quarta-feira, junho 28, 2006

Todo Timor estava ocupado. Todo, não...

No ano de 2006, quando todo o Dili estava em caos, tomado pelas tropas australianas, um cantinho da cidade resistia agora e sempre ao invasor... a aldeia da GNR...

Nessa aldeia, onde todos viviam felizes, comiam o seu arroz e descansavam a sombra dos coqueiros havia um grupo de guerreiros IRREDUTIVEIS!!!!! que so tinham medo de uma coisa: que um helicóptero australiano lhes caísse na cabeça! Por TOUTATIS!!!!

.

8 comentários:

Anónimo disse...

Call to investigate entire Timorese cabinet
Mark Dodd
June 28, 2006

ALL members of the Alkatiri cabinet should be investigated over possible corruption and making misleading comments about the political crisis, according to a prominent East Timorese opposition leader.
Former political prisoner Fernando de Araujo, head of the Democratic Party, accused high-profile minister Jose Ramos Horta of attempting to cover up the truth over responsibility for the bloody street protests in Dili on April 27 and 28.

At least five people were killed and dozens injured when security forces opened fire on protesters supporting 595 army rebels.

The violence quickly spread, causing widespread panic in the capital. Thousands fled to the hills and others sought shelter in churches and embassy grounds as rival gangs fought in the streets and looted shops and homes.

Emboldened by massive opposition street rallies demanding Mari Alkatiri's overthrow, Mr Araujo said "sufficient evidence" existed to arrest the outgoing prime minister and the president of the national parliament, Francisco Guterres (aka Lu'Olo), for their alleged involvement in arming pro-government civilian groups. Last week, East Timorese prosecutors backed by Australian special forces arrested former interior minister Rogerio Lobato and charged him with conspiring to arm former Falintil guerillas.

Prosector-General Longuinos Monteiro has confirmed that Dr Alkatiri will be questioned this week over possible involvement in the illegal arming of civilians.

"I think all the people close to Alkatiri and Lobato should be investigated. (Investment Minister) Jose Teixeira and Ramos Horta, they are part of the cabinet. In particular, Horta tried to hide the number of victims. They should be investigated," Mr de Araujo told The Australian yesterday. He is regarded as among a new generation of East Timorese political leaders, distinct from the "exile group" that includes Mr Ramos Horta, Dr Alkatiri, Mr Lobato and Roque Rodrigues, the former defence minister sacked for his failure to prevent army violence.

Attempts to contact Mr Teixeira and Mr Ramos Horta for comment were unsuccessful.

Holding seven seats, the Democratic Party is East Timor's second biggest party after Fretilin, which won 55 of the 88 seats in the country's Constituent Assembly at the 2001 elections.

cobramalai disse...

obrigado malai azul, por mesmo nestes momentos nos fazeres sorrir, viva o humor!
viva timor!

Anónimo disse...

Hum,... esse Lasama é o tal que na primeira reunião que teve quando foi nomeado Vice Ministro dos Negócios Estrangeiros, EXIGIU um CD e pneus rali para o seu jipe oficial!

Devia era ter vergonha na cara pelas exigências de dinheiros que fez enquanto líder da Renetil em Jakarta. Conhecemo-lo bem ... ao contrário de outros dirigentes da Renetil, nomeadamente Mariano Sabino que com coragem e convicção souberam ser coerentes com a luta que abraçaram, o sr. LaSama é demasiado conhecido pelos seu gosto desenfreado pelo A prestar contas ...

Porque é que o Ministro Ramos-Horta o deixou cair como Vice Ministro? Por incompetência, corrupção e abuso de poder ...

Seguiu o seu caminho ... professor numa Universidade privada ...

É bem conhecido ....

Zagam-se as comadres ... e agora volta a atacar Ramos-Horta ... nem eles se entendem mesmo quando têm os mesmos objectivos a atingir.

A ambição pelo poder tem destas coisas!

Anónimo disse...

Todo Timor estava ocupado. Todo, não... um cantinho da cidade resistia agora e sempre ao invasor... a aldeia da GNR... que já estabeleceu uma relação de respeito e comunicação com a população.

Porque para além das lutas desenfreadas pelo poder, protaginizadas, lamentavel e tristemente, por Xanana Gusmão e sus Muxachos (leia-se: gangsters, assassinos, corruptos, sedentos de dinheiro, vendidos do regime indonésio ...) existe um Povo.

Não é o mesmo que Xanana Gusmão afirma apoiá-lo - esse pilha, incendeia e destrói, reforçando os intentos políticos e pessoais do sr. PR!) - é sim o Povo que está contido com medo, nos campos de deslocados e que está nos distritos.

Timor-Leste e o seu Povo NÃO é Díli nem os gangs de arruaceiros e assassínos protegidos por Xanana gusmão, Ramos-Horta e outros fantoches (leia-se: Hermenigildo Pereira, entre outras personagens com iguais níveis de corrupção e ambição, por exemplo o sr-que-não merece-o-nome-de-padre Filomeno Jacob).

É esse Povo qe vai determinar o futuro de Timor-Leste - se os sedentos de poder e dinheiro não o oprimirem e reprimirem entretanto.

Anónimo disse...

Deixemo-nos de insultos e calunias.

O que foi que aconteceu a 28 de Abril em Tacitolo? Quantos morreram? Quem e o responsavel?

Os matebians nao descansaram enquanto essas interrogacoes nao forem esclarecidas!

Anónimo disse...

"Espíritos e Antepassados, levantem-se para olhar por este povo! Ossos que estão espalhados por todos os cantos, ponham-se de pé, Sangue que foi vertido por todos os cantos, juntem-se de novo para ver aqueles que querem estragar o povo, que querem ver o povo sempre a sofrer, que querem ver o povo sempre a morrer."

Presidente da RDTL
Kay Rala Xanana Gusmao

Anónimo disse...

Anónimo das 10:37:07 PM: fez bem em lembrar essa tétrica e exotérica passagem do discurso à Nação do passado dia 22 que foi televisionada e transmitida em directo. Só por si, é a prova de que o que guia a acção do PR não são os valores da Constituição que ele jurou defender quando tomou posse, mas mesquinhas, infundadas e retrógradas concepções que pretendem amarrar a juventude de Timor-Leste. Admiramo-nos depois de ver os bandos de garotos pintados de branco em algazarras e hossanas ao PR durante o dia e pelo escuro da noite a pilharem, a queimarem, a aterrorizarem e a apedrajaram mulheres e crianças abrigadas em campos de deslocados, só porque são oriundos (ou eram os eus familiares) da ponta leste do país?

Anónimo disse...

Ha um trio de agentes bem colocados nas na sociedade e instituicoes Timorenses, trabalhando coordenadamente: uma trabalha com RH, um esta no Palacio das Cinzas e uma outra na propria casa do PR! Estamos fritos!

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.