domingo, fevereiro 24, 2008

Só quem não conhece TMR é que pode ficar admirado com o profissionalismo das FFDT

H. Correia deixou um novo comentário na sua mensagem "Operação "Halibur" põe Falintil no antigo papel da...":

Só quem não conhece TMR é que pode ficar admirado com o profissionalismo das FFDTL.

O general Taur Matan Ruak tem só a 4ª classe, mas sabe mais a dormir que muitos "internacionais" acordados e com cursos de academias militares. E tem outra coisa fundamental que falta a alguns: coragem.

Antes de comentar a infeliz comparação das FFDTL às ABRI, há uma ressalva a fazer: onde se lê "TNI" (Tentara Nasional Indonesia) deve ler-se "ABRI" (Angkatan Bersenjata Republik Indonesia), antiga designação das forças armadas indonésias.

Acho este artigo da Lusa muito infeliz, comparando as Falintil às ABRI. Acredito que PRM não tenha agido por mal, mas afirmar isso é não só demonstração de ignorância do que foi o conflito político-militar da ocupação indonésia de Timor-Leste, como (e sobretudo) é uma afronta gravíssima ao povo timorense.

Podia citar mil e uma barbaridades cometidas pelas ABRI em Timor-Leste (e não só), mas não quero recordar momentos dolorosos desse período nem abusar do espaço reduzido que me é generosamente oferecido neste blog. Fico-me só por citar as tristemente célebres operações de "cerco e aniquilamento" das ABRI como exemplo de como é ofensivo comparar esse bando armado às Falintil. Milhares e milhares de homens, mulheres e crianças morreram, servindo de escudo às forças indonésias.

Para além disso, não esqueçamos a doutrina de "dwifungsi", que transformava as ABRI em instrumento de repressão interna contra a oposição política e os vários nacionalismos que ainda hoje existem na Indonésia.

Foi por isso mesmo que TMR não tolerou a insurreição dos "peticionários": as FFDTL são um exército profissional que defende o Estado e as suas leis e instituições; não um bando armado ou uma falange de camisas negras ao serviço de certos interesses políticos.

Também são infelizes as palavras do "assessor de defesa internacional", que chama "antigos rebeldes" às FFDTL. Estes homens são antigos combatentes NACIONALISTAS que libertaram a sua Nação, não "rebeldes".

“A comunidade internacional e a UNMIT em particular sentem-se marginalizados”, diz uma “fonte diplomática”. Marginalizados sentiram-se os timorenses até agora, por uns estrangeiros paternalistas que pensam ser superiores a eles e devem estar convencidos de que são os donos de Timor.

Ainda bem que a UNMIT e a "comunidade internacional" (certamente um eufemismo para Austrália) não gostaram. Isso só confirma que foi a decisão certa. É que em Timor mandam os timorenses e até agora a UNMIT e os "ISF" só mostraram a sua incompetência completa, desrespeitando a Constituição e os tribunais timorenses e levando a cabo uma pseudo-operação desastrosa em Same.

Não esqueçamos o caloroso convívio das “ISF” com Reinado e os seus homens em Maubisse, bem como o tratamento VIP que lhe foi dado em finais de 2007 numa esquadra da UNPOL.

Escandaloso. E queriam estes senhores continuar o faz-de-conta apalhaçado em Timor? Eu fico admirado é com a infinita paciência e poder de encaixe dos timorenses, que conseguiram aguentar todos estes vexames até agora sem pestanejar.

É espantoso como “diplomatas” e outros “internacionais” estão peocupados com o hipotético “potencial explosivo de uma operação que pode abrir as feridas de 2006”, quando ainda há dias o PR ia sendo morto sem que esses senhores “internacionais” fizessem nada para o evitar. E o PR teria certamente morrido se ficasse à espera que a UNPOL ou os "ISF" o fossem socorrer quando se esvaía em sangue, pois esses senhores ficaram parados à distância, sem dúvida assustados com o “potencial explosivo” do caso...

Tenham vergonha na cara, senhores “internacionais”!

2 comentários:

Anónimo disse...

TMR está tomar uma dicisão errado, apostmos que o povo vai sofrer com a dicisão infatil de lasama e TMR.
sabe que os FDTL activos são maioria vêm de 3 dostritos oriental que vão preseguir os desertores que são loromonu! acha que tem logica ou criar querra civil.parece que o lasama está muito precipitado e TMR quer demonstrar o serviço.

Daniel Araujo disse...

Devias revelar o teu nome para que este debate que vou ter contigo seria muito mais interessante.

Timor Leste eh um estado democratico baseado em leis e poder do povo. Os seus representantes sao escolhido pelo povo que habita a ilha Timor Leste de Tutuala ate enclave Oecussi.

Inadmissivel, intoleravel, inaceitavel e devem ser rejeitadas pelo povo de Tutuala ate Oecussi as pessoas estupidas como Reinado e Salsinha, que com pretexto de serem representantes do povo da parte Loromonu, pretendem e desejam aniquilar os lideres legitimos do povo timorense. A estas pessoas rejeitadas pelo povo, chamam-se rebeldes e traidores da nacao e do povo. Os que, por isso, sera absolutamente correcto, devem ser capturados vivos ou mortos.

Nao vem agora tu a dizeres que eles sao do Loromonu.. as populacoes de Loromonu nao aceitam e deixarao de apoiar estes rebeldes traidores como Reinado falecido e Salsinha criminoso. Um filho de Maubissi como eu tamben nao aceita a soberania e existencia do estado democratico timorense posta em causa so por causa de ultrasensibilidade infantil e egoismo de algumas pessoas do loromonu que nao aguentavam com a vida dificil em militar.

Nao eh com as armas que se resolvem as alegadas discriminacoes que alguns colegas nossos tiveram nas F-FDTL mas com dialogo e atraves de instituicoes apropriadas como tribunais. Porem ja que Salsinha nao pensa com cabeca e optando pela forcas de armas entao eh absolutamente aceitavel e legitimo que as forcas de defesa da soberania timorense ou braco armado do estado de direito timorense: F-FDTL comandado pelo Brigadeiro general Taur Matan Ruak, os preseguem e apanha-los vivos ou mortos. Se forem apanhados vivos seria muito mais melhor para que possam ser levados a justica para revelarem a alegada terceira parte por tras deles que os apoiam financeira e logisticamente.

Como filho de Loromonu que sou apoio totalmente as nossas F-FDTL nas suas operacoes para que haja paz e prosperiedade na nossa nacao Timor Leste. Forcaaaaaaaaaaaaaa!!!! F-FDTL defensor da nacao timorense!!!!!!

Daniel Araujo
Militante de Partido Democratico
Morada: Estrada De Balide

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.