sábado, janeiro 19, 2008

AINDA A LUSA....

Blog Timor Lorosae Nação
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

TEREMOS DE METER EXPLICADOR PARA PERCEBER A LUSA?

Ainda a Lusa, sempre a Lusa enquanto não conseguirmos perceber o que anda a fazer em Timor-Leste.

Na sequência dos textos mais abaixo publicados, relacionados com os longos silêncios da Lusa relativamente ao que se vai passando em Timor-Leste e reforçando as opiniões de Klaudio Berek e outros mais, fomos encontrar nos comentários um artigo posto pela Margarida que comprova não ser de agora o comportamento de uma agência que em Timor pode ser de tudo menos de notícias. Pelo menos elas não chegam a Portugal de forma satisfatória que justifique aquilo que os contribuintes portugueses lhe pagam.

O texto que se segue é de autoria de José Pacheco Pereira, datado de 20 de Setembro de 2006 e foi publicado no seu blogue Abrupto - cujo link está mais em baixo.

De salientar que após tantos dias de silêncio a Lusa lá começou nestes dois últimos dias a mexer-se. Titubeante mas lá vêm aparecendo umas noticiazitas, apesar de não aparecerem os grandes trabalhos, nem nada relacionado com o "desaguisado" Xanana vs Reinado. Coisas da Lusa e de para quem trabalha...

Será que para perceber vamos ter de meter explicador, ou estará a acontecer o que dizem os tais "radicais" de que Berek fala mais em baixo?
.
O QUE SE PASSA EM TIMOR?

Continuamos sem saber, até um dia em que qualquer coisa grave aconteça. Não se percebe o nexo, a sequência, os protagonistas, os eventos, os interesses. Que fazem os nossos “bons”, Xanana e Ramos Horta? Que fazem os nossos “maus”, Alkatiri e Lobato? Que fazem os invasores australianos? Que fazem os nossos GNR? Ainda há “democracia”? Que fazem os portugueses que ficaram? Planeiam vir embora, porque não vale a pena? Planeiam ficar, porque não tem emprego cá? Querem ficar porque gostam da “causa” de Timor? Por onde anda o major Reinado e os seus militares e políticas revoltosos? O que é que fazemos em Timor, se é que fazemos alguma coisa? Já há alguma obra pública feita em Timor com os rios de dinheiro que os “doadores” deram, ou vai tudo para alimentar o aparelho das organizações internacionais e as ONG? Que é feito do dinheiro do petróleo?

A rádio e a televisão públicas tem correspondentes em Timor pagos pelo dinheiro dos contribuintes, nós. Onde estão? Não há notícias sobre Timor que se percebam? Que se percebam, insisto.

Informe-se aqui que desde dia 16 de Maio que relatamos diariamente o que se passa em Timor-Leste, com opiniões e notícias que traduzimos para português, visto que na nossa língua são cada vez menos.

E poderá perceber melhor porque a imprensa fez de Mari Alkatiri um dos "maus"...
...

3 comentários:

Margarida disse...

"A rádio e a televisão públicas tem correspondentes em Timor pagos pelo dinheiro dos contribuintes, nós. Onde estão? Não há notícias sobre Timor que se percebam? Que se percebam, insisto."

Esta frase do José Pacheco Pereira (JPP) ajuda-nos a perceber que já ele próprio em 20 de Setembro de 2006 desconfiava da manipulação noticiosa sobre o que se passava em Timor-Leste. À época nem faltavam muitas notícias sobre Timor-Leste, mas que eram todas tendenciosas, eram e para favorecer o lado Xanana/Horta e demonizar o lado da Fretilin. E o JPP estava a pôr o dedo na ferida e a alertar.

Anónimo disse...

De facto é de lamentar o silêncio dos correspondentes portugueses, principalmente da RTP, que tem DOIS jornalistas. Devem de estar distraídos (ou será que têm medo??). A RTP devia rever a sua presença em Timor, mesmo a nível de assessores que também pouco ou nada fazem. Um entretem meninas o outro, enfim. No comments. Coitadinhos dos contribuintes portuguese.

Anónimo disse...

É e facto de lamentar o silêncio dos jornalistas "lusas"! Por muito que me custe dizer isto, mas se houver sangue, os vampiros irão a correr...

Fítun Taci

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.