interferir em acordos que não lhe dizem respeito.

Não há nada importante para fazer no Governo?

Anónimo disse...

Alo Dili

"Horta: it’s not time for ISF to return home – Diario Nacional "

Estes forcas que te ajudaram,o Xanana e o Lasama da golpada contra a Fretilin de estarem hoje no poder. O povo timorense vai pagar muito caro com a presenca destas forcas em Timor Leste como os americanos estao a fazer em Coreia do Sul, Japao passarao ser tropas de ocupacao.Estao la por interesses economicos do controle do mar de Timor.Se fossemos pobre nao estaria la deixavam nos morrer como fizeram os aborigenes da Australia. Leem o artigo do John Pilger"O Império secreto e sujo da Austrália" Horta e o Xanana nao acreditam e nao confiam nas nossas forcas aqueles que lutaram para a nossa libertacao porque as forcas estrangeiras sao os que protegeram durante esta fase da crise do assalto ao poder. Estas forcas sao forcas de destabilizacao nao servem para Timor Leste estiveram a brincar com o grupo Alfredo para que a situacao pervalece se nao fosse a operacao conjunta continuariamos nesta situacao.
OUT EAST TIMOR ISF

Adeus

de Aikurus

Margarida disse...

Tradução:

UNMIT Revista Diária dos Media - 12 Maio 2008
UNMIT-MEDIA

(Relatos de notícias internacionais e extractos dos media nacionais. A UNMIT não garante a correcção destes relatos)

Horta: não é tempo da ISF voltar a casa – Diario Nacional

Em relação à situação da segurança em Timor-Leste, as Forças Internacionais de Segurança (ISF) são ainda necessárias para prestar segurança ao país.

“Eu próprio vejo que ainda precisamos da presença da ISF para dar apoio à segurança até as nossas forças poderem garantir a situação da segurança no país,” disse o Presidente José Ramos-Horta na Sexta-feira (9/5) num diálogo comunitário realizado em Fatuhada, Dili.

De acordo com o PR Horta, o Estado tem a obrigação de garantir a segurança do povo e continua a precisar da presença das forças internacionais no país.

“Como Presidente, digo que apenas vou pedir às forças internacionais e à polícia para regressarem [a casa] quando soubermos que as nossas forças, F-FDTL e PNTL, estiverem a funcionar bem a 100%, que o diálogo vai bem e que a violência acabou,” disse o PR Horta.

Horta: portas da Austrália abertas para TL – Diario Nacional

O PR Ramos-Horta disse que o Governo Australiano abriu recentemente a porta aos Timorenses para trabalharem na Austrália como trabalhadores temporários.

“Durante três ou quatro anos fui o Ministro dos Estrangeiros deste país, tive consultas importantes com um Ministro Australiano. fiz pressão frequentemente com a Austrália para abrir a sua porta aos Timorenses para trabalharem na Austrália. O Governo Howard rejeitou isso, mas o recente Governo aceitou isso,” disse o PR Horta na Sexta-feira (9/5) em Fatuhada, Dili.

O PR Horta disse que o Governo de Timor-Leste e a Austrália tinham de negociar os critérios e as condições para trabalhadores Timorenses trabalharem na Austrália de modo a concretizar o arranjo.

De acordo com o PR Horta, o desemprego é um dos maiores problemas que o país enfrenta e que causa a pobreza.

Senador Mullin encontra-se com Alkatiri – Diario Nacional

O Secretário Permanente do Desenvolvimento Internacional, Senador Bob Mullin encontrou-se com o antigo Primeiro-Ministro [Secretário-Geral da Fretilin] Mari Alkatiri para falar acerca da situação política recente e do pedido da Fretilin para eleições antecipadas, que está a ser debatido publicamente.

“Falámos sobre a situação política actual e as eleições antecipadas,” disse o Secretário-Geral da Fretilin Mari Alkatiri.

O Sr. Alkatiri explicou que o Senador Bob Mullin é um importante membro do Parlamento Australiano, dado que segue a cooperação para o desenvolvimento da Austrália com outros países, incluindo Timor-Leste. Ele foi mandatado para vir a Timor-Leste para ver a situação real do país,” disse o Sr. Alkatiri no Farol, Dili.

