terça-feira, outubro 02, 2007

O que o Procurador-Geral da República, Longuinhos Monteiro, Leandro Isaac e Agio Pereira conspiram

Tempo Semanal
1.10.07

The following transcript in Tetum and Portuguese was published as well as three articles of interviews on page 6 of Tempo Semanal of 1.10.07. The recording is now available to all and sundry around Dili. It is hard to email a copy of the sound bit because of the slowness of the Internet server.

1. Translation of transcript of mobile telephone conversation between Longuinhos Monteiro (LM), Leandro Isaac (LI) and Herminigildo Pereira, also known as “Agio” Pereira; on an unknown date but during the first or second round of the presidential election campaign.

LI: Yes....ah.

LM: They found it amusing, so they asked me to ring you and ask you to try read out the document, its contents, what it says. They said “heck” this is too much this F letter to Alfredo.

LI: Ah. Ah. Ah (laughing)

LM: Yes. Now. Now. The two of us are speaking right now but the old man is listening.

LI: Oh! Is that right? Give him my compliments, my good morning, my big embrace, but an embrace with the heart, not with a hot head. Tell him. Tell him from the heart.

LM: Ok

LI: Not with a hot head!

LM: Ok

LI: Yes.

LM: So read out the, what’s its name, that letter’s contents and what it says, that one from F.

LI: Ah. Its like this. Major Alfredo is our, our hero.

LM: Yes. Yes.

LI: Hero. Aahh......because of this we have to respect him.

LM: Hm. Hm.

LI: Ahhmm. Major Alfredo has already said that the people should not select Ramos Horta.

LM: Here the old man is laughing right now. Aha....speak on.

LI: Because of this the people have to give him maximum protection to this our hero. They should not let him fall into Ramos Horta’s hook.

LM: Hm. Hm.

LI: He should stay put, because if he comes down and falls into Ramos Horta’s hook then Ramos Horta will hand him over to the Australian Forces to kill him.

LM: Ok. Ok. Ok.

LI: Ah...This is their propaganda that they are now putting out.

LM: Ok. Alright. Alright.

LI: Ah. Ah. Yes.

LM: Alright. Alright. So this is the nucleus of it?

LI: This is the nucleus. This is the nucleus.

LM: Oh.

LI: Sending also one to me. Later today I will possibly receive it. Later it will be with me.

LM: Then you receive it, canalise one in turn to me.

LI: Oh with certainty. Certainly. Certainly.

LM: Alright. Alright, brother...then thank you, that’s all brother.

LI: Big thank you! Big thank you! A big embrace from me to the President, with a red heart, not a heart....not black.

LM: Ok.

(Voice of HP could be overheard in the background conversing with a third party, though unintelligible)

LI: Still red! So, thank you.

LM: Brother. Wait on a little. Don’t hang up yet. Don’t hang up yet. I am going to pass the phone, wait on. I am passing the phone to the Second, Second. Wait on.

LI: Ah. Good.

HP: Excellency!

LI: Aih. My brother! So!

HP: Now you are the Clandestine Parliamentarian pah!

LI: No. Not a Parliamentarian. I ceased being one.

(HP laughs)

LI: It’s Leandro Isaac. It’s true.

(HP laughs)

HP: The fight continues on all fronts.

(LI laughs)

LI: Its true. Its true.

HP: Brother, later, later send me your new number.

LI: Alright, alright. I will send it. I will send it.

HP: Or I will take it from brother Long here.

LI: Yes. But you know what? Today I said to the Prime Minister. I said to many, that, from today the 14th I will do what the President, our older brother Xanana Gusmão said at the time in 92, “let us leave the politics of the bedroom and go out onto the veranda”.

HP: Yes. Yes.

LI: Let’s go out onto the veranda. I am already on the veranda. Today I said to the Prime Minister, all the old numbers which I previously used, I am going to switch them on. They can catch me wherever they want to catch me, or they can .... can detect me wherever I am and fire a shot at me and I can die. But from today, I am going out onto the veranda.

HP: Alright.

LI: That which the old man said in 92.

