sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Better for PNTL and UNPOL to Arrest Alfredo

Jornal Diario Nacional, 31/1/08
Dili, Timor-Leste

The Commander of the International Stabilsation Forces (ISF) John Hutcheson stated that the ISF does not have the right to arrest Alfredo and his group, but if the court wants to arrest him it will be better to send the Timor-Leste National Police (PNTL) and UNPOL who have that function in Timor-Leste to arrest people.

The ISF Commander John Hutcheson said this to journalists following having participated in a farewell ceremony with the new ISF Commander James Baker at the ISF General Headquarters, Caicoli, Dili (28/1).

The ISF Commander explained further that it is the police who are able to undertake the arrest of Alfredo because according to the law in place it is the police who are able to arrest persons who have committed crimes, but the military cannot undertake such arrests.

“The relationship between the ISF and the Timor-Leste judiciary are good. But we do not have the right to capture or arrest anyone, especially those who commit crimes or other violations,” said the ISF commander.

Regarding the order that the ISF received recently from the court to capture Major Alfredo, the ISF Commander explained that only the court will be able to explain to the public the fundamental reason why the ISF cannot capture Major Alfredo in accordance with the letter sent by the court to the ISF.

“Regarding our not capturing Alfredo, only the court will be able to respond to this question,” recounted the ISF Commander.

When asked about the ISF action in Same some time ago, the ISF Commander explained that it was part of the ISF’s role to guarantee security to enable the people to go about their activities in peace. (END)


De um leitor:

FOOTNOTE: So! That's what they are doing here! Having concerts and going to the beach?

But more seriously, what "right or power" did they have to mount operations against IDP camps and shoot dead two Timorese young men from Lorosae?

What right or power did they have to mount the operation in Same which resulted in five dead?

What right did they have to mount checkpoints with search and seize consequences, prinicpally against FRETILIN convoys, during the prsidential and parliamentary elections of 2007?

They have no legal right to do any of these things because their presence is illegal because the bilateral agreement that purports to allow to remain in Timor-Leste has not been ratified by the National Parliament.

Their actions are all therefor illegal. Brig Hutcheson seems to be verifying that now. In fact their soldiers have no immunity because only parliament can grant such immunities under the constitution, and the agreement has not been taken to the parliament.

When will someone bring legal action to test this in the Timor-Leste courts? Why is the current government not keen to bring the agreement to the parliament for ratification despite even people when their own AMP group in parliament is saying it would be better to end the controversy?

Because they know that bringing it now to the parliament would uncover the error in Prime Minister Ramos Horta not bringing it before the parliament and now the Gusmao government compounding the error. Alkatiri had already resigned in June 2006.

There is another theory, and that is that the only thing that the ISF are here for is to be a bullwark to any possible coup by the F-FDTL against this Timor-Leste President and government.

That is highly unlikely because of the discipline and loyalty nthe F-FDTL command has shwon to the rule of law and the constitution, but Australia needed to protect its allies Ramos Horta and Gusmao.

But do they still feel the same? This is confirmed by comments by the former Australian Ambassador, Margaret Twoomey to the UN Security Council delegation late last year during a meeting with the Dili diplomatic corps: "We (the ADF/ISF) are here to make sure that FRETILIN does not do to this government what they did to FRETILIN in 2006."

We know now perhaps they are not here just for concerts and the booze and the beaches. They are here to keep an eye on their traditional enemy (Falintil) from the time the ADF and the TNI were on the same side sharing counter guerilla warfare startegies in places like Cunungra, Queensland, Australia and Solor, Java.

When Koppassus and the SAS together mounted a live round guerrilla warfare exercise using captured Falintil soldiers like the Falintil hero Mau Hodu (deceased believed killed by Indonesian army in 1999).

Falintil's historic legacy is this: they defeated the TNI, and the TNI's mentors: The Australian and US Defence establishments.

Memories die hard with old soldiers who mistrust the Falintil. Nothing has really changed.

Are you up to changing this mindset Mr Rudd?

Tradução:

É melhor serem a PNTL e a UNPOL a prenderem Alfredo

Jornal Diario Nacional, 31/1/08Dili, Timor-Leste

O Comandante das Forças Internacionais de Estabilização (ISF) John Hutcheson afirmou que a ISF não tem o direito de prender Alfredo e o seu grupo, mas que se o tribunal quiser prendê-los será melhor mandar a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e a UNPOL que têm a função de prender as pessoas em Timor-Leste.

O Comandante da ISF John Hutcheson disse isto aos jornalistas depois de ter participado numa cerimónia de adeus com o novo Comandante da ISF James Baker no Quartel da ISF, Caicoli, Dili (28/1).

O Comandante da ISF explicou ainda que compete à polícia prender Alfredo porque de acordo com a lei existente é a polícia que tem a função de prender pessoas que cometeram crimes,e os militares não o podem fazer.

“As relações entre a ISF e o sector judicial de Timor-Leste são boas. Mas nós não temos o direito de prender ninguém, especialmente os que cometeram crimes ou outras violações,” disse o Comandante da ISF.

Em relação à ordem que a ISF recebeu recentemente do tribunal para capturar o Major Alfredo, o Comandante da ISF explicou que apenas o tribunal será capaz de explicar à população a razão fundamental porque a ISF não pode capturar o Major Alfredo de acordo com a carta enviada pelo tribunal para a ISF.

“Sobre não capturarmos o Alfredo, apenas o tribunal poderá responder a esta questão,” repetiu o Comandante da ISF .

Quando perguntado sobre a acção da ISF em Same à algum tempo atrás, o Comandante da ISF explicou que isso fazia parte do papel da ISF para garantir a segurança e permitir que o povo andasse nas suas actividades em paz. (FIM)

De um leitor:

RODAPÉ: Então! É isso o que estão a fazer aqui! Concertos e idas para a praia?

Mas com mais seriedade, que "direito ou poder" tinham eles para montar operações contra campos de deslocados e matarem à bala dois jovens Timorenses do Lorosae?

