terça-feira, junho 27, 2006

A arma da FRETILIN "é a inteligência" - Mari Alkatiri

Hera, Timor-Leste, 27 Jun (Lusa) - A FRETILIN não precisa de armas para fazer valer a sua força eleitoral, porque a sua arma "é a inteligência", afirmo u hoje em Hera, arredores de Díli, o secretário-geral do partido e primeiro-mini stro demissionário, Mari Alkatiri.

"Nós já não usamos armas. Usámos há muito tempo para libertar Timor-Les te. A nossa arma, agora, é a inteligência", frisou Alkatiri, dirigindo-se a mais de 10 mil militantes e simpatizantes da FRETILIN que pretendiam entrar em Díli para manifestarem apoio ao governo, ao partido e à sua liderança.

Mari Alkatiri foi notificado segunda-feira pelo Ministério Público para ser ouvido no âmbito de um processo de averiguações aberto na sequência de aleg ações de que a FRETILIN formou "esquadrões da morte" para eliminar adversários p olíticos.

As acusações foram feitas por Vicente da Conceição "Railos", veterano d a resistência contra a ocupação indonésia, que envolveu o ex-ministro do Interio r Rogério Lobato e Mari Alkatiri numa alegada distribuição de armas a civis.

Na semana passada, Rogério Lobato foi ouvido pelo tribunal de Díli, que lhe decretou a prisão domiciliária.

Na sua intervenção em Hera, a cerca de 12 quilómetros a leste de Díli, Alkatiri disse estar disposto a preparar o partido para as eleições legislativas , previstas para o primeiro trimestre de 2007, e reafirmou que a FRETILIN "respe ita a democracia".

"Sim, a FRETILIN respeita a democracia. Respeita a soberania. Por isso não queremos a demissão de ninguém", disse, numa referência aos milhares de mani festantes que, desde quinta-feira, estão concentrados em Díli a exigir a sua dem issão do governo e que o Presidente da República dissolva o Parlamento e convoqu e eleições antecipadas.

Mari Alkatiri demitiu-se do cargo de primeiro-ministro segunda-feira, n a sequência de fortes pressões do Presidente da República, Xanana Gusmão, que am eaçara demitir-se se o líder da FRETILIN não deixasse a chefia do governo.

Hoje, após uma reunião do Conselho de Estado, a Presidência da Repúblic a anunciou, em comunicado, que Xanana Gusmão vai iniciar de imediato diligências para a formação de um novo governo no âmbito do actual quadro parlamentar.

A FRETILIN detém a maioria no Parlamento, com 55 dos 88 deputados, pelo que a declaração presidencial significará que, nos termos da Constituição, Xana na Gusmão solicitará àquele partido que indique o nome do novo primeiro-ministro .

Caso não seja possível formar um novo governo, Xanana Gusmão "considera rá a possibilidade de dissolver o Parlamento e antecipar eleições gerais", lê-se no comunicado.

Mari Alkatiri e o presidente da FRETILIN e do Parlamento, Francisco Gut erres "Lu-Olo", foram hoje ao encontro dos militantes e simpatizantes do partido para os dissuadir de entrarem na capital, onde se mantêm alguns milhares de man ifestantes que contestam o primeiro-ministro e exigem a dissolução do parlamento .

Estes manifestantes são enquadrados pela autodenominada Frente Nacional Justiça e Paz, cujo coordenador-geral, major Alves Tara, tem repetidamente gara ntido que não deixarão Díli enquanto Xanana Gusmão não dissolver o Parlamento.

EL.

16 comentários:

Anónimo disse...

Ia lá o Lobão perder a notificação se Sexta-feira para assim desvalorizar a concentração da Fretilin? Nem pensar. O boy cumpre os recados!

Anónimo disse...

os manifestantes organizados pelo Tara e Tilman estão a ser corridos fora de Dili pelos blondados australianos para dar lugar aos manifestantes pro-govero a entrarem em Dili amanhã...

ha incendios em Bairro Pité...

Anónimo disse...

Inteligencia? hahahha... parece que as verdadeiras massas da fretilin tem mais inteligencia que esses "lideres" porque nao estao a sair em seu apoio. Os 10mil que conseguiram juntar sao uns ocos como os seus chefes. Sim porque se os seus chefes fossem tao inteligentes isto tudo nunca teria acontecido!!
Inteligencia e o que muito lhe falta! Queriam passar o homem por um ser "inteligentissimo". Que palhacada!

