segunda-feira, março 24, 2008

UNMIT – MEDIA MONITORING - Monday, 24 March 2008

"UNMIT assumes no responsibility for the accuracy of the articles or for the accuracy of their translations. The selection of the articles and their content do not indicate support or endorsement by UNMIT express or implied whatsoever. UNMIT shall not be responsible for any consequence resulting from the publication of, or from the reliance on, such articles and translations."

National Media Report

TVTL News Coverage
No TVTL news coverage.

RTL News Coverage

Lasama announces extension of ‘State of Siege’ and ‘State of Emergency’: Acting President Fernando Lasama de Araújo has officially declared that a State of Siege is to be extended to the Districts of Aileu, Ainaro, Manufahi, Covalima, Bobonaro, Liquica and Ermera. PR Lasama said that the decision was taken upon the request of the Government and with the authorization of the National Parliament.

President Lasama said that after consulting with the Defence and Security Council, the decision was taken to extend the State of Siege to the districts for 30 days. “During the State of Siege, the right of people to gather and hold meetings is temporarily suspended,” said PR Lasama.

PR Lasama has also decided to implement State of Emergency in the districts of Baucau, Dili, Lospalos, Viqueque, Manatuto for a period of 30 days. Oecusse and the Dili sub-district of Atauro will have neither a State of Siege nor State of Emergency as they are not considered security risks. The State of Siege and State of Emergency will be implemented from March 23 to April 22, 2008.

The Democratic Party MP, Adriano de Nascimento, has accepted the implementation of the State of Siege and Emergency in support of the F-FDTL/PNTL Joint Operation. However, Fretilin member of NP, Francisco Brancos said that the State of Siege has taken too long and is exposing the weaknesses of the State. He even suggested that this may put the nation on the path to dictatorship. However, Fretilin is continuing to support the Joint Operation.

On this, ASDT has asked the Government to give extra attention to the actions of the Joint Operation as they fear some members may take advantage of their position to settle personal grievances.

Rebels surrender with their weapons in Maubisse: Four rebels have surrendered themselves and their weapons to the Chief of the State [PM Gusmao] along with their weapons on Saturday (22/3) in Maubisse, Ainaro District. Prime Minister Xanana Gusmão said that this action by the rebels is very positive and will go a long way to resolving the problems faced in the country. One of the rebels, Paulo Neno, said that he feels that he has contributed to the justice process by surrendering.

PM: Joint Operation slow to get results in attempt to avoid death and trauma: In answer to the criticisms levelled at PM Gusmao by MPs that the Joint Operation has not produced any results, the PM has responded that the Joint Operation has been slow to obtain results as they have attempted to avoid unnecessary deaths or cause trauma to the public. However, the PM confirmed that the F-FDTL/PNTL Joint Operation would be in full military force after Easter to capture outstanding rebels.

Related to accusations that Joint Operation members have conducted themselves irresponsibly, the Prime Minister said that people should report such actions to the authorities in order for them to be investigated.

Print Coverage

Lasama: Attempts against State greatest crime: In a dialogue with the population of Lete-Foho, Ermera, Acting President Fernando Lasama de Araujo said that the attempts against the State made by the rebel groups of Alfredo Reinado and Gastão Salsinha can be considered as the greatest crime and should be resolved through the court system. President Lasama has appealed to the public to help convince Salsinha and other rebels to surrender.

Related to the rumours that Alfredo’s death was the result of a foreign-led conspiracy, PR Lasama said that the only people responsible were Timorese. “Never falsify and blame others. All the mistakes are ours and it’s time to solve these problems,” said PR. Lasama. (TP)

Ed: Four rebels surrender: The positive impacts of PR Ramos-Horta’s appeal on Wednesday (19/3) to Salsinha and his group were felt on Saturday (22/3) with the surrender of four rebels and their weapons to the state through the Prosecutor General, Longuinhos Monteiro. The surrenders were a good step towards resolving the issue and it a step that Salsinha should also take. Salsinha once said that he will only surrender once PR Horta returns to Timor-Leste- this is Salsinha’s right, but as PR Horta may still need to be in Darwin for a long time, Salsinha may need to rethink his decision. We cannot know his mind. The whole matter rests on Salsinha. As the PM once said, it is Salsinha’s decision whether to surrender, or die. (TP)