Que direito ou poder tinham eles para montarem a operação em Same que resultou em cinco mortes?

Que direito tinham eles para montarem barreiras com revistas e consequências de peso, principalmente contra caravanas da FRETILIN, durante as eleições presidenciais e parlamentares de 2007?

Eles não têm nenhum direito legal para fazer nenhuma destas coisas porque a sua presença é ilegal dado que o acordo bilateral com o propósito que autoriza permanecerem em Timor-Leste nunca foi ratificado pelo Parlamento Nacional.

As acções deles são por isso todas ilegais. Brig Hutcheson parece ter entendido isso agora. De facto os soldados deles não têm nenhuma imunidade porque sob a Constituição apenas o parlamento pode dar tais imunidades, e o acordo não foi levado ao parlamento.

Quando é que alguém vai levantar uma acção legal para testas isto nos tribunais de Timor-Leste? Porque é que o governo corrente não tem vontade de levar o acordo ao parlamento para ratificação mesmo apesar de pessoas dos próprio grupo da AMP no parlamento andarem a dizer que isso seria melhor para acabar a controversia?

Porque eles sabem que se levassem isso agora ao parlamento iria destapar o erro do Primeiro-Ministro Ramos Horta não o ter levado antes ao parlamento e agora o governo de Gusmão mistura o erro. Alkatiri Já tinha resignado em Junho de 2006.

Há uma outra teoria, e essa é que as ISF estão cá para serem um empecilho contra qualquer golpe possível das F-FDTL contra este Presidente e governo de Timor-Leste.

Isto é altamente improvavel por causa da disciplina e da lealdade que o comando das F-FDTL têm mostrado com o domínio da lei e a constituição, mas a Austrália precisava de pri«oteger os seus aliados Ramos Horta e Gusmão.

Mas sentem eles o mesmo? Isto é confirmado por comentários da antiga embaixadora, Margaret Twoomey para a delegação do Conselho de Segy«urança da ONU no final do ano passado durante um encontro com o corpo diplomático em Dili: "Nós (a ADF/ISF) estamos aqui para garantir que a FRETILIN não faz a este governo o que eles fizeram à FRETILIN em 2006."

Agora sabemos que se calhar eles não estão cá apenas para concerto, copos e praia. Eles estão cá para manterem debaixo de olho o inimigo tradicional deles (Falintil) desde o tempo em que a ADF e da TNI estavam do mesmo lado partilhando estratégias de guerra contra-guerrilha em lugares como Cunungra, Queensland, Australia e Solor, Java.

Quando o Koppassus e as SAS juntas montaram exercícios de guerra de guerrilha com munições reais usando soldados capturados das Falintil como o herói das Falintil Mau Hodu (morto, acredita-se assassinado pelos militares Indonésios em 1999).

A herança histórica das Falintil é esta: derrotaram a TNI, e os mentores da TNI: as instituições de defesa Australiana e dos USA.

As memórias nunca morrem nos velhos soldados que desconfiam das Falintil. Nada de facto mudou.

Está disponível para mudar esta mentalidade Sr Rudd?

7 comentários:

Anónimo disse...

Ai é?!... Não há problema! Mandam-se uns quantos UNPOLs australianos (com pistolas) capturar o "Reinadio" (com espingardas e bazucas na moda...) e depois de os polícias serem massacrados o novo comandante do exército australiano em Timor será, certamente, recebido como herói nacional na Austrália!... ;-)
Sugiro que se faça já uma forte campanha para que sejam mesmo os UNPOLs australianos a fazer aquilo que os soldados australianos não conseguiram fazer!

Margarida disse...

Tradução:

É melhor serem a PNTL e a UNPOL a prenderem Alfredo
Jornal Diario Nacional, 31/1/08
Dili, Timor-Leste

O Comandante das Forças Internacionais de Estabilização (ISF) John Hutcheson afirmou que a ISF não tem o direito de prender Alfredo e o seu grupo, mas que se o tribunal quiser prendê-los será melhor mandar a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e a UNPOL que têm a função de prender as pessoas em Timor-Leste.

O Comandante da ISF John Hutcheson disse isto aos jornalistas depois de ter participado numa cerimónia de adeus com o novo Comandante da ISF James Baker no Quartel da ISF, Caicoli, Dili (28/1).

O Comandante da ISF explicou ainda que compete à polícia prender Alfredo porque de acordo com a lei existente é a polícia que tem a função de prender pessoas que cometeram crimes,e os militares não o podem fazer.

“As relações entre a ISF e o sector judicial de Timor-Leste são boas. Mas nós não temos o direito de prender ninguém, especialmente os que cometeram crimes ou outras violações,” disse o Comandante da ISF.

Em relação à ordem que a ISF recebeu recentemente do tribunal para capturar o Major Alfredo, o Comandante da ISF explicou que apenas o tribunal será capaz de explicar à população a razão fundamental porque a ISF não pode capturar o Major Alfredo de acordo com a carta enviada pelo tribunal para a ISF.

“Sobre não capturarmos o Alfredo, apenas o tribunal poderá responder a esta questão,” repetiu o Comandante da ISF .

Quando perguntado sobre a acção da ISF em Same à algum tempo atrás, o Comandante da ISF explicou que isso fazia parte do papel da ISF para garantir a segurança e permitir que o povo andasse nas suas actividades em paz. (FIM)


De um leitor:

RODAPÉ: Então! É isso o que estão a fazer aqui! Concertos e idas para a praia?

Mas com mais seriedade, que "direito ou poder" tinham eles para montar operações contra campos de deslocados e matarem à bala dois jovens Timorenses do Lorosae?

Que direito ou poder tinham eles para montarem a operação em Same que resultou em cinco mortes?

Que direito tinham eles para montarem barreiras com revistas e consequências de peso, principalmente contra caravanas da FRETILIN, durante as eleições presidenciais e parlamentares de 2007?

Eles não têm nenhum direito legal para fazer nenhuma destas coisas porque a sua presença é ilegal dado que o acordo bilateral com o propósito que autoriza permanecerem em Timor-Leste nunca foi ratificado pelo Parlamento Nacional.