“Eles enviaram-no para se encontrar comigo, como antigo Primeiro-Ministro e também o Secretário-Geral da Fretilin. dei-lhe as boas vindas com satisfação. Também o informei sobre a minha visita à Austrália para falar sobre as relações entre a Fretilin e a Austrália, não Timor-Leste com a Austrália,” acrescentou o Sr. Alkatiri.

Xanana: estou pronto a prestar declarações sobre alegações de armas em 2006 – Diario Nacional

Com base na acusação da Fretilin acerca das armas na crise de 2006, o Primeiro-Ministro Xanana Gusmão disse que está pronto para prestar declarações ao Ministério Público. Como Presidente nessa altura ele está pronto para prestar as declarações necessárias.

“Com certeza. Irei e estou pronto se o Ministério Público precisar que vá,” disse o PM Xanana.

O caso das alegações de armas está sob investigação do Procurador Internacional.

Perdão a presos: o Governo não tem comentários sobre a decisão do Presidente – Diario Nacional

A Ministra da Justiça Lúcia Lobato disse que o Governo não comentará a decisão do Presidente Horta de perdoar a 80 presos em 20 de Maio. Os presos incluem o antigo Ministro do Interior que alegadamente distribuiu armas a civis na crise de 2006.

“O Governo dará informação completa ao Presidente, dado que ele é o única a decidir. É claro que a decisão do Presidente pode ter certas ramificações. Da parte do governo, não temos comentários.

A população deve saber que a decisão do Presidente não foi feita pelo governo. Penso que é preciso pensar sobre a criação de regras e o estabelecimento de critérios a seguir, e ver-se depois sobre dar perdões a presos,” disse a Ministra Lobato na TVTL nos últimos dias em Dili.

Sobre a decisão controversa do Presidente, a Srª. Lobato disse que todos têm de respeitar a Constituição e que a Constituição dá o direito ao Presidente para perdoar presos.

Ministta: é tempo dos Timorenses darem a mão uns aos outros – Suara Timor Lorosa'e

A Ministra da Solidariedade Social Maria Domingas Alves “Micato” disse que não há necessidade das pessoas retaliarem umas contra as outras dado que agora é altura de dar as mãos uns aos outros e desenvolver a nação.

O diálogo comunitário realizado na aldeia Fatuhada (Dili) tinhas o objectivo de abrir um diálogo aberto entre as pessoas para soltar o que têm pensado e o que esperam, dado que o diálogo é uma oportunidade para ambos deslocados e comunidade para falarem uns com os outros franca e abertamente.

“O diálogo em Fatuhada foi ligeiramente diferente do anterior, dado que foi adiado porque a situação não permitia desenvolver o diálogo nesta comunidade. Mas hoje o ambiente mudou. Por isso a nossa presença aqui é um passo positivo para podermos clarificar o que precisamos para resolver e melhorar,” disse a Ministra da Solidariedade Social Maria Domingas Alves “Micato" durante um encontro de diálogo com a comunidade na Sexta-feira (09/5) na aldeia Fatuhada em Dili.

Ela acrescentou que todos juntos, precisam de encontrar uma solução para melhorar as suas vidas dado que a maioria dos deslocados estão eles próprios a tentarem reintegrar-se na comunidade. Por isso, o povo na comunidade deve aceitar-se uns aos outros e viverem pacificamente juntos para realizar o programa do governo para o desenvolvimento das nossas aldeias e nação.

Em separado, o padre Agostinho Sampaio da Costa que actuou como moderador durante o diálogo disse que o povo deve amar-se apesar de algumas vezes não viver este ideal. O povo nesta aldeia Fatuhada deve dar as boas vindas uns aos outros e ajudar-se de modo a desenvolver a nação.

Deputado da Fretilin: alguns dos antigos deslocados apresentaram as suas queixas ao Parlamento Nacional – Suara Timor Lorosa'e

O deputado da Fretilin Domingos Sarmento disse que alguns dos antigos deslocados do campo de Fatumeta vieram ao Parlamento Nacional pedir o que lhes foi prometido pelo governo AMP.

A presença dos antigos deslocados no Parlamento Nacional diz respeito a promessas que lhes foram feitas pelo Governo mas não cumpridas. O Governo tinha prometido que cada um receberia uma quantia de US$200.00 e 16 kg de arroz. Até agora o Governo não cumpriu a promessa.

