domingo, outubro 08, 2006

A paz sem vencedor e sem vencidos

Dai-nos senhor a paz que vos pedimos
A paz sem vencedor e sem vencidos
Que o tempo que nos deste seja novo
Recomeço de esperança e de justiça
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos

A paz sem vencedor e sem vencidos.

Erguei o nosso ser à transparência
Para podermos ler melhor a vida
Para entendermos vosso mandamento
Para que venha a nós o vosso reino
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos

A paz sem vencedor e sem vencidos

Fazei senhor que a paz seja de todos
Dai-nos a paz que nasce da verdade
Dai-nos a paz que nasce da justiça
Dai-nos a paz chamada liberdade
Dai-nos Senhor a paz que vos pedimos

A paz sem vencedor e sem vencidos.

Sophia de Mello Breyner Andreson

.

4 comentários:

Unknown disse...

FRENTE REVOLUCIONÁRIA DO TIMOR-LESTE INDEPENDENTE

FRETILIN




Rua dos Mártires da Pátria, Comoro, Dili, Timor-Leste, e: mail: staccfretilin@yahoo.com. Tel/fax 3317219

Media Release

October 8, 2006

12.45 am

Renegade Rai'los terrorises people, only 30 kms west of Dili

Vicente Rai'los terrorised people in Timor-Leste, just a week before the expected release of the report of the United Nations investigation into who was behind the violent events of April and May this year, which displaced thousands of Timorese.

According to a signed statement by Felix da Costa, the Administrator of sub-district Maubara, 30 kms west of Dili, at dawn on September 29, an armed Rai'los, accompanied by local police, threatened to rape a local citizen, unless she and her husband Mariano cooperated.

A fearful Mariano was forced by Railos and his group to knock at the door of Felix da Costa, under the pretext that there were people needing his help. Using his pistol Railos then violently entered Mr da Costa’s house, and accused him and other local authorities of distributing weapons with the intention of killing him and the petitioning soldiers. When Mr da Costa's wife denied Railos' accusation, he hit her in the head with his pistol.

According to da Costa's statement, Railos screamed that if Mari Alkatiri doesn’t go to prison when the UN report is released, he would return to kill both the district administrator of Liquiçá and the sub-district administrator, Mr da Costa. Looking at Mr da Costa’s wife, he told her he would also return to rape her and burn her house.

According to Mr da Costa’s report, a defiant Rai'los said, “You can complain to your ministers. I am not afraid because I have the number one behind me and I have the local Liquica police in my hands”. He then threatened that a new wave of violent conflict would begin and would continue for at least ten months, if Alkatiri isn’t punished.

Administrator Felix da Costa has called for Rai'los and his group to be disarmed. He wants to know if any of the nation's leaders have authorized Rai'los' actions, and he wants UN police to protect his district and for this protection to be effective before the publication of the international findings.”

The report by the UN investigators regarding the violent events of April and May is now expected by the end of October. The report was originally expected to be made on October 7. Dr Alkatiri was forced to resign in June following allegations by Rai'los on ABC TV program 4 Corners. Mr da Costa wrote his statement on October 2 and Timorese authorities had it by October 6.

For further information:

Dili: Mr Filomeno Aleixo +670 729 1644

Melbourne: Mr Alex Tilman +61 419 281 175

Sydney: Mr Sahe da Silva +61 414 807 824

Anónimo disse...

Tradução:
FRENTE REVOLUCIONÁRIA DO TIMOR-LESTE INDEPENDENTE

FRETILIN

Rua dos Mártires da Pátria, Comoro, Dili, Timor-Leste, e: mail: staccfretilin@yahoo.com. Tel/fax 3317219

Comunicado de Imprensa

Outubro 8, 2006

12.45 am

Desertor Rai'los aterroriza pessoas, somente a 30 kms oeste de Dili

Vicente Rai'los aterrorizou gente em Timor-Leste, somente uma semana antes da saída esperada do relatório da investigação das Nações Unidas sobre quem estava por detrás dos eventos violentos de Abril e Maio deste ano, que deslocou milhares de Timorenses.

De acordo com uma declaração assinada por Félix da Costa, o Administrador do sub-distrito Maubara, a 30 kms oeste de Dili, no amanhecer de 29 de Setembro, um Rai'los armado, acompanhado por polícias locais, ameaçou violar uma cidadã local, a não ser que ela e o seu marido Mariano cooperassem.

