sexta-feira, outubro 12, 2007

Mais sobre o abandono de Portugal a Timor-Leste...

Comentário na sua mensagem "Portugal negociou e entregou Timor-Leste à Austrál...":

Corroboro o que está escrito! Portugal, com tanto paleio de "COOPERAÇÃO" e...veja-se a triste figura!

Porque não há-de Portugal dedicar-se a TIMOR como se de um filho pequeno se tratasse, para ao menos fazer esquecer o que em devido tempo NÃO fez por TIMOR!?

Vai ter que ser, uma vez mais, o cidadão anónimo a não deixar cair TIMOR!! É preciso que continuemos a falar, a gritar, que houve um povo que sofreu muito e precisou de ajuda e que agora continua a precisar!!

A comunicação social é sempre a mesma coisa: se há sangue, os vampiros voam logo para lá, se não há...esquece-se!

Porque é que a RDP-ANTENA 1 TEM UMA FREQUÊNCIA CHAMADA "RDP ÁFRICA" E NÃO TEM UMA "RDP ÁSIA"????

PORQUE É QUE ACABARAM COM O PROGRAMA DE QUARENTA E CINCO MINUTOS, (QUE COMEÇOU ANTES DA INDEPENDÊNCIA E ACABOU POUCO TEMPO DEPOIS) E ERA TRANSMITIDO ÀS QUARTAS FEIRAS DO CENTRO CULTURAL CAMÕES OU DE QUALQUER OUTRO LOCAL DE TIMOR, EM QUE O ANTÓNIO VELADAS DEU A CONHECER UM TIMOR PROFUNDO, TENTANDO ASSIM MOSTRAR A ALMA DO POVO DE TIMOR???

PORQUE ACABOU ESSE PROGRAMA???

PORQUE NÃO TEMOS REPORTAGENS NA RTP, PELO MENOS, SOBRE O QUE A COOPERAÇÃO PORTUGUESA FAZ EM TIMOR???

Estou a tentar ir trabalhar para Timor e digo-vos. é bom que a Cooperação funcione porque senão, vou arranjar um pé de vento!!!

Fítun Taci

7 comentários:

Anónimo disse...

Sim, boa pergunta sobre o papel dos correspondentes da RTP em Timor. Por que não temos reportagens de fundo, entrevistas, etc, etc? Há tanto para ser abordado e analisado.
Ou só as casas queimadas e umas pedradas merecem atenção? Demonstra falta de iniciativa, pouca vontade de fazer coisas e comodismo.
Assim vai Portugal... No seu "melhor".

Padre Alfredo disse...

que Horror!
Vou divulgar no Brasil

Anónimo disse...

Meu caro Fitun Taci, o programa de que fala acabou porque o Antonio Veladas se demitiu da RDP.
Esteve a trabalhar para o governo timorense, colocado em Macau, onde as contas que deixou e os compromissos, megalomanos, que assumiu, o colocaram de novo na prateleira dos excedentarios.
Ir pelo caminho que escolheu esta errado.
COncordo que a Cooperacao Portuguesa podia, e devia, fazer mais, mas nao coloque o Veladas num pedestal.
Ate porque ele nao passa de uma figura menor.

Mau Bere Atento

Malai Muti disse...

Já aqui escrevi sobre a (des)organização da cooperação portuguesa em Timor. Vejo que você está cheio de ilusões quanto à cooperação... se achar que a politica interna é má... as politicas internacionais, a diplomática... é bem pior!!!

A mim parece-me que o investimento de Portugal em Timor foi mais para "Inglês" ver...

Portugal em Timor tem interesses e uma posição antagónica à austrália.

Portugal estava e estará em Timor de peito aberto, sem jogos, sem interesses escamoteados, em parte para se redimir do processo de descolonização que deixou Timor à sua sorte... abandonado... e pimba... os indónésios entraram e fizeram o que todos conhecemos.

Os vizinhos australianos, querem o mar de timor, o petróleo que já era seu... e as posições geo-estratégicas... e para o conseguir, fazem o que for precisso, sem qualquer problema, ético ou moral, pois timor e seus habitantes são e serão para eles cidadãos de segunda... Basta ver as carrinhas que troxeram para Timor para transportar os detidos... parecem os carros que aqui em Portugal o canil usa!!