Anónimo disse...

Inteligência deverá ser a palavra de ordem em Timor.

Parem com o lavar de roupa suja dos tempos da resitência onde todos cometeram erros graves e foram simultaneamente protagonistas da história da libertação.
A história da resistência pertence ao passado.

Parem com os protagonismos de lideres de resistência e de Prémios Nóbeis.
Porque lideres foram todos os que morreram e lutaram pela independência.

Prémios Nobeis todos deveriam ter recebido porque todos lutaram contra a violência indonésia e pela paz em Timor.

Agora trata-se do presente e do futuro de Timor Leste e de assegurar a soberania, a paz e estabilidade pela qual tanta gente morreu e vocês os lideres, os prémios nobeis continuam vivos e moetram-se actualmente incapazes de honrar os mortos.

Anónimo disse...

Nao me venham dizer que o Mari nao esta mais que arrependido de ter tomados as posicoes e decisoes que espoletaram esta miseria toda. E se nao estiver arrependido nao serve mesmo para liderar um governo!

Anónimo disse...

Ainda ontem falava com J Luandino V à noite e desabafámos os dois como estória é injusta e se repete! Na nossa Terra, em Angola, vimos nascer a Nação e vimos acontecer a guerra e esperamos, eu e ele, que isto não se repita em Timor Leste que também amamos por escolha consciente de que qualquer Povo e a sua independência é amável.
Lamento que tantas pessoas, anonimamente, se deixem levar por más palavras e publiquem coisas tão impertinentes neste blog. Contudo malai azul, talvez sejas também um malai mutin, continuas a fazer um bom trabalho (nunca temas o contrditório mas despreza a falta de humanidade] e isso já serve de consolo para quem espera que a arma mais segura, mais certeira seja mesmo a inteligência e o sentido de Estado que Mari Alkatiri tem demonstrado.
A estória toda está por contar mas o que interessa mesmo, ao contrário da Angola que eu vi nascer, é que Timor não renasça cinzas e morte. Para tal é preciso manter acima de tudo o essencial: o respeito pelo Povo e pelo seu bem-estar.
Acredito na democracia sobretudo quando ela salvaguarda as memórias, as culturas e ajuda a cumprir as expectativas dos Povos. Esta foi sempre a lição que recebi das mulheres de Timor, saber usar a paciência e a determinação porque como uma delas um dia me disse, 'a paz é sagrada e com ela tudo corre bem'.
Porque não vão à procura e não ouvem a sério estas Mata Dalan e esquecem o desvario dos que se querem ver heróis [do nada]?
Abraço
Albertina Soares

Anónimo disse...

Desconfio que estas manobras todas sao so para meter medo ao PGR.
Ora vejamos. O PM vai ser ouvido na Sexta-Feira e ele foi pedir que os seus apoiantes esperassem mais "um ou dois dias"?. Pelas minhas contas entram em Dili na Sexta-feira que precisamente o dia em que vai ser ouvido em audiencia.
Grande inteligencia. Sim senhor. E mesmo inteligente o homem. Afinal isto tudo e so para lhe safar a pele porque a PM ja nao volta e disso sabe ele!

Tudo para safar a pele.

Anónimo disse...

Tenha calma anónimo que por enquanto o Mari Alkatiri ainda é o PM da RDTL. Para desgosto seu, mas é. E já agora. fique a saber também que se ele vai lá na Sexta-feira é porque quer ir, nada o obrigava, podia responder por escrito. Bastava ter-se informado um pouco melhor e escusava de ser assim apanhado em público a dislatar.

cacaubranco disse...

a esperança de ser primeiro-ministro...

José Ramos Horta em declarações à ABC - o canal australiano de televisão ao serviço da golpada - veio dar o dito pelo não dito.

E mais uma vez nós não errámos. José Ramos Horta apresentava, na segunda-feira, a ministra de Estado, Ana Pessoa como Boa para primeiro-ministro, mas hoje à ABC, o demissionário e não demissionário ministro, vem dizer o contrário.

Hoje o bom é Arsénio Bano (excelente ministro não temos duvidas) porque "é muito eloquente, fala muito bem inglês e é o ministro dos Assuntos Sociais. Fez um trabalho extraordinário nas últimas semanas e, embora seja membro da FRETILIN (...), dá-se bem com toda a gente (...)", diz José Ramos Horta à televisão australiana. Serão meras palavras para anglosaxónico ouvir - este senhor já nos habituou às conveniências políticas conforme os palcos...

