quarta-feira, outubro 31, 2007

UNMIT – MEDIA MONITORING - Wednesday, 31 October 2007

"UNMIT assumes no responsibility for the accuracy of the articles or for the accuracy of their translations. The selection of the articles and their content do not indicate support or endorsement by UNMIT express or implied whatsoever. UNMIT shall not be responsible for any consequence resulting from the publication of, or from the reliance on, such articles and translations."

National Media Reports

Mario: electricity case is related to the statement of Fretilin boycotting the Government

The member of national parliament from the Social Democratic Party (PSD), Mario Carrascalão said the electricity problem in Dili could be related to Fretilin’s pledges to boycott the alliance government.

“We could associate this issue with the statement by Mari Alkatiri, but it needs to be proven,” said Mr. Carrascalão on Tuesday (30/10) in the National Parliament. (STL)

Electricity problem, a test for the Alliance Government

Prime Minister Kayrala Xanana Gusmão said that the electricity problem could be considered as a test for the Alliance government.

“The electricity problem is a test for the recent government, but some officers of the power station are still defending the problem. This should be investigated further,” said the Prime Minister after meeting with the officers of power station on Monday (29/10) in Comoro, Dili. (STL)

Police to hunt for the actors of violence in Dili

The State Secretary of Security Francisco Guterres said that he will give instructions to the police department to hunt for the actors involved in the violence in Dili.

“The police will hunt for the actors or anyone else who was involved in violence. Now the PNTL will deploy the Rapid Intervention Unit (UIR) to work together with GNR in a joint patrol to attend to any violent activities,” said Mr. Guterres on Tuesday (30/10).

Mr. Guterres also said that the Government has discussed with United Nations Integrated Mission in Timor-Leste (UNMIT) to establish more police stations which will be functional in a short time. (STL)

May 25 2006 case: Paulo Martins to obey the decision of the court

Former General Commander of National Police of Timor-Leste (PNTL), Paulo Martins has agreed with the decision of Dili District Court to reject his written testimony in the case of May 25, 2006.

“This is the competence of the court; I have to act upon it,” said Mr. Martins on Tuesday (30/10)

Paulo was asked by the court to give his testimony directly or in written form, but the Court decided not to have his testimony in written form. (STL)

Alkatiri making political accusation

The Secretary-General of Fretilin, Mari Alkatiri said that the current Prime Minister Xanana Gusmão was behind all the violence that has occurred.

The newspaper (STL) said that the statement of Mr. Alkatiri is different from the statement of President José Ramos-Horta during the Presidential election campaign.

“Fretilin is creating propaganda to make me and Xanana step down,” STL quoted the President as saying. (STL)

Claudio Ximenes: “There is still no law for the private lawyer”

President Court of Appeal Claudio Ximenes said that until now there is still no law for private lawyers to work on cases.

Mr. Ximenes also said that there is no law to regulate the private lawyers in assisting their clients or suspects.

The President of the Court of Appeal revealed that there should be more training for judges. (DN)

TRADUÇÃO:

UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Quarta-feira, 31 Outubro 2007

"A UNMIT não assume nenhuma responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e o seu conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT expresso ou de qualquer forma implícito. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência que resulte da publicação da ou do confiar em tais artigos ou traduções."
Relatos dos Media Nacionais

Mário: o caso da electricidade está relacionado com a afirmação da Fretilin de boicotar o Governo

O deputado do PSD, Mário Carrascalão disse que o problema da electricidade em Dili pode estar relacionado com as promessas da Fretilin de boicotar o governo da aliança.

“Podemos associar esta questão com a afirmação de Mari Alkatiri, mas isso precisa de ser provado,” disse o Sr. Carrascalão na Terça-feira (30/10) no Parlamento Nacional. (STL)

Problema da Electricidade, um teste para o Governo da Aliança

O Primeiro-Ministro Kayrala Xanana Gusmão disse que o problema da electricidade podia ser considerado um teste para o governo da Aliança.

“O problema da electricidade é um teste para o governo recente, mas alguns funcionários da estação de energia ainda defendem o problema. Isto devia ser mais investigado,” disse o Primeiro-Ministro depois de se encontrar com funcionários da estação de energia na Segunda-feira (29/10) em Comoro, Dili. (STL)

Polícia à procura de actores da violência em Dili

O secretário de Estado da Segurança Francisco Guterres disse que deu instruções ao departamento da polícia para procurarem os actores envolvidos na violência em Dili.

“A polícia vai procurar os actores ou alguém que tenha estado envolvido na violência. Agora a PNTL para destacar a Unidade de Intervenção Rápida (UIR) para trabalhar juntamente com a GNR em patrulhas que atendam quaisquer actividades violentas,” disse o Sr. Guterres na Terça-feira (30/10).

O Sr. Guterres disse ainda que o Governo tinha discutido com a Missão Integrada das Nações Unidas em Timor-Leste (UNMIT) estabelecer mais estações da polícia que estejam funcionais a curto prazo. (STL)

Caso de 25 de Maio de 2006: Paulo Martins obedece à decisão do tribunal

O antigo comandante Gerald a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), Paulo Martins concordou com a decisão do Tribunal do Distrito de Dili District de rejeitar o testemunho escrito no caso de 25 de Maio de 2006.