As acções deles são por isso todas ilegais. Brig Hutcheson parece ter entendido isso agora. De facto os soldados deles não têm nenhuma imunidade porque sob a Constituição apenas o parlamento pode dar tais imunidades, e o acordo não foi levado ao parlamento.

Quando é que alguém vai levantar uma acção legal para testas isto nos tribunais de Timor-Leste? Porque é que o governo corrente não tem vontade de levar o acordo ao parlamento para ratificação mesmo apesar de pessoas dos próprio grupo da AMP no parlamento andarem a dizer que isso seria melhor para acabar a controversia?

Porque eles sabem que se levassem isso agora ao parlamento iria destapar o erro do Primeiro-Ministro Ramos Horta não o ter levado antes ao parlamento e agora o governo de Gusmão mistura o erro. Alkatiri Já tinha resignado em Junho de 2006.

Há uma outra teoria, e essa é que as ISF estão cá para serem um empecilho contra qualquer golpe possível das F-FDTL contra este Presidente e governo de Timor-Leste.

Isto é altamente improvavel por causa da disciplina e da lealdade que o comando das F-FDTL têm mostrado com o domínio da lei e a constituição, mas a Austrália precisava de pri«oteger os seus aliados Ramos Horta e Gusmão.

Mas sentem eles o mesmo? Isto é confirmado por comentários da antiga embaixadora, Margaret Twoomey para a delegação do Conselho de Segy«urança da ONU no final do ano passado durante um encontro com o corpo diplomático em Dili: "Nós (a ADF/ISF) estamos aqui para garantir que a FRETILIN não faz a este governo o que eles fizeram à FRETILIN em 2006."

Agora sabemos que se calhar eles não estão cá apenas para concerto, copos e praia. Eles estão cá para manterem debaixo de olho o inimigo tradicional deles (Falintil) desde o tempo em que a ADF e da TNI estavam do mesmo lado partilhando estratégias de guerra contra-guerrilha em lugares como Cunungra, Queensland, Australia e Solor, Java.

Quando o Koppassus e as SAS juntas montaram exercícios de guerra de guerrilha com munições reais usando soldados capturados das Falintil como o herói das Falintil Mau Hodu (morto, acredita-se assassinado pelos militares Indonésios em 1999).

A herança histórica das Falintil é esta: derrotaram a TNI, e os mentores da TNI: as instituições de defesa Australiana e dos USA.

As memórias nunca morrem nos velhos soldados que desconfiam das Falintil. Nada de facto mudou.

Está disponível para mudar esta mentalidade Sr Rudd?

Maubere disse...

A VOZ DO POVO OPRIMIDO MAUBERE CLAMA PELA JUSTIÇA A TODOS OS LIDERES POLÍTICOS QUE ESTIVERAM ENVOLVIDOS NA CRISE POLITICA DE 2006 E QUE JÁ ARRASTOU ATE AO PRESENTE MOMENTO SEM NENHUMA DEVIDA SOLUÇÃO PARA QUE O POVO PEQUENO E DÉBIL MAUBERE VOLTA A SENTIR E RESPIRAR O AR FRESCO DAS MONTANHAS SAGRADAS DE TIMOR LESTE E ASSIM PODENDO ATE VOLTAR A VIDA QUOTIDIANA DE VIVER LIVRE E SEGURO NA SUA PRÓPRIA TERRA E AGE COMO VERDADEIRO SENHOR DO SEU PRÓPRIO DESTINO.

O Povo Maubere chama atenção de todos os lideres políticos em geral e em particular ao vigente governo, de que, o pequenez e pobre Maubere já mais se vergara a qualquer chantagem politica de intimidação e coação no recurso de uso de forcas alheias para chacinar mais bons e inocentes filhos timorenses em prol dos seus próprios interesses e assim chegam ate ao cumulo de vergonha de humilhar e fazer sofre mais na pele e na carne dos próprios filhos e reais herdeiros timorenses na sua própria Terra, porque estes opõem freneticamente a politica vergonhosa da actual liderança da RDTL camuflada as suas tenebrosas intenções em cumplicidade com as politicas forasteiras dos países que ate hoje em dia continuam a semear discórdias e desavenças no seio dos povos de Médio Oriente, de Europa do Leste, da África e da América Latina e que neste momento este sistema moribunda esta a ser também transportada e aplica-la mecanicamente em Timor Leste com o lema e lúcido objectivo de nos dividir para melhor reinar-nos.

Apelamos a todo o explorado e oprimido Povo Maubere de Ponta Leste a Oeste, de Norte por Centro a Sul, por Jaco, Ataúro ate ao enclave de Oecússi Ambeno, esta e a hora de acordarmos e orgulharmos mais uma vez com a nossa própria determinação e coragem de sermos sucessores destemidos dos nossos valorosos assuwains guerrilheiros e veteranos combatentes da libertação Nacional de Timor Leste para assim redobrarmos novamente as nossas forcas genuínas e oriundos de um Povo lutador da sua própria causa e libertador de si mesmo das garras das sucessivas formas de governação dos colonialistas, neocolonialistas e seus lacaios como hoje estamos vendo e acompanhando de perto e no dia-a-dia em nosso solo Pátrio de Timor Leste.

