quarta-feira, junho 28, 2006

Apoiantes manifestam-se por Alkatiri

Tradução da nossa Margarida:

BBC
27.06.2006

A mostra desencadeou preocupações de mais tensões

Milhares de apoiantes do antigo PM de Timor-Leste Mari Alkatiri manifestaram-se fora de Dili na Terça-feira, dizendo que querem marchar até à capital.

Mas o Sr Alkatiri, que resignou entre criticismo crescente da sua gestão de semanas de desassossego, pediu-lhes para esperarem "um dia ou dois " antes de entrarem na cidade.

A mostra de apoio veio, quando o Presidente Xanana Gusmão se reuniu com conselheiros para discutir quem devia substituir o Sr Alkatiri.

Sob a constituição, é o partido no poder do Sr Alkatiri' quem deve decidir.

Mas notícias vindas de Dili sugerem que o Sr Gusmão queria nomear alguém de fora dos partidos.

Desassossego

O Sr Alkatiri resignou na Segunda-feira, depois de um finca-pé com o Sr Gusmão.

Mas na Terça-feira, o Sr Alkatiri parecia insinuar um possível regresso.

"Somos gente que não quer a violência e quer ganhar outra vez em 2007," disse, referindo-se às eleições previstas para o próximo ano.

Timor-Leste tem sido cercado por desassossego desde que o Sr Alkatiri despediu 600 soldados desgostados em Março.

Tiroteios entre soldados rebeldes e leais ao governo emergiram, com jovens armados de machetes a forçarem milhares a fugirem das suas casas em pânico.

O desassossego transformou-se na pior das violências desde que Timor-Leste votou pela independência da Indonésia em 1999, e levou à nova nação a pedir por forças estrangeiras para virem em seu socorro.

Os opositores do Sr Alkatiri não só o acusam por desencadear a violência, como o acusam de ter formado um esquadrão de ataque para matar os seus rivais politicos – uma acusação que ele nega firmemente.

17 comentários:

xatoo disse...

Tambem quero daqui agradecer à "nossa" Margarida; e dizer-vos que, se o destino de Timor dependesse de pessoas bem formadas, por nossa vontade o Xanana já estava a caminho do exilio na Austrália, conjuntamente com o regresso a casa das forças invasoras.
O que se está a passar é uma vergonha!
e o sr. Gusmão que nem pense em ter a desvergonha de voltar a pisar o chão deste país onde ainda há portugueses e tomates com fartura,,, como até aqui, sem protecção de gorilas.

Anónimo disse...

I appeal to the President of RDTL to stop to the continuance of violence in Timor. Contrary to your Excellency’s predicament the resignation of the Prime Minister has not any resolved issues in Timor Leste but has only complicated the situation.

There continues to be the burning of houses in Dili. Most of the houses being burned down are as you should be aware property that is owned by sympathisers and militants of FRETILIN. I appeal to you not to aggravate the already delicate situation. There are thousands of people rallying behind the Prime Minister whom the Foreign Minister claimed to be unpopular. Your Excellency please show you leadership skills and your respect for Democracy and do not hinder the entrance of the rally in support of the Prime Minister. Your Excellency has allowed and supported the rally by those who are requesting actions by your Excellency that may further violate the Constitution and hinder Democracy in Timor Leste.

FRETILIN has showed tolerance please do not continue to test it in the interest f our Nation. FRETILIN has shown that it is willing to resolve the issue even though requests for the resignation of a legitimate Prime Minister were of your Excellency’s own doing outside the confines of respecting the Constitution; our Prime Minister complied with those requests in the interests of the Nation please respect this principle.

I urge your Excellency to ensure that there is proper dialogue and consideration of FRETILIN and to respect for the Parliament.

I urge your Excellency to ensure that all rebel factions known as the “Petitioners” including Major Tara and the alleged armed Militia to be held under encampment in the guard of foreign security forces in RDTL so that their grievances and allegations may be investigated. This will ensure that the people of Ermera can have some security and those in Dili to return to their homes.

I ask the President of the Republic not to forget that FRETILIN has 55 members inn Parliament. I ask the President not to forget that the people have shown confidence in recent 2005 free and fair local elections, FRETILIN won majority of the votes.

Enough is enough. Please learn and remember the mistakes of the past because violence would only beget violence.

I continue to be a proud citizen of Timor Leste.

Anónimo disse...

TSF
TIMOR-LESTE

PS defende força da ONU se situação se agravar

O secretário nacional do PS para as Relações Internacionais, José Lello, defendeu esta terça-feira a necessidade de uma força militar de interposição das Nações Unidas, caso os conflitos internos em Timor-Leste se agravem.