“Esta (decisão) é da competência do tribunal; tenho de actuar conforme,” disse o Sr. Martins na Terça-feira (30/10)

O tribunal pediu a Paulo para dar o testemunho directamente e não por escrito, mas o tribunal decidiu não ter o testemunho dele de forma escrita. (STL)

Alkatiri faz acusações políticas

O Secretário-Geral da Fretilin, Mari Alkatiri disse que o corrente Primeiro-Ministro Xanana Gusmão esteve por detrás da violência que ocorreu.

O jornal (STL) disse que a afirmação do Sr. Alkatiri é diferente da afirmação do Presidente José Ramos-Horta durante a campanha para as eleições Presidenciais.

“A Fretilin está a criar a propaganda para fazer com que eu e Xanana saiamos,” citou o STL como tendo dito o Presidente. (STL)

Cláudio Ximenes: “Não há ainda lei para advogados privados”

O Presidente do Tribunal de Recursos Cláudio Ximenes disse que até agora não há lei para advogados privados trabalharem nos casos.

O Sr. Ximenes disse também que não há nenhuma lei para regular os advogados privados na assistência a clientes ou suspeitos.

O Presidente do Tribunal de Recursos revelou que deve haver mais formação para os juízes. (DN)

1 comentário:

Margarida disse...

Tradução:
UNMIT – MONITORIZAÇÃO DOS MEDIA – Quarta-feira, 31 Outubro 2007
"A UNMIT não assume nenhuma responsabilidade pela correcção dos artigos ou pela correcção das traduções. A selecção dos artigos e o seu conteúdo não indicam apoio ou endosso pela UNMIT expresso ou de qualquer forma implícito. A UNMIT não será responsável por qualquer consequência que resulte da publicação da ou do confiar em tais artigos ou traduções."
Relatos dos Media Nacionais

Mário: o caso da electricidade está relacionado com a afirmação da Fretilin de boicotar o Governo

O deputado do PSD, Mário Carrascalão disse que o problema da electricidade em Dili pode estar relacionado com as promessas da Fretilin de boicotar o governo da aliança.

“Podemos associar esta questão com a afirmação de Mari Alkatiri, mas isso precisa de ser provado,” disse o Sr. Carrascalão na Terça-feira (30/10) no Parlamento Nacional. (STL)

Problema da Electricidade, um teste para o Governo da Aliança

O Primeiro-Ministro Kayrala Xanana Gusmão disse que o problema da electricidade podia ser considerado um teste para o governo da Aliança.

“O problema da electricidade é um teste para o governo recente, mas alguns funcionários da estação de energia ainda defendem o problema. Isto devia ser mais investigado,” disse o Primeiro-Ministro depois de se encontrar com funcionários da estação de energia na Segunda-feira (29/10) em Comoro, Dili. (STL)

Polícia à procura de actores da violência em Dili

O secretário de Estado da Segurança Francisco Guterres disse que deu instruções ao departamento da polícia para procurarem os actores envolvidos na violência em Dili.

“A polícia vai procurar os actores ou alguém que tenha estado envolvido na violência. Agora a PNTL para destacar a Unidade de Intervenção Rápida (UIR) para trabalhar juntamente com a GNR em patrulhas que atendam quaisquer actividades violentas,” disse o Sr. Guterres na Terça-feira (30/10).

O Sr. Guterres disse ainda que o Governo tinha discutido com a Missão Integrada das Nações Unidas em Timor-Leste (UNMIT) estabelecer mais estações da polícia que estejam funcionais a curto prazo. (STL)

Caso de 25 de Maio de 2006: Paulo Martins obedece à decisão do tribunal

O antigo comandante Gerald a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), Paulo Martins concordou com a decisão do Tribunal do Distrito de Dili District de rejeitar o testemunho escrito no caso de 25 de Maio de 2006.

“Esta (decisão) é da competência do tribunal; tenho de actuar conforme,” disse o Sr. Martins na Terça-feira (30/10)

O tribunal pediu a Paulo para dar o testemunho directamente e não por escrito, mas o tribunal decidiu não ter o testemunho dele de forma escrita. (STL)

Alkatiri faz acusações políticas

O Secretário-Geral da Fretilin, Mari Alkatiri disse que o corrente Primeiro-Ministro Xanana Gusmão esteve por detrás da violência que ocorreu.

O jornal (STL) disse que a afirmação do Sr. Alkatiri é diferente da afirmação do Presidente José Ramos-Horta durante a campanha para as eleições Presidenciais.

“A Fretilin está a criar a propaganda para fazer com que eu e Xanana saiamos,” citou o STL como tendo dito o Presidente. (STL)

Cláudio Ximenes: “Não há ainda lei para advogados privados”

O Presidente do Tribunal de Recursos Cláudio Ximenes disse que até agora não há lei para advogados privados trabalharem nos casos.

O Sr. Ximenes disse também que não há nenhuma lei para regular os advogados privados na assistência a clientes ou suspeitos.

O Presidente do Tribunal de Recursos revelou que deve haver mais formação para os juízes. (DN)

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.