Filhos obreiros de Timor Leste, não e nunca devereis sucumbir-se a vossa dignidade e identidade de bons filhos de um Povo sofredor que lutou abnegadamente contra todas as formas mais veladas do jugo colonial e neo-colonial e seu sistema retrogrado que nunca se tem ouvido falar de que na historia dos povos colonizados, os colonistas, neocolonialistas e seus lacaios foram seres humanos sensatos para com os povos colonizados, pelo contrario havia sempre barreiras e muros cimentados de politica de sionismo, tiranismo, despotismo, xenofobismo na discriminação de raças, culturas, tradições, posições sociais e educacionais tal que os colonialistas sempre se mostraram aos povos colonizados como deuses intocáveis na historia da era de colonização, os colonizadores foram sempre com tom de superioridade em todos os aspectos da vida humana e que consideravam os povos colonizados por iletrados, analfabetos, escravos e ate ao cumulo consideravam os seres humanos colonizados como objectos de venda e de compra. Embora esses senhores colonialistas do outrora iam por terras desconhecidas desvendavam novos mundos, novos povos, culturas, usos e costumes, com Cruz de Cristo, mais não sabiam absolutamente nada dos verdadeiros ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, como tal, ate os próprios missionários que tinham missão de evangelizar os povos encontrados nas longínquas paragens dos países donde eles partiam com a doutrina de Cristo, chegaram ao cumulo de se enquadrar-se nas forcas das baionetas para dominar e fazer humilhar os povos ainda não civilizados e que a luz de Cristo por eles ainda não chegados e faziam deles como ovelhas cegas por os melhor explorar e oprimir mas nunca com boa intenção de libertar essas almas perdidas para poderem se libertar das garras das culturas e tradições arcaicas que não permitiam conhecer ate aquele momento a civilização ocidental como apregoavam os nossos colonizadores e seus peões avançados como hoje prevalecem os seus modos de vida como de outrora embora não abertamente nas vistas dado a evolução da nossa sociedade humana mas eles continuam a praticar essas formas mais desumanas para poder melhor explorar e oprimir com objectivo claro de nos dividir para reinar e depois expropriar todas as nossas riquezas naturais como gás, petróleo, cafés, sândalos, borrachas, copras, peixes, níqueis, mármores, manganésios, cobres, cristais e tantos outros mais todos são os produtos genuínos e naturais provenientes do solo Pátrio Maubere mil vezes martirizado e querido.

Face este prelúdio de uma situação política predicada para um caos de grande risco para uma verdadeira segurança e manutenção do bem-estar do pobre, humilde e débil Povo Maubere, nos apelamos a todos os nacionalistas e patriotas que cerram as nossas fileiras em todas as frentes contra tudo e qualquer outra manobra premeditada de politica facínora e traiçoeira aos interesses mais supremos do nosso Povo de Timor Lorosae. Jamais permitiremos de que os imorais líderes políticos utilizem as forcas estrangeiras como seus escudos para nos desferir golpes mortais com suas máquinas de guerra que na realide tem objectivo de nos defender do que nos virar os canos mortíferos das armas assassinas para nos sacrificar por interesses dum punhado de homens insensatos na liderança da actual RDTL. Queira Deus que isto não aconteça, mas por insensatez dos despoéticos e tiranos lideres se persistem em pôr-nos em risco a nossa vida deveremos reagir com todas as nossas forcas e meios que dispomos para neutralizar toda e qualquer tentativa dos megalómanos e lalo manos líderes incompetentes na governação de Timor Leste.

Viva o Povo Maubere!
Vivam as Gloriosas Falintil e os heróicos Veteranos da Libertação da Pátria Maubere!
Viva a Juventude Maubere!
Viva a Mulher Bibere!
Viva a lúcida Vanguarda do Pobre e Débil Povo Maubere no solo Pátrio de Timor Leste!

Nas Montanhas e Selvas de Timor Leste ao primeiro dia do mês de Fevereiro e do ano de 2008.-

Assinado Maubere!

Maubere disse...

A VOZ DO POVO OPRIMIDO MAUBERE CLAMA PELA JUSTIÇA A TODOS OS LIDERES POLÍTICOS QUE ESTIVERAM ENVOLVIDOS NA CRISE POLITICA DE 2006 E QUE JÁ ARRASTOU ATE AO PRESENTE MOMENTO SEM NENHUMA DEVIDA SOLUÇÃO PARA QUE O POVO PEQUENO E DÉBIL MAUBERE VOLTA A SENTIR E RESPIRAR O AR FRESCO DAS MONTANHAS SAGRADAS DE TIMOR LESTE E ASSIM PODENDO ATE VOLTAR A VIDA QUOTIDIANA DE VIVER LIVRE E SEGURO NA SUA PRÓPRIA TERRA E AGE COMO VERDADEIRO SENHOR DO SEU PRÓPRIO DESTINO.

O Povo Maubere chama atenção de todos os lideres políticos em geral e em particular ao vigente governo, de que, o pequenez e pobre Maubere já mais se vergara a qualquer chantagem politica de intimidação e coação no recurso de uso de forcas alheias para chacinar mais bons e inocentes filhos timorenses em prol dos seus próprios interesses e assim chegam ate ao cumulo de vergonha de humilhar e fazer sofre mais na pele e na carne dos próprios filhos e reais herdeiros timorenses na sua própria Terra, porque estes opõem freneticamente a politica vergonhosa da actual liderança da RDTL camuflada as suas tenebrosas intenções em cumplicidade com as politicas forasteiras dos países que ate hoje em dia continuam a semear discórdias e desavenças no seio dos povos de Médio Oriente, de Europa do Leste, da África e da América Latina e que neste momento este sistema moribunda esta a ser também transportada e aplica-la mecanicamente em Timor Leste com o lema e lúcido objectivo de nos dividir para melhor reinar-nos.

Apelamos a todo o explorado e oprimido Povo Maubere de Ponta Leste a Oeste, de Norte por Centro a Sul, por Jaco, Ataúro ate ao enclave de Oecússi Ambeno, esta e a hora de acordarmos e orgulharmos mais uma vez com a nossa própria determinação e coragem de sermos sucessores destemidos dos nossos valorosos assuwains guerrilheiros e veteranos combatentes da libertação Nacional de Timor Leste para assim redobrarmos novamente as nossas forcas genuínas e oriundos de um Povo lutador da sua própria causa e libertador de si mesmo das garras das sucessivas formas de governação dos colonialistas, neocolonialistas e seus lacaios como hoje estamos vendo e acompanhando de perto e no dia-a-dia em nosso solo Pátrio de Timor Leste.