( 18:00 / 23 de Maio 06 )


De acordo com José Lello, «se a situação em Timor-Leste evoluir para um clima de perigo da ordem pública, ameaçando a sustentabilidade do Estado timorense, as Nações Unidas deverão então mobilizar forças de interposição para assegurar a estabilidade do país».

Pelo menos três pessoas morreram e nove ficaram feridas em confrontos ocorridos hoje perto de Díli, entre efectivos das forças de segurança e homens liderados pelo major Alfredo Reinado, oficial que comandava a Polícia Militar e que a 3 de Maio abandonou a cadeia de comando das forças armadas timorenses.

As vítimas mortais são um militar das FALINTIL-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), um elemento da Polícia Nacional de Timor-Leste e um dos rebeldes sob o comando do major Reinado.

Confrontando com os incidentes de hoje nos arredores de Díli, José Lello referiu que «as Nações Unidas continuam presentes em Timor-Leste» e deverão ser os elementos desta organização a proceder «à necessária avaliação» da situação interna naquele país.

«Só há uma forma de intervir em Timor-Leste: através das Nações Unidas», defendeu o dirigente do PS, advertindo que, em relação a este país «independente, Portugal não pode tomar qualquer posição unilateral».

Ângelo Ferreira disse...

Tantos são os comentários referindo as questões internas de Timor como justificação para o que se está a passar, excluindo a "má vontade dos australianos" (que todos apenas queremos reputar de má vontade do governo australiano, claro), que julgo poder resumir a verdade, embora complexa, certamente, a esta imagem: os problemas internos socio-económicos (pobreza, falta de quadros técnicos, falta de estruturas do Estado, empresariais, "educação dos jovens à indonésia") e histórico-políticos (divisões graves interpartidárias; luta desesperada pelo poder de alguns elementos da oposição à Fretilin, que está a fazer um bom trabalho de governação, apesar de tudo, apesar de muitos erros), nomeadamente de 75, são a lenha, mas os interesses externos, claramente com a Austrália à cabeça (inclui-se aqui o Governo!), acendem o fogo e sopra, sopram, sopram!
Não adianta virem com as questões étnicas, políticas, etc. Get real!

Anónimo disse...

Confesso que a demonização de Xanana começa a me icomodar.

Apelo ao Sr. PR que não radicalize diante do importante passo do Sr. Alkatiri. Se há consistência em seu argumento, que leve, o ex-PM, a um tribunal.
Em uma democracia representativa, Sr PR., temos a seguinte máxima constitucional: Todo poder emana do povo e em seu nome será exercido. Não há nada que possa substituir a vontade da população, gostemos dela ou não, respeitado, obviamente, o limite da moralidade pública.
Cordialmente
Alfredo
Brasil

Anónimo disse...

Alkatiri appeals for calm as supporters rally
By foreign affairs editor Peter Cave and wires (ABC NEWS)

East Timor's former Prime Minister Mari Alkatiri has driven out of the capital Dili to speak to more than 1,000 supporters gathered on the eastern outskirts.

The demonstrators, chanting "viva Alkatiri" and "viva Fretilin", gathered at Metinaro during the morning and began their push into the capital late this afternoon, before being stopped about 20 minutes out of town.

Dr Alkatiri addressed the protesters, telling them to go home and return in two days, which is when he will face prosecutors.

He has been summonsed to answer questions later this week about his role in, or knowledge of, the recruitment of hit squads to attack government opponents.

"We must enter Dili - but not today," Dr Alkatiri said from the back of a truck to shouting supporters.

"We are people who don't want violence and want to win again in 2007," he said, referring to elections due to be held next year.

Hundreds of Australian and New Zealand troops have sealed off all roads between Dili and the east of the country, to keep apart thousands of rival protesters.

Troops have been stopping and searching vehicles travelling to and from the east.

In the centre of the capital, thousands of protesters have again taken to the streets to celebrate the demise of Dr Alkatiri, who resigned yesterday.


"SOMENTE 1000 protestors. Boa sorte, deixá-los em Dili. "

Anónimo disse...

Peacekeepers in East Timor have stopped more than 1,000 supporters of the ousted prime minister Mari Alkatiri from driving into the capital to hold a demonstration.

haha so 1000!!!!!

Anónimo disse...

Who said that there were only 1000 protesters? Some sources mentioned 18000 protesters at Hera who were willing to come to Dili to show support to FRETILIN leadership

Anónimo disse...