HP: Later I will call you. I will call you again later.

LI: Yes....alright.....ready.

HP: Here is Long.

LI: Ok.

LM: So. We will leave it this way brother.

LI: Ready. Ready, Brother.

LM: Ready. I have already given the number.

LI: Have you told them that? Hello?

LM: Ah. Yes, yes.

LI: Have you told them of that decision yesterday, the day before yesterday, that the Central Committee took?

LM: Aahh. Regarding!?

LI: The three. The three resigned. The three.

LM: Ah. Ah. Yes. Yes. Yes.

LI: The three resigned. They have handed the party over to the younger ones.

LM: Ok. Alright. Alright.

LI: Tell them about that. Tell them about that. It is really cute that.

LM: Ok. Alright. Alright.

LI: We had our, our intelligence at the meeting and they informed us this morning.

LM: Alright. Alright. Alright.

LI: Tell them about that. It is very cute.

LM: Alright. Alright. Thank you. Thank you

LI: Thank you. Thank you.

2. PROSECUTOR GENERAL STUMBLING, JUSTICE WALKS LAMELY

The Vice President of FRETILIN after recently hearing this recording, was harsh in his criticism against the Prosecutor General, alleging that with this evidence it shows that the highest levels of the Prosecutor General’s Office in this country are not neutral and demanded that it is better for Longuinhos Monteiro to resign from his position, otherwise doubts will continue to emerge concerning justice in this country because it is not functioning properly.

When this newspaper referred to the example of results from some of the concrete cases undertaken by the Prosecutor General’s Office, such as the case involving the 12 F-FDTL members accused of being involved in a shootout with the PNTL in front of the Ministry of Justice on 25/05/06, Arsenio Bano said that it was a case involving arbitrary unilateral decisions on the part of the Prosecutor General himself.

The recording which has been disseminated by Bluetooth of a telephone conversation between former member of the national parliament Leandro Isaac and Mr. Longuinhos Monteiro has raised doubts regarding the independence of this Prosecutor General. “We will raise this issue in the National Parliament sometime soon in the coming days. Perhaps if the budget plan is not debated on Monday then we will raise this case”, informed Arsenio.

When asked the reasons why the Prosecutor General has to arrest these people whom he had named, Arsenio asked journalists to go and read the International Commission of Inquiry report established by the UN to investigate the violent events of April and May 2006.

According to the Commission of Inquiry the Railos Group suspected of attacking the F-FDTL Headquarters at Tasi Tolu on 25/5/06, the Prosecutor General’s Office should prosecute Railos and some of his members. “I know that an arrest warrant has been issued for Railos but why has not been arrested yet?” asked Arsenio.

Leandro Isaac who appeared in a film with a Steir rifle hanging off his back walking around the residence of Brigadier Taur Matan Ruak in Lahane whom the Commission also recommended be investigated. “In relation to Leandro Isaac it was clearly shown on the television that he was carrying a rifle but we see they are clearly befriended with one another,” he stated.

According to details which this newspaper possesses, Leandro Isaac has already given some testimony to the investigators.

During this conversation it shows clearly that Longuinhos Monteiro asked Leandro Isaac to inform him of the contents of a letter which is alleged to have been sent by FRETILIN to former Military Police commander Major Alfredo Reinado Alves which related to the second Presidential election campaign.

“As Vice President of the party I greatly resent these actions because from that which has been disseminated and which I have already heard, it shows that the Prosecutor General is not neutral, and very much because of this that he has no interest in arresting some suspects such as Mr. Railos,” said the FRETILIN Vice President, Arsenio Bano, successor to Rogerio Lobato.

3. Longuinhos Monteiro: I am unaware of it.

When this newspaper asked the Prosecutor General of the Republic for his comments by mobile telephone on Friday (28/09) at approximately 17:30 hours, he denied knowing anything regarding this conversation. “In the first place I receive complaints everyday from many sources about this case (red: recorded conversation) but I am unaware of this issue”, said Longuinhos.

