segunda-feira, julho 20, 2009

Timor e eu

A primeira vez que fui a Timor deparei-me com uma realidade nova. Um país brilhante, de areias brancas e águas azuis como o céu. Pensei para mim mesmo, enquanto dava uma volta pela marginal quando cheguei, que era um sortudo. Sorte de estar na outra ponta do mundo. Sorte de conhecer outro mundo. Fiz uma viagem de uma vida, e várias vezes fiz essa viagem.

Aprendi, cresci, tive os meus bons e maus momentos, e sobretudo, comecei a pensar de outra forma.

Até então nunca me tinha faltado nada, nunca tinha presenciado miséria com os meus olhos, nunca tinha visto ódio, tristeza sincera, desespero, aflição e falta de esperança. E isso fez-me pensar. Fez-me questionar, fez-me ter um rumo.

Porque é que eu tenho e eles não?
Porque é que eu posso e eles não?

Não gostei da resposta. E decidi ajudar.

Até agora, a verdade é que não fiz nada. Não ajudei a construir uma casa, não ensinei nada a ninguém, não salvei ninguém...

Mas quem me levou a Timor fez isso. Quem me levou a Timor mostrou-me que afinal ajudar não é difícil, basta preserverança.

Vi, ouvi e senti horrores. Mas nunca me chocaram. Irritaram-me. E é essa raiva que eu uso todos os dias contra o que acontece e está mal.

Nunca me escondi e agora estou aqui a começar a minha vida. A que eu quero:

Vou começar neste blog em homenagem à pessoa que me levou a Timor, que me ensinou, que me trouxe ao mundo e que partiu cedo demais.

É este o meu maior elogio à minha Mãe. Continuar a sua atitude, transformando-a na minha.

Do fundo do coração, Obrigado.

''Muda que quando a gente muda
O mundo muda com a gente.
A gente muda o mundo na mudança da mente,
E quando a gente muda, a gente anda para a frente''

Gabriel, O Pensador - ''Até Quando''


Malai Azul 2

13 comentários:

Amigos do Malai Azul disse...

Benvindo Malae Azul 2. Conte sempre connosco para dar continuidade a esta tao importante publicacao.

Queremos aqui recordar a todos que Timor-Online foi o primeiro Blog a dar informacoes confiaveis sobre a situacao em TL.

Realmente, a unica forma de homenagear o Malai Azul é continuar com a sua obra.

O trabalho do Malai Azul sempre se pautou pela coragem, heroicidade e competencia profissional.

Desejamos um grande exito ao prosseguimento de Timor-online.

Um forte abraco.

Amigos do Malai Azul

Aicurus disse...

Alo Dili

Muito obrigado Malai Azul 2 de ter continuado deixado pelo Malai Azul.
Espero que deixaras aqui um bom trabalho para o bem do Timor e do seu povo. Contarei consigo e deixarei tambem os meus comentarios.

Adeus um grande abraco

de Aikurus

Anónimo disse...

Continuamos a aguardar que o director de informação da Lusa, luís miguel viana, assuma a asneira que foi ter enviado um louco para Díli.
Porque será que o luís miguel viana não diz nada, e não assume a asneira que quase deitou a perder anos de investimento levados a cabo pelos anteriores delegados, como o António Sampaio, Eduardo Lobão e Pedro Rosa Mendes?
O facto de ele ter sido escolhido no "inner circle" do PM Sócrates e do PS/Governo português estar a desinvestir em Timor-Leste explica o silêncio?
Shame on you, luís miguel viana!!!!

Arlindo de Sousa disse...

Nós, cidadãos portugueses que tanto estimamos os timorenses como um povo irmão, temos em geral uma grande curiosidade por tudo o que aí se passa. Infelizmente, as notícias aqui sobre Timor nem sempre abundam. É muito importante o esforço de informação por parte deste blogue. Os recentes rumores sobre algumas agressões contra a nossa GNR entristeceram-nos bastante. Esperamos que não passe de um mal-entendido passageiro. A GNR é uma força disciplinada que pelo seu desempenho na manutenção de um clima de tranquilidade nas zonas sob a sua responsabilidade merece o louvor dos portugueses e deve merecer igualmente toda a colaboração e respeito afectuoso por parte do povo timorense. O que em última instância todos verdadeiramente desejamos, é que Timor se afirme cada vez mais como um povo pacificado, economicamente desenvolvido e feliz.

Anónimo disse...

Esperamos que o Malai Azul 2 continua o trabalho com mais objetividade no senso de um verdadeiro professionalismo jornalista. Os meus homenagens ao Malai Azul 1

Abraços

Timor Uan

Malai Azul 2 disse...

Caro Timor Uan,

Eu não sou jornalista, nem Malai Azul era.

E se fala em objectividade, haverá mais que relatar o que se viu e sentiu?

Sem pressões políticas ou de qualquer género?

Anónimo disse...

meu caro

tive a oportunidade de conhecer (embora superficialmente) a sua mãe 'MALAI AZUL' e de acompanhar e participar neste espaço que muito fez por Timor-Leste e suas gentes....

logo que tive conhecimento do infausto acontecimento que ditou a morte prematura dela enviei para o vosso endereço de email os nossos (minha mulher é Timorense) sentimentos de pesar, fazendo votos de que os seus descendentes um dia soubessem a extraordinária mulher que era o 'MALAI AZUL' e porventura dessem continuidade ao seu trabalho.....

eis que surge a surpresa das surpresas, e bem agradável note-se, que é ver o Malai Azul 2 surgir....

votos de um bom trabalho e um bem haja pelo que a sua mãe fez e por aquilo a que se propõe...

um abraço amigo do
st

Timo Maai disse...

Lembro-me de muitas conversas com Malai Azul. Nem sempre estivemos de acordo, o que as tornava ainda mais emotivas. Era sem dúvida uma mulher de garra. Ver agora surgir Malai Azul 2 deixa-me com “água na boca”. Durante meses abri o Timor Online na esperança de encontrar linhas novas.
Não resisto à pergunta. Quando diz “…a minha mãe”, está a falar em sentido figurado ou real?
Tinha a certeza de que alguém lhe iria seguir as pisadas. Parabéns!

Timor Malai

anA disse...

Votos de um bom trabalho.
Força, coragem,perseverança percebemos que não lhe faltam.
Continuarei a passar por aqui.
Um forte abraço
anA

Malai Azul 2 disse...

Timor Malai,

Em sentido real.

Anónimo disse...

Temos malai azul2, bibo o Porto, carago!

Ca ganda surpresa a nossa
De ter Malai Azul versao dois
Esperamos que nao entre na "fossa"
Ou seja cornado pelos bois

Sempre tive "fartura"
Nao me refiro a massa frita
Nem tao pouco a agrura
Da menina Angelita

Um abraco

Ze da Labia

Anónimo disse...

...Era, de facto, uma mulher extraordinária. Toda energia e vida. Amiga do seu amigo e mesmo daqueles que não conhecia. Ainda me lembro a forma decidida como resgatou os portugueses que se encontravam sequestrados na casa do bispo em Díli em 2005. Só por isso, a minha homenagem. Espero que, esteja onde estiver, o furacão da malai azul continue a agitar beneficamente tudo à sua volta .

Bem haja

RBF

Anónimo disse...

Caro anónimo,
Creio que a Lusa decidiu enviar um louco para estar ficar em sintonia com os funcionários jornalistas da RTP.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.