Lasama asks public to convince Salsinha to surrender: The Acting PR, Fernando de Araujo ‘Lasama,’ has asked the people of Lete-Foho to convince Salsinha to surrender, if they know where he is currently hiding. (DN)

TMR to pay close attention to soldiers who torture people: The Apprehension Operation’s General-Commander, Brigadier-General Taur Matan Ruak, has asked the public to report any cases of violations or torture from soldiers under the Joint Command. “Any of the victims who receive such treatment from the soldiers should report their case to the police so that the cases can be investigated and not just publicized thorough the Media,” said TMR on Wednesday (19/3) at Palacio da Cinzas, Dili. (DN and STL)

Lieutenant Colonel Filomeno Paixao says Apprehension Operation will not kill Salsinha: Lieutenant Colonel Filomeno Paixão has said that the Apprehension Operation currently operating in Lete-Foho, Ermera, is not out to kill Salsinha and his men, but to convince them to surrender. “The Apprehension Operation forces consider Salsinha and his men as brothers and not enemies, because they also contributed to the independence of this nation. Therefore we are here to call Salsinha and his men to surrender and submit themselves to justice,” he said. (DN)

Four of Salsinha’s men surrender: Four of Gastao Salsinha’s men have surrendered themselves along with one machine gun and two AK33 rifles. The men were received by the Prosecutor-General, Longuinhos Monteiro in Maubesse sub district on Saturday (16/3). The men were also presented to the Prime Minister, Xanana Gusmao, and Brigadier-General Taur Matan Ruak at the Government Palace. (DN)

Government and Timor Energy work together to build houses for IDPs: The Secretary of State for Solidarity and Natural Disasters, Rigoberto Gomes, said that the Government is currently working together with Timor Energy to provide 416 transitional houses for IDPs currently living at the compound of the National Hospital. “These houses are now ready for the IDPs. This is a temporary solution until their problems can be resolved," he said. (DN)

‘Lasama’ visits Lete-foho sub-district, Ermera: The Acting PR, Fernando de Araujo ‘Lasama’ has visited the Apprehension Operation forces in Lete-foho sub-district, Ermera on Saturday (22/3). The visit was aimed at seeing directly the conditions of the Apprehension Operation forces based in Lete-foho and to also listen to the community about the Apprehension Operation. “My objective here is to listen and see directly what people think about the Apprehension Operation during this time. It seems that there has been good collaboration and good cooperation among the operation and the community,” he said. (STL)

Justice Minister and State Secretary of Defence sign Accord to establish military prison: The Minister of Justice, Lucia Lobato, and the State Secretary of Defence, Julio Tomas Pinto, have signed an Accord regarding the establishment of a military prison in Timor-Leste.

“I would like to inform the public that starting from now if our military commits crimes they will be imprisoned in the military prison. The military prison is established following the cases of violence committed by the F-FDTL in 2006,” said Minister Lobato.

The State Secretary of Defence, Julio Tomas Pinto, said that the military prison is currently based in the F-FDTL HQ in Tasi Tolu, Dili and that four F-FDTL members are imprisoned there. “According to the mandate of the constitution, we do need to establish the military prison in our country,” said Mr Pinto. (TP)

National News Sources:
Televizaun Timor-Leste (TVTL)
Radio Timor-Leste (RTL)
Timor Post (TP)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Nacional (DN)

Tradução:

UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA - Segunda-feira, 24 Março 2008

"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e do seus conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Não houve Cobertura de Notícias

RTL Cobertura de Notícias

Lasama anuncia prolongamento do ‘Estado de Sítio’ e ‘Estado de Emergência’: O Presidente interino Fernando Lasama de Araújo declarou oficialmente o prolongamento do Estado de Sítio nos Distritos de Aileu, Ainaro, Manufahi, Covalima, Bobonaro, Liquica e Ermera. O PR Lasama disse que a decisão foi tomada a pedido do Governo e com a autorização do Parlamento Nacional.

O Presidente Lasama disse que depois de consultar o Conselho de Defesa e Segurança, tomou a decisão de prolongar o Estado de Sítio nesses distritos por 30 dias. “Durante o Estado de Sítio, estão temporariamente suspensos os direitos das pessoas de se juntarem e reunirem ,” disse o PR Lasama.