Filhos obreiros de Timor Leste, não e nunca devereis sucumbir-se a vossa dignidade e identidade de bons filhos de um Povo sofredor que lutou abnegadamente contra todas as formas mais veladas do jugo colonial e neo-colonial e seu sistema retrogrado que nunca se tem ouvido falar de que na historia dos povos colonizados, os colonistas, neocolonialistas e seus lacaios foram seres humanos sensatos para com os povos colonizados, pelo contrario havia sempre barreiras e muros cimentados de politica de sionismo, tiranismo, despotismo, xenofobismo na discriminação de raças, culturas, tradições, posições sociais e educacionais tal que os colonialistas sempre se mostraram aos povos colonizados como deuses intocáveis na historia da era de colonização, os colonizadores foram sempre com tom de superioridade em todos os aspectos da vida humana e que consideravam os povos colonizados por iletrados, analfabetos, escravos e ate ao cumulo consideravam os seres humanos colonizados como objectos de venda e de compra. Embora esses senhores colonialistas do outrora iam por terras desconhecidas desvendavam novos mundos, novos povos, culturas, usos e costumes, com Cruz de Cristo, mais não sabiam absolutamente nada dos verdadeiros ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, como tal, ate os próprios missionários que tinham missão de evangelizar os povos encontrados nas longínquas paragens dos países donde eles partiam com a doutrina de Cristo, chegaram ao cumulo de se enquadrar-se nas forcas das baionetas para dominar e fazer humilhar os povos ainda não civilizados e que a luz de Cristo por eles ainda não chegados e faziam deles como ovelhas cegas por os melhor explorar e oprimir mas nunca com boa intenção de libertar essas almas perdidas para poderem se libertar das garras das culturas e tradições arcaicas que não permitiam conhecer ate aquele momento a civilização ocidental como apregoavam os nossos colonizadores e seus peões avançados como hoje prevalecem os seus modos de vida como de outrora embora não abertamente nas vistas dado a evolução da nossa sociedade humana mas eles continuam a praticar essas formas mais desumanas para poder melhor explorar e oprimir com objectivo claro de nos dividir para reinar e depois expropriar todas as nossas riquezas naturais como gás, petróleo, cafés, sândalos, borrachas, copras, peixes, níqueis, mármores, manganésios, cobres, cristais e tantos outros mais todos são os produtos genuínos e naturais provenientes do solo Pátrio Maubere mil vezes martirizado e querido.

Face este prelúdio de uma situação política predicada para um caos de grande risco para uma verdadeira segurança e manutenção do bem-estar do pobre, humilde e débil Povo Maubere, nos apelamos a todos os nacionalistas e patriotas que cerram as nossas fileiras em todas as frentes contra tudo e qualquer outra manobra premeditada de politica facínora e traiçoeira aos interesses mais supremos do nosso Povo de Timor Lorosae. Jamais permitiremos de que os imorais líderes políticos utilizem as forcas estrangeiras como seus escudos para nos desferir golpes mortais com suas máquinas de guerra que na realide tem objectivo de nos defender do que nos virar os canos mortíferos das armas assassinas para nos sacrificar por interesses dum punhado de homens insensatos na liderança da actual RDTL. Queira Deus que isto não aconteça, mas por insensatez dos despoéticos e tiranos lideres se persistem em pôr-nos em risco a nossa vida deveremos reagir com todas as nossas forcas e meios que dispomos para neutralizar toda e qualquer tentativa dos megalómanos e lalo manos líderes incompetentes na governação de Timor Leste.

Viva o Povo Maubere!
Vivam as Gloriosas Falintil e os heróicos Veteranos da Libertação da Pátria Maubere!
Viva a Juventude Maubere!
Viva a Mulher Bibere!
Viva a lúcida Vanguarda do Pobre e Débil Povo Maubere no solo Pátrio de Timor Leste!

Nas Montanhas e Selvas de Timor Leste ao primeiro dia do mês de Fevereiro e do ano de 2008.-

Assinado Maubere!

Maubere disse...

A VOZ DO POVO OPRIMIDO MAUBERE CLAMA PELA JUSTIÇA A TODOS OS LIDERES POLÍTICOS QUE ESTIVERAM ENVOLVIDOS NA CRISE POLITICA DE 2006 E QUE JÁ ARRASTOU ATE AO PRESENTE MOMENTO SEM NENHUMA DEVIDA SOLUÇÃO PARA QUE O POVO PEQUENO E DÉBIL MAUBERE VOLTA A SENTIR E RESPIRAR O AR FRESCO DAS MONTANHAS SAGRADAS DE TIMOR LESTE E ASSIM PODENDO ATE VOLTAR A VIDA QUOTIDIANA DE VIVER LIVRE E SEGURO NA SUA PRÓPRIA TERRA E AGE COMO VERDADEIRO SENHOR DO SEU PRÓPRIO DESTINO.

O Povo Maubere chama atenção de todos os lideres políticos em geral e em particular ao vigente governo, de que, o pequenez e pobre Maubere já mais se vergara a qualquer chantagem politica de intimidação e coação no recurso de uso de forcas alheias para chacinar mais bons e inocentes filhos timorenses em prol dos seus próprios interesses e assim chegam ate ao cumulo de vergonha de humilhar e fazer sofre mais na pele e na carne dos próprios filhos e reais herdeiros timorenses na sua própria Terra, porque estes opõem freneticamente a politica vergonhosa da actual liderança da RDTL camuflada as suas tenebrosas intenções em cumplicidade com as politicas forasteiras dos países que ate hoje em dia continuam a semear discórdias e desavenças no seio dos povos de Médio Oriente, de Europa do Leste, da África e da América Latina e que neste momento este sistema moribunda esta a ser também transportada e aplica-la mecanicamente em Timor Leste com o lema e lúcido objectivo de nos dividir para melhor reinar-nos.