“Eles eram deslocados, mas nesta altura não receberam nenhum dinheiro mas os outros receberam. Então, o governo tinha-lhes prometido que iam receber o dinheiro porque estavam a viver em tendas, disse o deputado da Fretilin Domingos Sarmento em (8/05) no Parlamento Nacional.

O deputado acrescentou que o governo não devia fazer discriminações entre os deslocados. Todos os deslocados têm que ser tratados com igualdade. Por isso o deputado da Fretilin disse que vai levantae esta questão no 'Commité A' para discutir esta política.

Ministro da Agricultura diz que há uma necessidade de libertar o povo da pobreza – Suara Timor Lorosa'e

O Ministro da Agricultura e Pescas Mariano Sabino Asanami disse que o governo liderado pelo Primeiro-Ministro Xanana Gusmão tem um forte compromisso para libertar o povo da pobreza.

Ele pediu a todos os que trabalham no sector agrícola para se juntarem ao Primeiro-Ministro Xanana Gusmão, para continuar a desenvolver gradualmente o país de modo a reforçar a liberdade e a democracia. Pediu a todos os agricultores para trabalharem diligentemente.

“A liberdade não significa apenas que temos uma bandeira ou uma nação. A liberdade significa também mudarmos nós próprios, libertarmos nós próprios dos nossos opressores, libertarmos nós próprios da preguiça e sermos diligentes, libertarmos nós próprios da mentalidade de ofertas. Deixemos os nossos dez dedos desenvolver o nosso solo fértil de modo a promover a nossa produção nacional,” disse o Ministro da Agricultura e Pescas Mariano Sabino Asanami durante a sua visita oficial a Maliana no Sábado (10/5).

Acrescentou que os Timorenses não devem deixar a terra por cultivar. As terras de plantações devem ser cultivadas de modo a aumentar a produção, dado que alguns investidores têm a intenção de investir em Timor-Leste, de modo a melhorar o seu sector agrícola.

Pessoas no distrito de Ermera entregaram armas ao Comando da Operação Conjunta – Suara Timor Lorosa'e

Pessoas na aldeia Riheu, Antigo Sub distrito em Ermera, entregaram voluntariamente armas ilegais ao Comando da Operação Conjunta na Quarta-feira (7/5).

As armas ilegais incluiam 84 setas 'Ambon Arrow' ou Rama Ambon, um rakitan (arma tradicional ), 10 barras de ferro, e uma rádio Motorola HT. As armas foram entregues directamente ao Tenente Armindo Soares das F-FDTL.

O Tenente Soares disse que se todas as armas ilegais forem entregues ao Comando da Operação Conjunta, as pessoas estarão livres, unidas e estáveis para desenvolverem as suas actividades.

O Chefe da aldeia Riheu, Ildefonso das Neves Soares disse ao povo para entregar as armas ilegais logo que possível ao Comando da Operação Conjunto, antes da data limite que se aproxima de 10 de Maio.

Xanana: Fretilin empurra Xavier para romper com a AMP – Timor Post

O PM Xanana Gusmão disse que o Governo da Aliança da Maioria no Parlamento (AMP) não aceita o acordo assinado entre a Fretilin e a ASDT na semana passada porque pensa que a Fretilin queria empurrar o Presidente da ASDT Francisco Xavier do Amaral para romper com a AMP.

Para salvar a coligação da AMP, o PM Xanana disse que a AMP chamará o Sr. Xavier do Amaral da ASDT na Terça-feira (13/5) para falar sobre como reforçar a estabilidade política no interior do bloco da AMP.

“Podemos aceitar o 'Acordo de 1 de Maio', mas não aceitaremos o 'Acordo de 7 de Maio'. Sentimos que a Fretilin quer empurrar o Tio Xavier para romper a AMP.

Chamaremos o Presidente da ASDT na Terça-feira para tentar encontrar soluções para a estabilidade política da AMP,” disse o PM Xanana depois de se encontrar com representantes da ASDT, PD e CNRT na Sexta-feira (9/5).

Em separado, Xanana disse que a AMP não estava preocupada com a plataforma da ASDT-Fretilin porque a maioria dos membros da ASDT no Parlamento Nacional continuarão a apoiar a AMP.

No 'Acordo de 7 de Maio', ASDT-Fretilin disseram que querem estabelecer um grande governo inclusivo liderado pela Fretilin, dado que foi o partido que recebeu a maioria dos votos nas eleições de 2007.

UNMIT MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA
www.unmit.org

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.