ABC news mate. go to the website. People shouldnt talk about 18,000 when there is only 1000. I thought it was metinaro not hera. Anyway whatever, 18,000 is still not as much as the 80,000 that turned up on Monday to see that the PM resign. Ha Ha...Hes gone forget it he'll never be a PM again and FRETILIN will have no Parliament soon. I hope they change the constitutin, everyone wants to speak English not Portuguese and other symbols too. It has to be a unifying symbol for timor.

Anónimo disse...

And one thing I bet if PD gets their opportunity then the language of choice will be the one spoken by what the PM calls "Sarjana Supermi" ... Indonesian.

cobramalai disse...

apenas para informaçao:

"Hera, Timor-Leste, 27 Jun (Lusa) - O presidente da FRETILIN, Francisco Guterres "Lu-Olo", pediu hoje a mais de 10 mil apoiantes do partido para que não entrem em Díli para evitar confrontos com os manifestantes anti-governo que se encontram na capital timorense.(...)"

tambem a RTP noticiou, nao 10 mil, mas sim 15 mil manifestantes,
por outro lado, neste mesmo blog foram postadas algumas fotografias bastante esclarecedoras sob o merecido titulo "palavras para que?"

cobramalai disse...

em relação aos 80 mil anti-governamentais
"O número dos manifestantes anti-governamentais, que segunda-feira chegou a ser de cerca de 7.000, desceu hoje para cerca de metade, (...)" (Lusa)

(não porque tenha qq importancia os numeros de manifestantes deste ou daquele lado da barricada (tal qual luta entre galos), mas apenas pq não acho correcta atitude de qq campanha de desinformação)

Anónimo disse...

Mesmo ontem anoite os apoiantes do Ex-PM, por volta de 20 camionetas regressaram para os seus distritos. Vieram a saber que foram manipulados por Jose Reis e o grupo.

Ate onde querem continuar a enganar o povinho para os seus interesses pessoais? LA HETAN BOY! POVO LAOS BEIK HANESAN ULUK IHA 1975.

Anónimo disse...

Hoje, um pequeno grupo, vindo do exterior, quer repetir os comportamentos que nós tivemos de 1975 até 1978.

Anónimo disse...

De acordo com o que todos nós sabemos, em Agosto de 1975, a UDT fez o golpe para expulsar os comunistas da nossa terra, iniciando a guerra entre os timorenses. Em 2006, a FRETILIN quer fazer um golpe para matar a democracia que eles próprios escreveram na Constituição. O problema da distribuição das armas não tem a ver com a situação que estamos a viver, já estava nos seus planos, distribuíram para as eleições de 2007. Por isso é que estamos sempre a ouvir eles dizerem: só a FRETILIN pode criar a estabilidade ou a instabilidade

Anónimo disse...

The leadership of Alkatiri has split the unity of Timorese people. The government led by Alkatiri from Fretilin has obviously shown to the East Timorese about his incapability and having no good will to resolve the issue in F/FDTL which has triggered the ‘Loro Sae’ (East) VS ‘Loro Monu’ (West). The consequences of the East VS West are terrorizing and killing between people, destroying and burning houses, looting, and more than 100,000 people internally displaced for at least over two months. The government is still not serious to find the solution for the current crisis.

Listen to people’s opinions is not what the government top interest. Instead, the government distributed arms to civilians to start killing each other and to cause people suffer. There are evidences already that the government acknowledged and through one of its ministers, various arms were distributed to civilians including ‘Railos Group’ to kill all political rivals. Isn’t it a crime? The leader of this government, PM Alkatiri remains to refute what was so called ‘allegations’. The crisis was leaving unresolved and people called Alkatiri to resign and he resigned. I think Mari deserves to resign not because to avoid President Xanana to resign but because of Mari’s incapacity and involvement in making plan and strategy for committing crime. It appears that even the National Parliament should be continued called for its dissolution. Neither, the NP has capacity and backed the crime.

I believe that the best and fast way to end the unrest in this poor country is to immediately process the warrant arrests to Alkatiri, Lu Olo and Jose Reis. The three have to face the court since they might be the masterminds of the crisis in this country. Right now they are still free and use their party political power to influence people to destroy this country. This reflects what they said that only Fretilin can govern this country. What is in the mind of these vampires is collapse. Mr. Prosecutor General, please do your best to this country as to serve and save the people with justice. Viva DR. Longinhos…!!! Bring all them to jail………………………they are criminals ......................

Anónimo disse...

Why are Xanana's supporters burning and attacking people?

Xanana please control them they were at your rally to support your request for the PM's resignation. You have it Please stop burning and the violence.

People have seen already who attacked the refugees.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.