Basta pensar que só na decada de 50 foi proibida por lei as caçadas aos aborigenas... era precisso proibir???? Há... mas há relatos que existiram até aos anos 80 clatestinamente...

Portugal, sempre foi subserviente aos americanos... e os australianos são quem zela pelos interesses americanos nesta zona do globo... logo... entra a diplomacia e portugal sai!!

Mas questiono-me também sobre os verdadeiros propósitos da cooperação portuguesa...

A titulo de exemplo, a lingua, bem sabemos que a ideia de formar professores para estes depois ensinarem as crianças foi uma asneira, pois alguêm que não tenha tido a lingua portuguesa como lingua mãe, dificuldades terá em falá-la e escreve-la correctamente... logo ensinar outros... asneira...!!!! Deviam era ter apostado nas crianças... que depois serão por sua vez Pais e ensinariam os seus filhos... é assim, ou é precisso demorar 7 anos a perceber que a aposta foi errada... ou não interessava ver? Não sei, fica-me a duvida...

A Justiça... veio muito dinheiro para a justiça, mas será que chegou aos tribunais, com meios humanos e suficientes??? Não me parece... a maioria ficou-se na manutenção da máquina administrativa e burocrática das Nações Unidas!!!


Tinham muitos juízes e procuradores... era precisso era dizer que eram muitos... ok, mas serem muitos é bom... e quem cumpria as decisões dos mesmos??? Quem punha o tribunal a funcionar??? Funcionários para o tribunal a cooperação portuguesa e nações unidas só tinham 3 ou 4 pessoas... mas juizes e procuradores eram bem mais!!!! Não é precisso ser grande entendido na matéria para ver que algo estava errado. Será que não sabiam ou não interessava ver??? As minhas duvidas mantêm-se...

Para terminar, digo-lhe que não vai adiantar muito reclamar com a cooperação... as minhas duvidas mantêm-se!







, do que para fazer algo de construtivol investiu mal

Anónimo disse...

N�o h� nenhum ponto na promo�o do portugu�s no Timor Leste como l�ngua do governo, dos tribunais, das escolas, se n�o � uma l�ngua de cultura popular tamb�m.

O canal RTPi na �sia dever ser substituido por um novo canal, RTP �sia, com uma maior variedade de programa�o (de outras emissoras lus�fonas, como SIC, TVI, Globo e Record).

Deve ter legendagem nas l�nguas regionais (como o indon�sio, o chin�s, o ingl�s e o t�tum) na mesma maneira da BBC Entertainment (anteriormente BBC Prime) que ofrece legendagem em chin�s, tailand�s e coreano.

Anónimo disse...

Portugal nao fez nem faz mais por Timor Leste porque o governo e as altas instancias do estado sao nulos a resolverem crises.Com o argumento de nao interferirem nos assuntos internos de Timor Leste perderam mais uma vez a corrida pois nestas coisas a diplomacia pouco vale quando nao se sabe levar a agua ao seu moinho. Se Portugal quizer novamente apostar em Timor Leste deve em primeiro lugar criar condicoes de residencia e bem estar minimos para todos aqueles que desejem contribuir para o bem da nacao.Segundo apostar no turismo e desenvolver a agricultura, terceiro apostar numa politica de reciproca entre os jovens dos dois paises.Nada esta perdido, o que faz falta e criar uma task force em portugal para rapidamente transformar-mos timor leste numa prospera e bela nacao
TG

Anónimo disse...

Caríssimo(a) Mau Bere Atento:
Quero dizer-lhe que quando falei no Veladas foi só para referenciar o ÚNICO programa que trazia Timor ao Mundo já que não conheço nenhum outro jornalista que tivesse feito um programa com essa regularidade.Provavelmente a RDP-Antena 1 não conseguiu nenhum jornalista que substituisse o Veladas e por isso,teve que acabar com o dito Programa...
Quanto ao pedestal...o Mau Bere Atento saberá do que está a falar...para mim as pessoas são todas iguais sem ter que as pôr em pedestais ou ter que as espezinhar... todos somos humanos e erramos, por isso: "como todos temos telhados de vidro, não devemos atirar pedradas".
Atenciosamente
Fítun Taci

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.