Longuinhos Monteiro who is Prosecutor General of the State of Timor-Leste said he still remains always independent, arguing that if he had not remained independent then some cases which have been prosecuted would not have been.

Longuinhos Monteiro showed his discontentment during this interview regarding this case and he threatened to bring legal action. “I will take up this case in accordance with the criminal process,” said Long, saying also that he would reopen cases which had previously arisen including “yours”. The word “yours” that Mr. Longuinhos mentioned above, perhaps refers to this newspaper when it was still Diario Tempo which previously published the case of Akui Leon and his allegations of KKN (Collusion, Corruption, Nepotism) also involving Dr. Longuinhos Monteiro. Some years ago Dr. Longuinhos commenced legal action against Yayasan HAK and the newspaper Diario Tempo relating to the case of Akui Leon.



4. Leandro: I am not scared.

Leandro Isaac who partook in the conversation which someone has recorded and divulged by mobile telephone said he was not shaken: “I am no scared because I don’t want to be near a buffalo which is in internal agony,” said Isaac firmly.

In this mobile telephone conversation, Leandro Isaac informed Dr. Longuinhos Monteiro of the contents of a letter, which FRETILIN had sent to former Military Police Commander Alfredo Reinado Alves, but to this newspaper the former parliamentarian of the National Parliament, also expressed doubts regarding this recording that referred also to the campaign process for candidate Ramos Horta for President.

“This recording is full of manipulations because I am unaware of it and have never known about it,’ said Leandro.

But he added that during that time he did campaign for Ramos Horta’s candidacy. “I supported Dr. Ramos Horta and I campaigned for him,” said Leandro.

4 comentários:

Anónimo disse...

afinal, a fretilin manda uma carta para o reinado, e depois fica aflita quando ela é comentada!!!
tenham juizo...

Margarida disse...

Tradução:
O que o Procurador-Geral da República, Longuinhos Monteiro, Leandro Isaac e Agio Pereira conspiram
Tempo Semanal
1.10.07

A seguinte transcrição em Tétum e Português foi publicada bem como três artigos de entrevistas na página 6 do Tempo Semanal de 1.10.07. As gravações estão agora disponíveis para todos à volta de Dili. É difícil enviar por email uma cópia da gravação de som por causa da lentidão do servidor da Internet.

1. Tradução da conversa em telemóvel entre Longuinhos Monteiro (LM), Leandro Isaac (LI) e Herminigildo Pereira, também conhecido por “Agio” Pereira; numa data desconhecida mas durante a primeira ou segunda volta da campanha da eleição presidencial.

LI: Sim....ah.

LM: Acharam isso divertido, por isso pediram-me para te ligar e pedir-te para tentares ler o documento, o seu conteúdo, o que diz. Disseram “diabo” isto é demasiado esta carta F para o Alfredo.

LI: Ah. Ah. Ah (rindo)

LM: Sim. Agora. Agora Nós os dois estamos a falar mas o velho está a ouvir.

LI: Oh! Isso está certo? Dá-lhe os meus cumprimentos, o meu bom dia, o meu grande abraço, mas um abraço do coração, não duma cabeça quente. Diz-lhe. Diz-lhe que é do coração.

LM: Ok

LI: Não de cabeça quente!

LM: Ok

LI: Sim.

LM: Então lê alto a, qual é o nome, o conteúdo da carta e o que diz, essa desde F.

LI: Ah. É assim. O Major Alfredo é o nosso, o nosso herói.

LM: Sim. Sim.

LI: Herói. Aahh......por causa disso temos que o respeitar.

LM: Hm. Hm.

LI: Ahhmm. O Major Alfredo já disse que o povo não deve escolher Ramos Horta.

LM: Aqui o velho está a rir mesmo agora. Aha....fala.

LI: Por causa disso o povo deu-lhe a protecção máxima a este nosso herói. Não devem permitir que ele caia no anzol do Ramos Horta.

LM: Hm. Hm.

LI: Ele deve ficar no lugar, porque se vier para baixo e cai no anzol do Ramos Horta então Ramos Horta entrega-o às Forças Australianas para o matarem.

LM: Ok. Ok. Ok.