Apelamos a todo o explorado e oprimido Povo Maubere de Ponta Leste a Oeste, de Norte por Centro a Sul, por Jaco, Ataúro ate ao enclave de Oecússi Ambeno, esta e a hora de acordarmos e orgulharmos mais uma vez com a nossa própria determinação e coragem de sermos sucessores destemidos dos nossos valorosos assuwains guerrilheiros e veteranos combatentes da libertação Nacional de Timor Leste para assim redobrarmos novamente as nossas forcas genuínas e oriundos de um Povo lutador da sua própria causa e libertador de si mesmo das garras das sucessivas formas de governação dos colonialistas, neocolonialistas e seus lacaios como hoje estamos vendo e acompanhando de perto e no dia-a-dia em nosso solo Pátrio de Timor Leste.

Filhos obreiros de Timor Leste, não e nunca devereis sucumbir-se a vossa dignidade e identidade de bons filhos de um Povo sofredor que lutou abnegadamente contra todas as formas mais veladas do jugo colonial e neo-colonial e seu sistema retrogrado que nunca se tem ouvido falar de que na historia dos povos colonizados, os colonistas, neocolonialistas e seus lacaios foram seres humanos sensatos para com os povos colonizados, pelo contrario havia sempre barreiras e muros cimentados de politica de sionismo, tiranismo, despotismo, xenofobismo na discriminação de raças, culturas, tradições, posições sociais e educacionais tal que os colonialistas sempre se mostraram aos povos colonizados como deuses intocáveis na historia da era de colonização, os colonizadores foram sempre com tom de superioridade em todos os aspectos da vida humana e que consideravam os povos colonizados por iletrados, analfabetos, escravos e ate ao cumulo consideravam os seres humanos colonizados como objectos de venda e de compra. Embora esses senhores colonialistas do outrora iam por terras desconhecidas desvendavam novos mundos, novos povos, culturas, usos e costumes, com Cruz de Cristo, mais não sabiam absolutamente nada dos verdadeiros ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, como tal, ate os próprios missionários que tinham missão de evangelizar os povos encontrados nas longínquas paragens dos países donde eles partiam com a doutrina de Cristo, chegaram ao cumulo de se enquadrar-se nas forcas das baionetas para dominar e fazer humilhar os povos ainda não civilizados e que a luz de Cristo por eles ainda não chegados e faziam deles como ovelhas cegas por os melhor explorar e oprimir mas nunca com boa intenção de libertar essas almas perdidas para poderem se libertar das garras das culturas e tradições arcaicas que não permitiam conhecer ate aquele momento a civilização ocidental como apregoavam os nossos colonizadores e seus peões avançados como hoje prevalecem os seus modos de vida como de outrora embora não abertamente nas vistas dado a evolução da nossa sociedade humana mas eles continuam a praticar essas formas mais desumanas para poder melhor explorar e oprimir com objectivo claro de nos dividir para reinar e depois expropriar todas as nossas riquezas naturais como gás, petróleo, cafés, sândalos, borrachas, copras, peixes, níqueis, mármores, manganésios, cobres, cristais e tantos outros mais todos são os produtos genuínos e naturais provenientes do solo Pátrio Maubere mil vezes martirizado e querido.

Face este prelúdio de uma situação política predicada para um caos de grande risco para uma verdadeira segurança e manutenção do bem-estar do pobre, humilde e débil Povo Maubere, nos apelamos a todos os nacionalistas e patriotas que cerram as nossas fileiras em todas as frentes contra tudo e qualquer outra manobra premeditada de politica facínora e traiçoeira aos interesses mais supremos do nosso Povo de Timor Lorosae. Jamais permitiremos de que os imorais líderes políticos utilizem as forcas estrangeiras como seus escudos para nos desferir golpes mortais com suas máquinas de guerra que na realide tem objectivo de nos defender do que nos virar os canos mortíferos das armas assassinas para nos sacrificar por interesses dum punhado de homens insensatos na liderança da actual RDTL. Queira Deus que isto não aconteça, mas por insensatez dos despoéticos e tiranos lideres se persistem em pôr-nos em risco a nossa vida deveremos reagir com todas as nossas forcas e meios que dispomos para neutralizar toda e qualquer tentativa dos megalómanos e lalo manos líderes incompetentes na governação de Timor Leste.

Viva o Povo Maubere!
Vivam as Gloriosas Falintil e os heróicos Veteranos da Libertação da Pátria Maubere!
Viva a Juventude Maubere!
Viva a Mulher Bibere!
Viva a lúcida Vanguarda do Pobre e Débil Povo Maubere no solo Pátrio de Timor Leste!

Nas Montanhas e Selvas de Timor Leste ao primeiro dia do mês de Fevereiro e do ano de 2008.-

Assinado Maubere!

Maubere disse...

A VOZ DO POVO OPRIMIDO MAUBERE CLAMA PELA JUSTI�A A TODOS OS LIDERES POL�TICOS QUE ESTIVERAM ENVOLVIDOS NA CRISE POLITICA DE 2006 E QUE J� ARRASTOU ATE AO PRESENTE MOMENTO SEM NENHUMA DEVIDA SOLU��O PARA QUE O POVO PEQUENO E D�BIL MAUBERE VOLTA A SENTIR E RESPIRAR O AR FRESCO DAS MONTANHAS SAGRADAS DE TIMOR LESTE E ASSIM PODENDO ATE VOLTAR A VIDA QUOTIDIANA DE VIVER LIVRE E SEGURO NA SUA PR�PRIA TERRA E AGE COMO VERDADEIRO SENHOR DO SEU PR�PRIO DESTINO.

O Povo Maubere chama aten�o de todos os lideres pol�ticos em geral e em particular ao vigente governo, de que, o pequenez e pobre Maubere j� mais se vergara a qualquer chantagem politica de intimida�o e coa�o no recurso de uso de forcas alheias para chacinar mais bons e inocentes filhos timorenses em prol dos seus pr�prios interesses e assim chegam ate ao cumulo de vergonha de humilhar e fazer sofre mais na pele e na carne dos pr�prios filhos e reais herdeiros timorenses na sua pr�pria Terra, porque estes op�em freneticamente a politica vergonhosa da actual lideran�a da RDTL camuflada as suas tenebrosas inten�es em cumplicidade com as politicas forasteiras dos pa�ses que ate hoje em dia continuam a semear disc�rdias e desaven�as no seio dos povos de M�dio Oriente, de Europa do Leste, da �frica e da Am�rica Latina e que neste momento este sistema moribunda esta a ser tamb�m transportada e aplica-la mecanicamente em Timor Leste com o lema e l�cido objectivo de nos dividir para melhor reinar-nos.