Um temeroso Mariano foi forçado por Railos e pelo seu grupo a bater à porta de Félix da Costa, sob o pretexto de que havia gente que necessitava dele. Usando a sua pistola Railos então entrou violentamente na cada do Sr da Costa, e acusou-o a ele a a outras autoridades locais de distribuir armas com a intenção de o matar e aos soldados peticionários. Quando a mulher do Sr da Costa negou as acusações de Railos, ele bateu-lhe na cabeça com a pistola.

De acordo com a declaração de da Costa, Railos gritou que se Mari Alkatiri não for para a prisão quando sair o relatório da ONU, que ele regressará para matar os dois, o administrador do distrito de Liquiçá e o administrador do sub-distrito, o Sr da Costa. Olhando para a mulher do Sr da Costa, disse também que regressaria para a violar e para queimar a sua casa.

De acordo com o relatório do Sr da Costa, um Rai'los desafiador disse “Podem-se queixar aos vossos ministros. Eu não tenho medo porque tenho o número um atrás de mim e tenho a polícia local de Liquica nas minhas mãos”. Ameaçou então que começará uma nova vaga de violência q que continuará pelo menos por dez meses, se Alkatiri não é punido.

O Administrator Félix da Costa pediu para que Rai'los e o seu grupo sejam desarmados. Quer saber se algum dos líderes da nação autorizaram as acções de Rai'los, e quer que a polícia da ONU proteja o seu distrito e que esta protecção seja efectiva antes da publicação das descobertas internacionais.”

O relatório pelos investigadores da ONU em relação aos eventos violentos de Abril e Maio é agora esperado pelo fim de Outubro. O relatório originalmente era esperado em 7 de Outubro. O Dr Alkatiri foi forçado a resignar em Junho a seguir a alegações feitas por Rai'los no programa 4 Corners da ABC TV. O Sr da Costa escreveu a sua declaração em 2 de Outubro e está em poder das autoridades Timorenses desde 6 de Outubro.

Para mais informação:

Dili: Mr Filomeno Aleixo +670 729 1644

Melbourne: Mr Alex Tilman +61 419 281 175

Sydney: Mr Sahe da Silva +61 414 807 824

Anónimo disse...

Há uma coisa que seria curiosa. Será que não se arranja o texto original em que se baseou a Constituição de Timor-Leste?

Não é o texto em vigor, é sim aquele que foi elaborado pelos 5 constitucionalistas portugueses e enviado para Timor-Leste para depois a FRETILIN o "remodelar" na sua vertente actual. Alguém o consegue?

Era para se verem "as diferenças" (caso existam obviamente ;))

Parece que não há "interesse" em que esse texto apareça. Alguém sabe porquê? Acho estranho. Ouvi dizer que estará na Assembleia da República (portuguesa), estará? É documento considerado "secreto"? Ou não querem que agora se veja como se chegou à actual Constituição (da RDTL)?

Seria mais fácil e interessante que a própria FRETILIN fornecesse esse (original) texto. Mas não façam emendas, arranjem lá isso em bruto, tenham lá coragem. Depois podemos todos ficar descansados. É caso para desconfiar quando isto não interessa a ninguém.

Interessa-me a mim. Dêem lá uma ajudinha sff. O Malai Azul poderia colocar o dito texto aqui e a margarida podia traduzir para tétum. Obrigado.

Anónimo disse...

Quase cheguei a pensar que era um poema do Bispo de Baucau ou de Dili...
Ah... ah... ah...

Como sou inocente.....

Traduções

Todas as traduções de inglês para português (e também de francês para português) são feitas pela Margarida, que conhecemos recentemente, mas que desde sempre nos ajuda.

Obrigado pela solidariedade, Margarida!

Mensagem inicial - 16 de Maio de 2006

"Apesar de frágil, Timor-Leste é uma jovem democracia em que acreditamos. É o país que escolhemos para viver e trabalhar. Desde dia 28 de Abril muito se tem dito sobre a situação em Timor-Leste. Boatos, rumores, alertas, declarações de países estrangeiros, inocentes ou não, têm servido para transmitir um clima de conflito e insegurança que não corresponde ao que vivemos. Vamos tentar transmitir o que se passa aqui. Não o que ouvimos dizer... "
 

Malai Azul. Lives in East Timor/Dili, speaks Portuguese and English.
This is my blogchalk: Timor, Timor-Leste, East Timor, Dili, Portuguese, English, Malai Azul, politica, situação, Xanana, Ramos-Horta, Alkatiri, Conflito, Crise, ISF, GNR, UNPOL, UNMIT, ONU, UN.