domingo, março 09, 2008

MAE TIMORENSE

O TEU SORRRISO LINDO
O TEU DON MATERNAL
INAGUALAVEL E SIMPLISTA
MULHER TIMOR E BESTIAL

FAZES DAS TRIPAS CORACAO
FAZES MILAGRES DE ROSA
MERECES TODO O NOSSO CARINHO
MUITO VERSO E MUITA PROSA

NAO HA PALAVRAS QUE PAGUEM
NEM VERSOS PARA DESCREVER
A TUA PACIENCIA E RESISTENCIA
O TEU TAO MERECIDO SER

UM BEIJO

MAU DICK

4 comentários:

Anónimo disse...

Dez anos se passam hoje, 10 de Março, sobre o prematuro desaparecimento de Konis Santana. Esta figura da Resistência Timorense, é abordada pelo professor José Mattoso no seu livro “A Dignidade – Konis Santana e a Resistência Timorense”. Deixo aqui, algumas passagens desta obra, para que reflictamos um pouco sobre esse povo que tanta tinta em feito correr...
“...o respeito timorense não envolve subserviência, nem implica adulação. Inversamente, o respeito não exclui a amizade, o carinho, o afecto ou a familiaridade. Pelo contrário: percebi que pouco e pouco que o afecto cresce, até, na mesma medida que o respeito. Também não exclui a rudeza nem sequer agressão ou a violência, se alguém pensa que não está a ser tratado como devia. (...) De qualquer maneira, o sentido da dignidade, no seu aspecto de independência e de pouca consideração pela hierarquia europeia, foi considerado por um bom observador do fim do século XIX como uma característica peculiar dos Timorenses”.(pág.10)
“O sentido da dignidade é, pois, um dado fundamental da mentalidade timorense” (pág. 12).
“ Os Timorenses podiam suportar tudo, menos o desprezo. Nesse sentido, a resistência não podia ter nenhum desfecho senão a independência.”(...) “ Pátria ou morte,” (...) (pág.13)
Um povo pobre, sem dinheiro, em armas, sem poder, convenceu o mundo inteiro acerca da justiça que lhe assistia, e obrigou os poderosos que o oprimiam a aceitar a sua libertação.”(pág.14)
“Mas não foi pelas armas que venceram. Foi pela determinação, a persistência, a persuasão”. (pág. 15).

Fítun Taci

h correia disse...

Bonito é também esse poema.

Um abraço para Mau Dick

Anónimo disse...

Mau Dick:
Quero felicitá-lo pela linda poesia de rima simples mas tão cheia de significado!Parabéns!
Quero ainda, pedir desculpa por ter apensado o tema sobre Konis Santana. Não estou muito prática nestas andanças de blogues e comentei ali apesar de o espaço não ser o mais apropriado. Desculpe.
Fitun taci

Anónimo disse...

Este poema é muito lindo.
Parabens ao autor

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.