Apelamos a todo o explorado e oprimido Povo Maubere de Ponta Leste a Oeste, de Norte por Centro a Sul, por Jaco, Ata�ro ate ao enclave de Oec�ssi Ambeno, esta e a hora de acordarmos e orgulharmos mais uma vez com a nossa pr�pria determina�o e coragem de sermos sucessores destemidos dos nossos valorosos assuwains guerrilheiros e veteranos combatentes da liberta�o Nacional de Timor Leste para assim redobrarmos novamente as nossas forcas genu�nas e oriundos de um Povo lutador da sua pr�pria causa e libertador de si mesmo das garras das sucessivas formas de governa�o dos colonialistas, neocolonialistas e seus lacaios como hoje estamos vendo e acompanhando de perto e no dia-a-dia em nosso solo P�trio de Timor Leste.

Filhos obreiros de Timor Leste, n�o e nunca devereis sucumbir-se a vossa dignidade e identidade de bons filhos de um Povo sofredor que lutou abnegadamente contra todas as formas mais veladas do jugo colonial e neo-colonial e seu sistema retrogrado que nunca se tem ouvido falar de que na historia dos povos colonizados, os colonistas, neocolonialistas e seus lacaios foram seres humanos sensatos para com os povos colonizados, pelo contrario havia sempre barreiras e muros cimentados de politica de sionismo, tiranismo, despotismo, xenofobismo na discrimina�o de ra�as, culturas, tradi�es, posi�es sociais e educacionais tal que os colonialistas sempre se mostraram aos povos colonizados como deuses intoc�veis na historia da era de coloniza�o, os colonizadores foram sempre com tom de superioridade em todos os aspectos da vida humana e que consideravam os povos colonizados por iletrados, analfabetos, escravos e ate ao cumulo consideravam os seres humanos colonizados como objectos de venda e de compra. Embora esses senhores colonialistas do outrora iam por terras desconhecidas desvendavam novos mundos, novos povos, culturas, usos e costumes, com Cruz de Cristo, mais n�o sabiam absolutamente nada dos verdadeiros ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, como tal, ate os pr�prios mission�rios que tinham miss�o de evangelizar os povos encontrados nas long�nquas paragens dos pa�ses donde eles partiam com a doutrina de Cristo, chegaram ao cumulo de se enquadrar-se nas forcas das baionetas para dominar e fazer humilhar os povos ainda n�o civilizados e que a luz de Cristo por eles ainda n�o chegados e faziam deles como ovelhas cegas por os melhor explorar e oprimir mas nunca com boa inten�o de libertar essas almas perdidas para poderem se libertar das garras das culturas e tradi�es arcaicas que n�o permitiam conhecer ate aquele momento a civiliza�o ocidental como apregoavam os nossos colonizadores e seus pe�es avan�ados como hoje prevalecem os seus modos de vida como de outrora embora n�o abertamente nas vistas dado a evolu�o da nossa sociedade humana mas eles continuam a praticar essas formas mais desumanas para poder melhor explorar e oprimir com objectivo claro de nos dividir para reinar e depois expropriar todas as nossas riquezas naturais como g�s, petr�leo, caf�s, s�ndalos, borrachas, copras, peixes, n�queis, m�rmores, mangan�sios, cobres, cristais e tantos outros mais todos s�o os produtos genu�nos e naturais provenientes do solo P�trio Maubere mil vezes martirizado e querido.

Face este prel�dio de uma situa�o pol�tica predicada para um caos de grande risco para uma verdadeira seguran�a e manuten�o do bem-estar do pobre, humilde e d�bil Povo Maubere, nos apelamos a todos os nacionalistas e patriotas que cerram as nossas fileiras em todas as frentes contra tudo e qualquer outra manobra premeditada de politica fac�nora e trai�oeira aos interesses mais supremos do nosso Povo de Timor Lorosae. Jamais permitiremos de que os imorais l�deres pol�ticos utilizem as forcas estrangeiras como seus escudos para nos desferir golpes mortais com suas m�quinas de guerra que na realide tem objectivo de nos defender do que nos virar os canos mort�feros das armas assassinas para nos sacrificar por interesses dum punhado de homens insensatos na lideran�a da actual RDTL. Queira Deus que isto n�o aconte�a, mas por insensatez dos despo�ticos e tiranos lideres se persistem em p�r-nos em risco a nossa vida deveremos reagir com todas as nossas forcas e meios que dispomos para neutralizar toda e qualquer tentativa dos megal�manos e lalo manos l�deres incompetentes na governa�o de Timor Leste.

Viva o Povo Maubere!
Vivam as Gloriosas Falintil e os her�icos Veteranos da Liberta�o da P�tria Maubere!
Viva a Juventude Maubere!
Viva a Mulher Bibere!
Viva a l�cida Vanguarda do Pobre e D�bil Povo Maubere no solo P�trio de Timor Leste!

Nas Montanhas e Selvas de Timor Leste ao primeiro dia do m�s de Fevereiro e do ano de 2008.-

Assinado Maubere!

Maubere disse...

A VOZ DO POVO OPRIMIDO MAUBERE CLAMA PELA JUSTIÇA A TODOS OS LIDERES POLÍTICOS QUE ESTIVERAM ENVOLVIDOS NA CRISE POLÍTICA DE 2006 E QUE JÁ ARRASTOU ATE AO PRESENTE MOMENTO SEM NENHUMA DEVIDA SOLUÇÃO PARA QUE O POVO PEQUENO E DÉBIL MAUBERE VOLTA A SENTIR E RESPIRAR O AR FRESCO DAS MONTANHAS SAGRADAS DE TIMOR LESTE E ASSIM PODENDO ATE VOLTAR A VIDA QUOTIDIANA DE VIVER LIVRE E SEGURO NA SUA PRÓPRIA TERRA E AGE COMO VERDADEIRO SENHOR DO SEU PRÓPRIO DESTINO.