LI: Ah...Isto é a propaganda que eles agora andam a tirar.

LM: Ok. Está bem. Está bem.

LI: Ah. Ah. Sim.

LM: Está bem. Está bem. Então isto é o núcleo?

LI: Isto é o núcleo. Isto é o núcleo.

LM: Oh.

LI: Manda-me também uma para mim. Hoje mais tarde recebê-la-ei possivelmente. Mais tarde está comigo.

LM: Quando a receberes, canaliza de volta uma para mim.

LI: Oh de certeza. De certeza. De certeza.

LM: Está bem. Está bem, irmão...então obrigado, é tudo irmão.

LI: um grande obrigado! Grande obrigado! Um grande abraço de mim para o Presidente, com um coração vermelho, não um coração....não um preto.

LM: Ok.

(A voz de HP pode-se entender por detrás a conversar com uma terceira parte, apesar de não se entender)

LI: Ainda vermelho! Assim, obrigado.

LM: Irmão. Espera um pouco. Não desligues ainda. Não desligues ainda. Vou-te passar o telefone, espera. Estou a passar o telefone para o Segundo, Segundo. Espera.

LI: Ah. Bom.

HP: Excelência!

LI: Aih. Meu irmão! Então!

HP: Agora és o Deputado Clandestino pá!

LI: Não. Não um Deputado. Deixei de o ser.

(HP risos)

LI: É Leandro Isaac. É verdade.

(HP risos)

HP: A luta continua em todas as frentes.

(LI risos)

LI: É verdade. É verdade.

HP: Irmão, mais tarde, mais tarde envia-me o teu novo número.

LI: Está bem, está bem. Vou-to enviar. Vou-to enviar.

HP: Ou eu apanho-o do irmão Long aqui.

LI: Sim. Mas sabes que mais? Hoje eu disse ao Primeiro-Ministro. Disse a muitos, que, a partir de hoje, dia 14 que farei o que o Presidente, o nosso irmão mais velho Xanana Gusmão disse na altura em 92, “deixemos as políticas de quarto e vamos para a varanda”.

HP: Sim. Sim.

LI: Vamos para a varanda. Eu já estou na varanda. Hoje disse ao Primeiro-Ministro, todos os velhos números que usei anteriormente, vou ligá-los todos. Podem apanhar-me sempre que quiserem apanhar-me, ou podem ....podem detectar-me seja onde for que estiver e dispararem um tiro contra mim. Posso morrer. Mas a partir de hoje, vou sair para a varanda.

HP: Está bem.

LI: Foi isso que o velho disse em 92.

HP: Mais tarde ligo-te. Vou-te ligar mais tarde.

LI: Sim....está bem.....pronto.

HP: Está aqui o Long.

LI: Ok.

LM: Então. Deixamos as coisas desta maneira irmão.

LI: Pronto. Pronto, Irmão.

LM: Pronto. Eu já dei o número.

LI: Disseste-lhes isso? Hello?

LM: Ah. Sim, sim.

LI: Disseste-lhes dessa decisão de ontem, anteontem, que o Comité Central tomou?

LM: Aahh. Relativa a!?

LI: Os três. Os três resignaram. Os três.

LM: Ah. Ah. Sim. Sim. Sim.

LI: Os três resignaram. Entregaram o partido para os mais jovens.

LM: Ok. Está bem. Está bem.

LI: Diz-lhes acerca disso. Diz-lhes acerca disso. Isso é realmente engraçado.

LM: Ok. Está bem. Está bem.

LI: Tínhamos os nossos, os nossos informadores na reunião e eles informaram-nos esta manhã.

LM: Está bem. Está bem. Está bem.

LI: Diz-lhes acerca disso. É muito engraçado.

LM: Está bem. Está bem. Obrigado. Obrigado

LI: Obrigado. Obrigado.