O PR Lasama decidiu também implementar o Estado de Emergência nos distritos de Baucau, Dili, Lospalos, Viqueque, Manatuto por um período de 30 diass. Oecusse e o sub-distrito de Dili Atauro não terão nem Estado de Sítio, nem Estado de Emergência porque não são considerados em risco de segurança. O Estado de Sítio e o Estado de Emergência serão implementados de 23 de Março a 22 de Abril 22, 2008.

O deputado do PD, Adriano de Nascimento, aceitou a implementação do Estado de Sítio e do Estado de Emergência em apoio à Operação Conjunta F-FDTL/PNTL. Contudo o deputado da Fretilin, Francisco Brancos disse que o Estado de Sítio está a demorar tempo demasiado e está a expor a fraqueza do Estade. Sugeriu mesmo que isso pode pôr a nação na via da ditadura. Contudo, a Fretilin continua a apoiar a Operação Conjunta.

Sobre isto, a ASDT pediu ao Governo para continuar a dar atenção extra aàs acções da Operação Conjunta dado que receia que alguns membros possam tirar vantagens das suas posições para resolver queixas pessoais.

Amotinados rendem-se com as suas armas em Maubisse: Quatro amotinados renderam-se e entregaram as armas ao Chefe do Estado [PM Gusmão] no Sábado (22/3) em Maubisse, Distrito de Ainaro. O Primeiro-Ministro Xanana Gusmão disse que esta acção dos amotinados é muito positiva e que é o caminho para resolver os problemas enfrentados pelo país. Um dos amotinados, Paulo Neno, disse que sente que contribuiu para o processo da justiça ao entregar-se.

PM: Operação Conjunta vagarosa a obter resultados numa tentativa para evitar morte e traumatismo: Em resposta a críticas feitas contra o PM Gusmão por deputados que disseram que a Operação Conjunta não produziu quaisquer resultados, o PM respondeu que a Operação Conjunta tem sido vagarosa a obter resultados porque têm tentado evitar mortes desnecessárias e causar traumatismo à população. Contudo o PM confirmou que a Operação Conjunta F-FDTL/PNTL estará na sua força total depois da Páscoa para capturar amotinados importantes.

Em relação a acusações de membros da Operação Conjunta se terem conduzido de forma irresponsável, o Primeiro-Ministro disse que as pessoas devem reportar tais acções às autoridades para serem investigadas.

Cobertura Impressa

Lasama: Tentativas contra o estado o maior crime: Num diálogo com a população de Lete-Foho, Ermera, o Presidente interino Fernando Lasama de Araújo disse que as tentativas contra o Estado feitas pelos grupos de amotinados de Alfredo Reinado e Gastão Salsinha podem ser consideradas os crimes maiores e devem ser resolvidas através do sistema judicial. O Presidente Lasama apelou à população para convencerem Salsinha e outros amotinados a renderem-se.

Em relação a rumores de a morte de Alfredo ter sido o resultado duma conspiração liderada por estrangeiros, o PR Lasama disse que as únicas pessoas responsáveis eram Timorenses. “Nunca digam falsidades ou acusem outros. Todos os erros são nossos e é tempo de resolver estes problemas,” disse o PR. Lasama. (TP)

Ed: Quatro amotinados entregam-se: Os impactos positivos do apelo do PR Ramos-Horta na Quarta-feira (19/3) a Salsinha e ao seu grupo foram sentidos no Sábado (22/3) com a rendição de quatro amotinados e as suas armas ao Estado através do Procurador-Geral, Longuinhos Monteiro. As rendições foram um bom passo para se resolver a questão e um passo que Salsinha também devia dar. Salsinha disse uma vez que apenas se entrega quando o PR Horta regressar a Timor-Leste- esse é um direito de Salsinha, mas como o PR Horta pode precisar de ficar em Darwin durante um prazo longo, Salsinha pode precisar de repensar a sua decisão. Não podemos conhecer a sua mente. Toda a questão é da responsabilidade de Salsinha. Como disse uma vez o PM, é decisão de Salsinha entregar-se ou morrer. (TP)

Lasama pede à população para convencer Salsinha a entregar-se: O PR interino, Fernando de Araújo ‘Lasama,’ pediu à população de Lete-Foho para convencer Salsinha a entregar-se, se souberem onde ele está escondido correntemente. (DN)