O Povo Maubere chama atenção de todos os lideres políticos em geral e em particular ao vigente governo, de que, o pequenez e pobre Maubere já mais se vergara a qualquer chantagem política de intimidação e coação no recurso de uso de forcas alheias para chacinar mais bons e inocentes filhos timorenses em prol dos seus próprios interesses e assim chegam ate ao cumulo de vergonha de humilhar e fazer sofrer mais na pele e na carne dos próprios filhos e reais herdeiros timorenses na sua própria Terra, porque estes opõem freneticamente a política vergonhosa da actual liderança da RDTL camuflada as suas tenebrosas intenções em cumplicidade com as políticas forasteiras dos países que ate hoje em dia continuam a semear discórdias e desavenças no seio dos povos de Médio Oriente, de Europa do Leste, da África e da América Latina e que neste momento este sistema moribunda esta a ser também transportada e aplica-la mecanicamente em Timor Leste com o lema e lúcido objectivo de nos dividir para melhor reinar-nos.



Apelamos a todo o explorado e oprimido Povo Maubere de Ponta Leste a Oeste, de Norte por Centro a Sul, por Jaco, Ataúro ate ao enclave de Oecússi Ambeno, esta e a hora de acordarmos e orgulharmos mais uma vez com a nossa própria determinação e coragem de sermos sucessores destemidos dos nossos valorosos assuwains guerrilheiros e veteranos combatentes da libertação Nacional de Timor Leste para assim redobrarmos novamente as nossas forcas genuínas e oriundos de um Povo lutador da sua própria causa e libertador de si mesmo das garras das sucessivas formas de governação dos colonialistas, neocolonialistas e seus lacaios como hoje estamos vendo e acompanhando de perto e no dia-a-dia em nosso solo Pátrio de Timor Leste.



Filhos obreiros de Timor Leste, não e nunca devereis sucumbir-se a vossa dignidade e identidade de bons filhos de um Povo sofredor que lutou abnegadamente contra todas as formas mais veladas do jugo colonial e neo-colonial e seu sistema retrógrado que nunca se tem ouvido falar de que na historia dos povos colonizados, os colonialistas, neocolonialistas e seus lacaios não foram seres humanos sensatos para com os povos colonizados, pelo contrario havia sempre barreiras e muros cimentados de política de sionismo, tiranismo, despotismo, xenofobismo na discriminação de raças, culturas, tradições, posições sociais e educacionais tal que os colonialistas sempre se mostraram aos povos colonizados como deuses intocáveis na historia da era de colonização, os colonizadores foram sempre com tom de superioridade em todos os aspectos da vida humana e que consideravam os povos colonizados por iletrados, analfabetos, escravos e ate ao cumulo consideravam os seres humanos colonizados como objectos de venda e de compra. Embora esses senhores colonialistas do outrora iam por terras desconhecidas desvendavam novos mundos, novos povos, culturas, usos e costumes, com Cruz de Cristo, mais não sabiam absolutamente nada dos verdadeiros ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, como tal, ate os próprios missionários que tinham missão de evangelizar os povos encontrados nas longínquas paragens dos países donde eles partiam com a doutrina de Cristo, chegaram ao cumulo de se enquadrar-se nas forcas das baionetas para dominar e fazer humilhar os povos ainda não civilizados e que a luz de Cristo por eles ainda não chegados e faziam deles como ovelhas cegas por os melhor explorar e oprimir mas nunca com boa intenção de libertar essas almas perdidas para poderem se libertar das garras das culturas e tradições arcaicas que não permitiam conhecer ate aquele momento a civilização ocidental como apregoavam os nossos colonizadores e seus peões avançados como hoje prevalecem os seus modos de vida como de outrora embora não abertamente nas vistas dado a evolução da nossa sociedade humana mas eles continuam a praticar essas formas mais desumanas para poder melhor explorar e oprimir com objectivo claro de nos dividir para reinar e depois expropriar todas as nossas riquezas naturais como gás, petróleo, cafés, sândalos, borrachas, copras, peixes, níqueis, mármores, manganésios, cobres, cristais e tantos outros mais todos são os produtos genuínos e naturais provenientes do solo Pátrio Maubere mil vezes martirizado e querido.



Face este prelúdio de uma situação política predicada para um caos de grande risco para uma verdadeira segurança e manutenção do bem-estar do pobre, humilde e débil Povo Maubere, nos apelamos a todos os nacionalistas e patriotas que cerram as nossas fileiras em todas as frentes contra tudo e qualquer outra manobra premeditada de política facínora e traiçoeira aos interesses mais supremos do nosso Povo de Timor Lorosae. Jamais permitiremos de que os imorais líderes políticos utilizem as forcas estrangeiras como seus escudos para nos desferir golpes mortais com suas máquinas de guerra que na realidade tem objectivo de nos defender do que nos virar os canos mortíferos das armas assassinas para nos sacrificar por interesses dum punhado de homens insensatos na liderança da actual RDTL. Queira Deus que isto não aconteça, mas por insensatez dos despóticos e tiranos lideres se persistem em pôr-nos em risco a nossa vida deveremos reagir com todas as nossas forcas e meios que dispomos para neutralizar toda e qualquer tentativa dos megalômanos e lalomanos líderes incompetentes na governação de Timor Leste.

Viva o Povo Maubere!
Vivam as Gloriosas Falintil e os heróicos Veteranos da Libertação da Pátria Maubere!
Viva a Juventude Maubere!
Viva a Mulher Bibere!
Viva a lúcida Vanguarda do Pobre e Débil Povo Maubere no solo Pátrio de Timor Leste!

Nas Montanhas e Selvas de Timor Leste ao primeiro dia do mês de Fevereiro e do ano de 2008.-

Assinado Maubere!

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.