2. PROCURADOR-GERAL TROPEÇA, A JUSTIÇA MARCHA COM ERROS

O Vice-Presidente da FRETILIN depois de ter recentemente ouvido esta gravação, foi duro na sua crítica contra o Procurador-Geral, alegando que com esta evidência fica à mostra que o Gabinete do Procurador-Geral deste país ao mais alto nível não é neutro e pediu que é melhor para o Longuinhos Monteiro resignar do seu cargo, pois de outro modo continuarão a emergir dúvidas acerca da justiça neste país porque não está a funcionar de maneira adequada.

Quando este jornal se referiu aos exemplos dos resultados de alguns dos casos concretos tomados pelo Gabinete do Procurador-Geral, tais como os casos que envolveram os 12 membros das F-FDTL acusados de estarem envolvidos nos disparos com a PNTL em frente ao Ministério da Justiça em 25/05/06, Arsénio Bano disse que foi um caso que envolveu decisões arbitrárias unilaterais da parte do próprio Procurador-Geral.

A gravação que tem estado a ser espalhada pela Bluetooth de uma conversa telefónica entre o antigo deputado Leandro Isaac e o Sr. Longuinhos Monteiro tem levantado dúvidas acerca da independência deste Procurador-Geral. “Vamos levantar esta questão no Parlamento Nacional em breve, nos próximos dias. Talvez se não for debatido o plano do orçamento na Segunda-feira então levantamos este caso”, informou Arsénio.

Quando foi perguntada a razão porque o Procurador-Geral não prendeu essas pesos que nomeou, Arsénio pediu aos jornalistas para irem ler o relatório da Comissão Internacional de Inquérito criada pela ONU para investigar os eventos violentos de Abril e Maio de 2006.

De acordo com a Comissão de Inquérito o Grupo de Railos é suspeito de ter atacado o Quartel das F-FDTL em Tasi Tolu em 25/5/06,o Procurador-Geral devia processar Railos e alguns dos membros do seu grupo. “Sei que foi emitido um mandato de captura para Railos mas porque é que ainda não foi preso?” perguntou Arsénio.

Leandro Isaac apareceu num filme com uma espingarda Steir pendurada nas costas e a andar à volta da residência do Brigadeiro Taur Matan Ruak em Lahane a Comissão recomendou também para ser investigado. “Em relação a Leandro Isaac foi claramente mostrado na televisão que ele carregava uma espingarda mas vemos claramente que são amigos um do outro,” afirmou.

De acordo com detalhes que o jornal possui Leandro Isaac já deu algum testemunho aos investigadores.

Durante esta conversa, mostra-se claramente que Longuinhos Monteiro pediu a Leandro Isaac para o informar acerca do conteúdo de uma carta que é alegado ter sido enviada pela FRETILIN ao antigo comandante da Polícia Militar Major Alfredo Reinado Alves que se relaciona com a segunda volta da campanha Presidencial.

“Como Vice-Presidente do partido ofendem-me grandemente estes actos porque do que foi espalhado e que eu já ouvi, mostra que o Procurador-Geral não é neutro, e que é muito por causa disso que ele não tem interesse nenhum em prender alguns suspeitos como o Sr. Railos,” disse o Vice-Presidente da FRETILIN, Arsénio Bano, que sucedeu a Rogério Lobato.

3. Longuinhos Monteiro: Não sei disso.

Quando dois jornais pediram ao Procurador-Geral da República o seu comentário por telemóvel na Sexta-feira (28/09) aproximadamente às 17:30 horas, ele negou saber coisa alguma sobre estac conversa. “Em primeiro lugar recebo queixas todos os dias de muitas fontes sobre este caso (leia: conversa gravada) mas nada sei desta questão”, disse Longuinhos.

Longuinhos Monteiro que é Procurador-Geral do Estado de Timor-Leste disse que se mantém sempre independente, argumentando que se não se tivesse mantido independente então alguns casos que tinham sido processados não o teriam sido.

