sábado, fevereiro 21, 2009

País presta homenagem à GNR

19-02-2009 19:05
RR

A Presidência da República timorense vai condecorar a GNR e homenagear todos os seus militares que já cumpriram serviço naquele país. A cerimónia está marcada para dia 3 de Março e vai estrear o novo título honorífico de Timor.

Já era uma tradição que cada contingente rendido fosse condecorado com a medalha das Nações Unidas, mas, desta vez, a homenagem tem um outro significado.

Esta medalha de Solidariedade de Timor existe há muito pouco tempo e a GNR vai ser a primeira entidade a recebê-la.

A ideia foi do próprio Presidente Ramos Horta e tem como objectivo homenagear todos os quase 600 militares dos seis contingentes que passaram por Timor desde Maio de 2006.

O Comandante Geral da GNR Nelson Santos – que vai a Timor receber a medalha – sublinha a ligação emocional que já existe com Timor.

A homenagem acontece em plena rotação do sub-agrupamento Bravo. De partida estão mais 140 militares, para render outros tantos que ali trabalharam nos últimos seis meses.



Rui Pereira recebe representante da ONU em Timor-Leste

O Ministro da Administração Interna vai, entretanto, receber amanhã em Lisboa o representante da ONU em Timor-Leste.

Rui Pereira vai tentar definir as regras da presença da GNR naquele país por mais um ano, em especial na vertente financeira, embora se mostre desde já disposto a prolongar a missão, até que as autoridades timorenses o considerem fundamental.

ML/Celso Paiva Sol

2 comentários:

Anónimo disse...

Será que o presidente Timorense apenas se lembrou dos Militares do Subagrupamento Bravo?, e os restantes militares da GNR e Agentes da PSP, que tão devotamente tem servido em Timor ao serviço da UNMIT, estão que inclusive estiveram no local dos atentados e desenvolveram inumeras e essenciais diligências de inquérito, o Presidente nao os considera, pois, para que conste a maioria dos militares da GNR que vai homenagear não são merecedores de tal distenção, quer pela sua conduta inadquada quer pela ausencia em qualquer acção de investigação para a qual nem sequer se encontrvam mandatados
CMP

h correia disse...

A condecoração deveria ser entregue à corporação e não individualmente aos militares/agentes

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.