TMR vai prestar atenção de perto a soldados que torturarem pessoas: O Comandante-Geral da Operação Apreensão, Brigadeiro-General Taur Matan Ruak, pediu à população para reportar quaisquer casos de violações ou de tortura de soldados sob o comando conjunto. “Qualquer das vítimas que receber tal tratamento de soldados deve reportar os seus casos à polícia para que os casos possam ser investigados e não apenas publicados nos media,” disse TMR na Quarta-feira (19/3) no Palácio das Cinzas, Dili. (DN e STL)

Tenente Coronel Filomeno Paixão diz que Operação Apreensão não matará Salsinha: O Tenente Coronel Filomeno Paixão disse que a Operação Operação a operar correntemente em Lete-Foho, Ermera, não é para matar Salsinha e os seus homens, mas para convencê-los a entregarem-se. “As forças da Operação Apreensão consideram Salsinha e os seus homens como irmãos e não inimigos, porque eles contribuiram também para a independência desta nação. Por isso estamos aqui a apelar a Salsinha e aos seus homens para se entregarem e sujeitarem-se à justiça,” disse. (DN)

Quatro dos homens de Salsinha entregaram-se: Quatro dos homens de Gastão Salsinha renderam-se juntamente com uma metralhadora e duas espingardas AK33. Os homens foram recebidos pelo Procurador-Geral, Longuinhos Monteiro no sub-distrito de Maubesse no Sábado (16/3). Os homens foram também apresentados ao Primeiro-Ministro, Xanana Gusmão, e Brigadeiro-General Taur Matan Ruak no Palácio do Governo. (DN)

Governo e Timor Energy trabalham juntos para construir casas para deslocados: O Secretário do Estado da Solidariedade e Desastres Naturais, Rigoberto Gomes, disse que o Governo está correntemente a trabalhar juntamente com Timor Energy para providenciar 416 casas transitórias para deslocados a viverem correntemente no complexo do Hospital Nacional. “Essas casas estão agora prontas para os deslocados. Esta é uma solução provisória at+e se poderem resolver os seus problemas," disse. (DN)

‘Lasama’ visita sub-distrito de Lete-foho, Ermera: O PR interino, Fernando de Araújo ‘Lasama’ visitou as forças da Operação Apreensão no sub-distrito de Lete-foho, Ermera no Sábado (22/3). A visita visava ver directamente as condições das forças da Operação Apreensão baseadas em Lete-foho e ouvir também a comunidade acerca da Operação Apreensão. “O meu objectivo aqui é ouvir e ver directamente o que as pessoas pensam acerca da Operação Apreensão durante esta altura. Parece que tem havido boa colaboração e boa cooperação entre a operação e a comunidade,” disse. (STL)

Ministra da Justiça e Secretário de Estado da Defesa assinam Acordo para estabelecer prisão militar: A Ministra da Justiça, Lúcia Lobato, e o Secretário de Estado da Defesa, Júlio Tomas Pinto, assinaram um Acordo sobre o estabelecimento duma prisão militar em Timor-Leste.

“Quero informar a população que a começar agora se os nossos militares cometerem crimes serão presos na prisão militar. A prisão militar foi estabelecida no seguimento dos casos de violência cometidos pelas F-FDTL em 2006,” disse a Ministra Lobato.

O Secretário de Estado da Defesa, Júlio Tomas Pinto, disse que a prisão militar está correntemente baseada no Quartel General das F-FDTL em Tasi Tolu, Dili e que quatro membros das F-FDTL estão presos lá. “De acordo com o mandato da constituição, precisamos de estabelecer a prisão militar no nosso país,” disse o Sr Pinto. (TP)

Fontes de Notícias Nacionais:
Televizaun Timor-Leste (TVTL)
Radio Timor-Leste (RTL)
Timor Post (TP)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Nacional (DN)

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA - Segunda-feira, 24 Março 2008
"A UNMIT não assume qualquer responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e do seus conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT seja de forma expressa ou implícita. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência resultante da publicação, ou da confiança em tais artigos e traduções."

Relatos dos Media Nacionais

TVTL Não houve Cobertura de Notícias

RTL Cobertura de Notícias

Lasama anuncia prolongamento do ‘Estado de Sítio’ e ‘Estado de Emergência’: O Presidente interino Fernando Lasama de Araújo declarou oficialmente o prolongamento do Estado de Sítio nos Distritos de Aileu, Ainaro, Manufahi, Covalima, Bobonaro, Liquica e Ermera. O PR Lasama disse que a decisão foi tomada a pedido do Governo e com a autorização do Parlamento Nacional.

