segunda-feira, março 31, 2008

Ajudar Salsinha "é crime", avisa PR interino

Díli, 31 Mar (Lusa) - A cumplicidade com o ex-tenente Gastão Salsinha "é um crime" e, a partir de terça-feira, as pessoas que ajudarem o fugitivo serão perseguidas pela Justiça, anunciou hoje o Presidente da República interino de Timor-Leste.

Fernando "La Sama" de Araújo, entrevistado hoje em Díli pela agência Lusa e pela Rádio Renascença, avisou que as autoridades timorenses decidiram avisar a população de que a ajuda a Gastão Salsinha "é criminal".

"Tentar esconder ou dar apoio a Salsinha ou a alguém do seu grupo é um acto criminal", a que as autoridades estão dispostas a responder com acusações formais de cumplicidade com o ex-militar, explicou o chefe de Estado interino.

"Em qualquer parte do mundo, quem apoia um rebelde ou um criminoso é também considerado criminoso. Está previsto no Código Penal" timorense, explicou Fernando "La Sama" de Araújo, que consultou o procurador-geral da República sobre mais esta forma de "apertar o cerco".

Trata-se de mais uma forma de pressão sobre o grupo de fugitivos implicados nos ataques de 11 de Fevereiro contra o Presidente José Ramos Horta e o primeiro-ministro, Xanana Gusmão.

Continua, nos distritos ocidentais de Ermera e Bobonaro, a operação "Halibur" de captura de Gastão Salsinha, mas "ainda não foi dada ordem de disparar", declarou o Presidente interino na entrevista.

Gastão Salsinha, líder dos peticionários das Forças Armadas em 2006, lidera o antigo grupo do major Alfredo Reinado, que morreu no ataque à residência do Presidente José Ramos-Horta.

"Salsinha é o segundo autor" do 11 de Fevereiro.

"Reinado era o primeiro. Salsinha é o segundo homem neste atentado", afirmou Fernando "La Sama" de Araújo.

"Esperemos que ele seja capturado ou que se renda em breve e que o processo de investigação seja mais rápido", acrescentou o chefe de Estado interino.

PRM
Lusa/Fim

2 comentários:

Anónimo disse...

Muito bem dito caro Aikurus, foi então este patetao quem orquestrou todo este plano mafioso e sangrento com seu padrinho Xanana e agora vem dizer merdas ao público, só canalhas do seu partido que possam ir ao seu encalço, mas não nos homens do bom senso. A justiça deve ser feita aos três palhaços da actual liderança da RDTL, são eles; Xanana ou Bananas, Lasama ou kuda sama e Longuinhos ou manguitos! São eles os mentores de toda esta crise, deste modo a justiça não deve isentar-se esses imorais indivíduos da real justiça, quer sim quer não, os três devem ser ouvidos nos tribunais e para tal primeiro de tudo devem ser exonerados dos cargos que neste estão exercendo.

Um Abraço de Ramkabia

h correia disse...

Se ajudar Salsinha é crime, há para sí muitos que já deveriam estar presos...

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.