Longuinhos Monteiro mostrou o seu descontentamento durante esta entrevista sobre este caso e ameaçou com acção legal. “Resolverei este caso de acordo com o processo criminal,” disse Long, dizendo também que reabrirá casos que anteriormente surgiram incluindo “os vossos”. A palavra “os vossos” que o Sr. Longuinhos mencionou acima, refere-se talvez a este jornal quando ainda era o Diario Tempo que publicara anteriormente o caso de Akui Leon e as suas alegações de CCN (Conivência, Corrupção, Nepotismo) que envolvia também o Dr. Longuinhos Monteiro. Há alguns anos atrás o Dr. Longuinhos levantou uma acção legal contra a Yayasan HAK e o jornal Diario Tempo relativo ao caso de Akui Leon.



4. Leandro: não estou assustado

Leandro Isaac que partilhou a conversa que alguém gravou e divulgou por telemóvel disse que não estava assustado: “não estou assustado porque não quero estar ao pé de um búfalo ue está em agonia interna,” disse Isaac com firmeza.

Neste conversa telefónica, Leandro Isaac informou o Dr. Longuinhos Monteiro do conteúdo de uma carta, que a FRETILIN tinha enviado para o antigo Comandante da Polícia Militar Alfredo Reinado Alves, mas a este jornal o antigo deputado do Parlamento Nacional, também expressou dúvidas em relação à gravação que se referia também ao processo da campanha para o candidato Ramos Horta para Presidente.

“Esta gravação está cheia de manipulações porque não a conheço e nunca soube nada disto,’ disse Leandro.

Mas acrescentou que durante esse tempo ele fez campanha a favor da candidatura de Ramos Horta. “Apoiei o Dr. Ramos Horta e fiz campanha por ele,” disse Leandro.

Anónimo disse...

Mentira! FRETILIN nao e nunca mandaria nenhuma carta aos criminosos como Reinado. O Leandro Isaac estava a mentir quando disse que tinha esta tal carta. Ele mentiu tambem quando dizia que o Comite Central da FRETILIN tinha demitido os tres lideres do topo numa reuniao. O conteudo da carta como o qual foi lido pelo Isaac, a qualquer pessoa que perceba o tetum concluiria que a tal carta nao existia e era falsa. O Leandro nao estava a ler nenhuma carta, mas estava so a tirar coisas da cabeca dele. O tetum como foi escrito nesta tal carta e identico do tetum falado pelo Leandro Isaac. O que podemos concluir desta conversa e, o procurador geral da republica e o fugitivo sao amigos numa altura em que o procurador devia ser uma pessoa independente para trazer um criminoso como Leandro a justica. Em vez disso, o PGR, o chefe de gabinete do PR, o criminoso e o proprio Presidente da Republica estiveram juntos a conspirar num jogo que ja custou a nacao muitos danos, fisicas e psicologicas. O que irao eles dizer aos victimas deste crise? Os mais de 100 mortos resultantes deste crise? Os deslocados? Chega!

Anónimo disse...

Por Amor de Deus, preocupem-se com o bem estardo Povo e nao de interesses politicos pessoais do nosso partido ou do nosso amigo.Por Amor de Deus, deixe esses interesses de lado e dem o exemplo de escolher lideres porque amam o Povo nao porque o individuo e meu amigo ou meu familiar. Se nao andamos sempre as turras uns com os outros porque todos querem o poder para ficar em palacios e viajar para o estrangeiro com as suas familias ou as suas namoradas.

Que Deus abencoe Timor e o Seu Povo e Deus mostre ao Povo e ao Mundo a "cor verdadeira" dos individuos que dizem servir o Povo.
Ha quem fale de Deus so por conveniencia. Normalmente, tem o Maozedong, o Fidel Castro, o Che Guevara como herois. Mas quando necesstam de votos de um Povo Catolico, recorrem-se a crenca do Povo, vestindo-se de insignias, e mencionando o Nome Santo de Deus. Mas Jesus ja advertiu: Nem todo aquele que chamar Senhor,Senhor, entrara no Reino dos Ceus.E disse mais: "Eu conheco o meu Rebanho e ele me conhece". Nao quer dizer que isto se aplica a todo o ser humano. E apenas um aviso para as pessoas serem mais discernentes, reflectirem, pensarem independentemente, antes de tomar as decisoes.

Preocupacoes de um Timor Oan

Obrigado

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.