O Presidente Lasama disse que depois de consultar o Conselho de Defesa e Segurança, tomou a decisão de prolongar o Estado de Sítio nesses distritos por 30 dias. “Durante o Estado de Sítio, estão temporariamente suspensos os direitos das pessoas de se juntarem e reunirem ,” disse o PR Lasama.

O PR Lasama decidiu também implementar o Estado de Emergência nos distritos de Baucau, Dili, Lospalos, Viqueque, Manatuto por um período de 30 diass. Oecusse e o sub-distrito de Dili Atauro não terão nem Estado de Sítio, nem Estado de Emergência porque não são considerados em risco de segurança. O Estado de Sítio e o Estado de Emergência serão implementados de 23 de Março a 22 de Abril 22, 2008.

O deputado do PD, Adriano de Nascimento, aceitou a implementação do Estado de Sítio e do Estado de Emergência em apoio à Operação Conjunta F-FDTL/PNTL. Contudo o deputado da Fretilin, Francisco Brancos disse que o Estado de Sítio está a demorar tempo demasiado e está a expor a fraqueza do Estade. Sugeriu mesmo que isso pode pôr a nação na via da ditadura. Contudo, a Fretilin continua a apoiar a Operação Conjunta.

Sobre isto, a ASDT pediu ao Governo para continuar a dar atenção extra aàs acções da Operação Conjunta dado que receia que alguns membros possam tirar vantagens das suas posições para resolver queixas pessoais.

Amotinados rendem-se com as suas armas em Maubisse: Quatro amotinados renderam-se e entregaram as armas ao Chefe do Estado [PM Gusmão] no Sábado (22/3) em Maubisse, Distrito de Ainaro. O Primeiro-Ministro Xanana Gusmão disse que esta acção dos amotinados é muito positiva e que é o caminho para resolver os problemas enfrentados pelo país. Um dos amotinados, Paulo Neno, disse que sente que contribuiu para o processo da justiça ao entregar-se.

PM: Operação Conjunta vagarosa a obter resultados numa tentativa para evitar morte e traumatismo: Em resposta a críticas feitas contra o PM Gusmão por deputados que disseram que a Operação Conjunta não produziu quaisquer resultados, o PM respondeu que a Operação Conjunta tem sido vagarosa a obter resultados porque têm tentado evitar mortes desnecessárias e causar traumatismo à população. Contudo o PM confirmou que a Operação Conjunta F-FDTL/PNTL estará na sua força total depois da Páscoa para capturar amotinados importantes.

Em relação a acusações de membros da Operação Conjunta se terem conduzido de forma irresponsável, o Primeiro-Ministro disse que as pessoas devem reportar tais acções às autoridades para serem investigadas.

Cobertura Impressa

Lasama: Tentativas contra o estado o maior crime: Num diálogo com a população de Lete-Foho, Ermera, o Presidente interino Fernando Lasama de Araújo disse que as tentativas contra o Estado feitas pelos grupos de amotinados de Alfredo Reinado e Gastão Salsinha podem ser consideradas os crimes maiores e devem ser resolvidas através do sistema judicial. O Presidente Lasama apelou à população para convencerem Salsinha e outros amotinados a renderem-se.

Em relação a rumores de a morte de Alfredo ter sido o resultado duma conspiração liderada por estrangeiros, o PR Lasama disse que as únicas pessoas responsáveis eram Timorenses. “Nunca digam falsidades ou acusem outros. Todos os erros são nossos e é tempo de resolver estes problemas,” disse o PR. Lasama. (TP)

Ed: Quatro amotinados entregam-se: Os impactos positivos do apelo do PR Ramos-Horta na Quarta-feira (19/3) a Salsinha e ao seu grupo foram sentidos no Sábado (22/3) com a rendição de quatro amotinados e as suas armas ao Estado através do Procurador-Geral, Longuinhos Monteiro. As rendições foram um bom passo para se resolver a questão e um passo que Salsinha também devia dar. Salsinha disse uma vez que apenas se entrega quando o PR Horta regressar a Timor-Leste- esse é um direito de Salsinha, mas como o PR Horta pode precisar de ficar em Darwin durante um prazo longo, Salsinha pode precisar de repensar a sua decisão. Não podemos conhecer a sua mente. Toda a questão é da responsabilidade de Salsinha. Como disse uma vez o PM, é decisão de Salsinha entregar-se ou morrer. (TP)