Mas não se fica por aqui.
José Ramos Horta também apresenta o nome de José Luis Guterres, considerando que é "(...) muito popular no partido e no país".

Contudo, nesta sua entrevista à ABC, José Ramos Horta diz-se esperançado que Xanana Gusmão escolha um primeiro-ministro do seu agrado e que naturalmente pode ser: José Ramos Horta....

Mais comentários para quê? está tudo dito... ou quase.

Anónimo disse...

as queimadas "democráticas"...

Muito bem, a noite vai longa, mas nós vamos parar por aqui...

Mas a noite também vai iluminada pelas fogueiras criminosas...

O desespero dos manifestantes vadios e de organizadores acéfalos está a demonstrar a sua potência pelas chamas e perseguições a casas de elementos e simpatizantes da FRETILIN.

Resta saber o que dirá, logo mais, pela manhã, Xanana Gusmão, relativamente ao comportamento dos homens do Tara e do Railos...

Quem sabe se faz parte do plano de destruição da cidade velha e degradada para se avançar com o plano urbanístico do GERTIL... ainda vamos descobrir que este é mais um acto bom em nome da democracia "à la Xanana" e por Xanana.

As queimadas cirúrgicas e as provocações continuadas serão mais uma prova da "esperteza" dos amigos do presidente?

até logo

Anónimo disse...

O Ramos Horta é um nojo mesmo! Nunca vi uma pessoa com tanta falta de carácter --- ou, melhor, com um carácter tão reles! Uma verdadeira cobra, sem espinha dorsal!
E queria ele ser SG da ONU!... Nem para secretário-geral do Arrebenta-Canelas Futebol Clube ele serve! (era capaz de ser ele mesmo a arrebentar as canelas dos seus próprios jogadores se nisso tivesse alguma vantagem...)
E a referência ao Bano não é porque goste dele (que tem feito, de facto, bom trabalho) mas sim porque estava a falar para um media australiano e a mulher do Bano é australiana.
Se amanhã falar para a LUSA volta a falar na ex-mulher, a Ana Pessoa...
É conforme o "cliente"...

Anónimo disse...

"embora seja membro da FRETILIN (...)"? Disse Mr. Horta na continuação do trabalho divisionista do PR, de tentar a impossível demonização dos militantes da Fretilin. Não bastaram as tentativas para demonizar o SG da Fretilin, agora querem demonizar todos os seus militantes? Pelo menos estão a mostrarem o que são, desde que calçaram as luvas de boxe e tiraram a máscara de democrata. Agora até dum jovem quadro se diz "embora seja membro da Fretilin"? Shame on you Mr. Horta!

Anónimo disse...

Será que sem Xanana e Mr. Horta Timor seria Independente na mesma??
hummm duvido muito

Anónimo disse...

Também duvido que, sem Xanana e Ramos-Horta, Timor tivesse conquistado a independência. Mas receio que, com o comportamento seguido nas últimas semanas, Timor se mantenha... de facto... um país independente, em vez de se tornar numa espécie de protectorado australiano!
Não acredito que Xanana esteja a seguir interesses estrangeiros. Acredito que ele considera que está a fazer o melhor para o país! Mas... mesmo inconscientemente... está a favorecer a estratégia australiana de incluir Timor-Leste na sua esfera de influência. Os planos para a construção de um aquartelamento permanente para 3.000 soldados são um passo decisivo nessa estratégia. Ai Timor...calam-se as vozes dos teus avós...

Anónimo disse...

Mas se a mulher do Arsenio Bano e australiana vamos parar no mesmo nao e Malai Azul ou margarida?

La vai ele dormir com a australia e vender Timor.

Ai Timor..

Anónimo disse...

E precisamente o contrario. Quando outros combatiam com armas em Timor-Leste, tu, Mari, estavas em Mozambique gozando a vida. Depois de a custa de muitos sacrificios, termos vencido, vieste para Timor-Leste tentar governar durante 50 anos distribuindo armas e tendo-as em casa para lutares contra os teus opositores. Se tivesses lutado com a inteligencia nao terias sido arrumado como PM. Mas, como podias faze-lo, se inteligencia eh coisa que nao tens? A tua inteligencia deu para destruires alguns lares dos teus camaradas. Tem mas eh vergonha Mari e nao te armes em machao.

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.