terça-feira, março 04, 2008

Horta to speak about East Timor ordeal

The Age
March 4, 2008 - 6:09PM

East Timor's President Jose Ramos-Horta should be able to speak publicly in the next two
weeks about the attack by rebels that left him seriously wounded, his doctor says.

But first he needs to undergo his sixth surgery to redo part of a skin graft that failed to take.

Dr Ramos-Horta is now in Darwin Private Hospital, recovering from bullet wounds suffered when he was attacked by rebels at his home in Dili on February 11.

Dr Rui d Araujo said the president was walking, talking and taking an interest in the state of his troubled country on his second day out of intensive care.

"(He) is now quite independent in his daily activities, taking showers, walking around and we think that his recovery is on the right track," he told reporters outside Royal Darwin Hospital, from where Dr Ramos-Horta was moved on Monday.

"The medical doctors that are treating him are thinking that he might need to have a minor skin graft during this week or next week ... but it's a minor thing."

Dr d Araujo said he did not think UN officials or police had talked to the president and doctors had "avoided going into" the details of his ordeal.

"From a physiological perspective we have been making some arrangement for him to talk about his issues," he said.

"Obviously specialists in this area will try to talk to him about the details ...

"Having in mind the recovery process that he has had over these last 22 days I would say that in another one or two weeks he would be able to come out and talk to the media."

Dr d Araujo could not confirm how many times the president was shot, although doctors earlier said he had been struck by two bullets.

"That is something the justice system is still looking through and from a medical perspective we can only tell you there are some wounds," he said.

Earlier this week, Dr Ramos-Horta told visitors he had forgiven rebel leader Alfredo Reinado for his role in both the attack and the ambush the same day on Prime Minister Xanana Gusmao, who escaped unhurt.

Reinado was killed in the gun battle at Dr Ramos-Horta's home.

AAP


Tradução:

Horta vai falar sobre a situação em Timor-Leste

The Age
Março 4, 2008 - 6:09PM

O Presidente de Timor-Leste José Ramos-Horta deverá falar publicamente nas duas próximas semanas sobre o ataque dos amotinados que o deixaram seriamente ferido, disse o seu médico.

Mas primeiro precisa de passar pela sua sexta operação para refazer uma parte do enxerto de pele que fez.

O Dr Ramos-Horta está agora no Darwin Private Hospital, recuperando de ferimentos de bala que sofreu quando foi atacado por amotinados na sua casa em 11 de Fevereiro.

O Dr Rui d Araújo disse que o presidente andava, falava e seguia com interesse o estado do seu país inquieto no segundo dia fora de cuidados intensivos.

"(ele) está agora bastante independente nas suas actividades diárias, no chuveiro, a andar e pensamos que a recuperação vai no caminho certo," disse a repórteres no exterior do Royal Darwin Hospital, donde saiu o Dr Ramos-Horta na Segunda-feira.

"Os médicos que o estão a tratar pensam que pode vir a ter um pequeno enxerto de pele durante esta semana ou na próxima semana ... mas é uma coisa menor."

O Dr Araújo disse que não pensava que os funcionários da ONU ou da polícia tivessem falado com o presidente e os médicos tinham "evitado entrar" nos detalhes do seu problema.

"Duma perspectiva filiológica temos feito alguns arranjos para ele falar acerca destas questões," disse.

"Obviamente os especialistas desta área tentarão falar com ele acerca dos detalhes ...

"Tendo em mente o processo de recuperação que ele teve nestes últimos 22 dias direi que dentro duma semana ou duas poderá sair e falar aos media."

O Dr Araújo não pode confirmar quantas vezes o presidente foi baleado, apesar de antes os médicos terem dito que ele foi atingido por duas balas.

"Isso são coisas que o sistema de justiça está ainda a analisar e duma perspectiva médica apenas podemos referir que houve alguns ferimentos," disse.

No princípio desta semana, o Dr Ramos-Horta disse aos visitantes que tinha perdoado ao líder amotinado Alfredo Reinado pelo seu papel quer no ataque quer na emboscada no mesmo dia ao Primeiro-Ministro Xanana Gusmão, que escapou ileso.

Reinado foi morto no tiroteio em casa do Dr Ramos-Horta.

AAP

2 comentários:

Margarida disse...

Tradução:
Horta vai falar sobre a situação em Timor-Leste
The Age
Março 4, 2008 - 6:09PM

O Presidente de Timor-Leste José Ramos-Horta deverá falar publicamente nas duas próximas semanas sobre o ataque dos amotinados que o deixaram seriamente ferido, disse o seu médico.

Mas primeiro precisa de passar pela sua sexta operação para refazer uma parte do enxerto de pele que fez.

O Dr Ramos-Horta está agora no Darwin Private Hospital, recuperando de ferimentos de bala que sofreu quando foi atacado por amotinados na sua casa em 11 de Fevereiro.

O Dr Rui d Araújo disse que o presidente andava, falava e seguia com interesse o estado do seu país inquieto no segundo dia fora de cuidados intensivos.

"(ele) está agora bastante independente nas suas actividades diárias, no chuveiro, a andar e pensamos que a recuperação vai no caminho certo," disse a repórteres no exterior do Royal Darwin Hospital, donde saiu o Dr Ramos-Horta na Segunda-feira.

"Os médicos que o estão a tratar pensam que pode vir a ter um pequeno enxerto de pele durante esta semana ou na próxima semana ... mas é uma coisa menor."

O Dr Araújo disse que não pensava que os funcionários da ONU ou da polícia tivessem falado com o presidente e os médicos tinham "evitado entrar" nos detalhes do seu problema.

"Duma perspectiva filiológica temos feito alguns arranjos para ele falar acerca destas questões," disse.

"Obviamente os especialistas desta área tentarão falar com ele acerca dos detalhes ...

"Tendo em mente o processo de recuperação que ele teve nestes últimos 22 dias direi que dentro duma semana ou duas poderá sair e falar aos media."

O Dr Araújo não pode confirmar quantas vezes o presidente foi baleado, apesar de antes os médicos terem dito que ele foi atingido por duas balas.

"Isso são coisas que o sistema de justiça está ainda a analisar e duma perspectiva médica apenas podemos referir que houve alguns ferimentos," disse.

No princípio desta semana, o Dr Ramos-Horta disse aos visitantes que tinha perdoado ao líder amotinado Alfredo Reinado pelo seu papel quer no ataque quer na emboscada no mesmo dia ao Primeiro-Ministro Xanana Gusmão, que escapou ileso.

Reinado foi morto no tiroteio em casa do Dr Ramos-Horta.

AAP

h correia disse...

Faço votos para que a recuperação do PR Ramos Horta continue a correr bem.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.