Lasama pede à população para convencer Salsinha a entregar-se: O PR interino, Fernando de Araújo ‘Lasama,’ pediu à população de Lete-Foho para convencer Salsinha a entregar-se, se souberem onde ele está escondido correntemente. (DN)

TMR vai prestar atenção de perto a soldados que torturarem pessoas: O Comandante-Geral da Operação Apreensão, Brigadeiro-General Taur Matan Ruak, pediu à população para reportar quaisquer casos de violações ou de tortura de soldados sob o comando conjunto. “Qualquer das vítimas que receber tal tratamento de soldados deve reportar os seus casos à polícia para que os casos possam ser investigados e não apenas publicados nos media,” disse TMR na Quarta-feira (19/3) no Palácio das Cinzas, Dili. (DN e STL)

Tenente Coronel Filomeno Paixão diz que Operação Apreensão não matará Salsinha: O Tenente Coronel Filomeno Paixão disse que a Operação Operação a operar correntemente em Lete-Foho, Ermera, não é para matar Salsinha e os seus homens, mas para convencê-los a entregarem-se. “As forças da Operação Apreensão consideram Salsinha e os seus homens como irmãos e não inimigos, porque eles contribuiram também para a independência desta nação. Por isso estamos aqui a apelar a Salsinha e aos seus homens para se entregarem e sujeitarem-se à justiça,” disse. (DN)

Quatro dos homens de Salsinha entregaram-se: Quatro dos homens de Gastão Salsinha renderam-se juntamente com uma metralhadora e duas espingardas AK33. Os homens foram recebidos pelo Procurador-Geral, Longuinhos Monteiro no sub-distrito de Maubesse no Sábado (16/3). Os homens foram também apresentados ao Primeiro-Ministro, Xanana Gusmão, e Brigadeiro-General Taur Matan Ruak no Palácio do Governo. (DN)

Governo e Timor Energy trabalham juntos para construir casas para deslocados: O Secretário do Estado da Solidariedade e Desastres Naturais, Rigoberto Gomes, disse que o Governo está correntemente a trabalhar juntamente com Timor Energy para providenciar 416 casas transitórias para deslocados a viverem correntemente no complexo do Hospital Nacional. “Essas casas estão agora prontas para os deslocados. Esta é uma solução provisória at+e se poderem resolver os seus problemas," disse. (DN)

‘Lasama’ visita sub-distrito de Lete-foho, Ermera: O PR interino, Fernando de Araújo ‘Lasama’ visitou as forças da Operação Apreensão no sub-distrito de Lete-foho, Ermera no Sábado (22/3). A visita visava ver directamente as condições das forças da Operação Apreensão baseadas em Lete-foho e ouvir também a comunidade acerca da Operação Apreensão. “O meu objectivo aqui é ouvir e ver directamente o que as pessoas pensam acerca da Operação Apreensão durante esta altura. Parece que tem havido boa colaboração e boa cooperação entre a operação e a comunidade,” disse. (STL)

Ministra da Justiça e Secretário de Estado da Defesa assinam Acordo para estabelecer prisão militar: A Ministra da Justiça, Lúcia Lobato, e o Secretário de Estado da Defesa, Júlio Tomas Pinto, assinaram um Acordo sobre o estabelecimento duma prisão militar em Timor-Leste.

“Quero informar a população que a começar agora se os nossos militares cometerem crimes serão presos na prisão militar. A prisão militar foi estabelecida no seguimento dos casos de violência cometidos pelas F-FDTL em 2006,” disse a Ministra Lobato.

O Secretário de Estado da Defesa, Júlio Tomas Pinto, disse que a prisão militar está correntemente baseada no Quartel General das F-FDTL em Tasi Tolu, Dili e que quatro membros das F-FDTL estão presos lá. “De acordo com o mandato da constituição, precisamos de estabelecer a prisão militar no nosso país,” disse o Sr Pinto. (TP)

Fontes de Notícias Nacionais:
Televizaun Timor-Leste (TVTL)
Radio Timor-Leste (RTL)
Timor Post (TP)
Suara Timor Lorosae (STL)
Diario Nacional (DN)

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.